Bariátrica: mulheres benefíciadas
16 de Abril de 2012
Carol Nakamura – Curvas nota 10!
16 de Abril de 2012
Mostrar Todos

Meu amor está online

O papo aqui é com as solteiras, que, se depender de nós, devem mudar o status de relacionamento muito em breve – antes mesmo do dia dos namorados. Já que amores não caem do céu, é hora de mexer os pauzinhos do destino a seu favor, apostando nos sites de relacionamento

Por Lara Martins

O amor pode estar ao seu lado. Mas também pode estar em outra cidade, em outro estado ou – quem sabe? – em outro país. E é aí que a internet entra. Deixe o preconceito de lado e encare essa. Estamos a um mês para o Dia dos Namorados e a boa notícia para as solteiras é que dá tempo de garantir sua dose de romance até o dia 12 de junho nos sites de relacionamento.

Até outro dia, quem entrava nesses sites atrás de compromisso, namoro ou apenas um passatempo era visto como uma pessoa solitária, sem amigos, desesperada… Rótulos à parte, não é errado dizer que quando surgiram estes serviços, os tímidos eram os mais interessados. Hoje, porém, não existe regra. “A maioria dos usuários cadastrados tem entre 25 e 45 anos. Atualmente, temos 54% homens e 46% mulheres, sendo que 38% tem nível superior completo, 8% mestrado ou MBA e 6% doutorado, avalia Claudio Gandelman, presidente do site ParPerfeito.

Se usamos o computador para fazer compras, encontrar amigos, fechar negócios, por que não usar também para arrumar um novo namorado? “A internet vem revolucionando as formas como as pessoas se relacionam, seja no trabalho ou no âmbito social e este fenômeno também atinge os relacionamentos amorosos. Podemos adicionar a isto a correria da vida moderna , o que transforma a internet num ambiente prático e seguro para a busca de um grande amor”, analisa Stanlei Bellan, diretor do site eHarmony no Brasil. Parece que este tem sido o pensamento de cada vez mais pessoas: nos últimos dez anos, os sites de namoro cresceram 500%, segundo pesquisa realizada pelo eHarmony em parceria com Oxford Internet Institute.

Manual da Internet

O processo é bem simples: depois de escolher um dos inúmeros sites disponíveis, faça seu cadastro (que inclui um questionário grande com perguntas bem detalhadas e, em alguns casos, dados do perfil de companheiro que você deseja) e pronto, suas informações estão no sistema. Também é preciso pagar pela assinatura do serviço, claro. É papel do site cruzar os dados de todos os cadastrados e reunir aqueles que mais combinam entre si. Esse cruzamento de informações varia de site para site, cada um tem a sua “fórmula secreta”. Também muda a fórmula como as indicações de parceiros compatíveis são divulgadas – pode ser por e-mail ou no ambiente do próprio site. Aí, recebidas as indicações, é com vocês.

Leia a matéria completa na Plástica & Beleza n° 125