Depilação e a cera específica
29 de junho de 2016
Queixo e nariz de Superman!
30 de junho de 2016
Mostrar Todos

Lesão muscular

Antes de começar a correr é importante tomar medidas preventivas, e ficar por dentro de algumas dicas como alternativas para aliviar os sintomas

 

starting blockUma das modalidades esportivas que mais cresce no país, a corrida de rua traz uma série de benefícios à saúde física e mental. Somente no Estado de São Paulo, houve, no último ano, um crescimento de quase 11% no número de corredores nos eventos em relação a 2014, segundo a Federação Paulista de Atletismo. No ano passado,  724.130 pessoas correram pelas ruas de São Paulo.

Antes de ingressar no esporte, porém, é importante tomar algumas precauções para evitar lesões e não atrapalhar o desempenho durante a corrida. A principal dica é procurar a orientação de um preparador físico para evitar  sobrecarga na estrutura do músculo esquelética e dores no joelho causadas, principalmente, quando não é realizado um trabalho simultâneo de fortalecimento muscular.

Em casos leves de dores e incômodo, uma alternativa para aliviar os sintomas é o emprego de medicamento à base de dietilamonio diclofenaco, que possui ação analgésica e anti-inflamatória para diminuir o inchaço e a dor na região. Trazendo, dessa forma, alívio imediato às lesões causadas pelo esforço no treinamento.

Confira alguns problemas mais comuns entre os corredores, segundo Eduardo Rodrigues, personal trainer:

Inflamação da Canela – Conhecida também como canelite, é caracterizada por uma inflamação dos tecidos do
tendão e dos músculos ao redor da tíbia. É comum em esportistas que estão estreando no esporte. Para evitá-la, deve-se treinar com o acompanhamento profissional e respeitar os limites do corpo;

 Fascite Plantar – A fáscia plantar, localizada na sola do pé, liga o calcanhar aos dedos. Ocorre devido a alterações 3na forma do pé, aumento de peso ou erros de pisada durante o treinamento. Treinar intensamente em terrenos irregulares pode aumentar as chances de desenvolver o problema, por isso o ideal é optar por lugares planos;

 Torção – Também chamada de entorse, provoca o estiramento ou a ruptura de um ou mais ligamentos do tornozelo. O ideal é evitar terrenos esburacados, que aumentam as chances para a incidência deste tipo de lesão;

 Fratura por estresse – São muito frequentes em decorrência do impacto da atividade durante a corrida. Para diminuir os danos, recomendam-se os exercícios de o fortalecimento dos músculos com o acompanhamento de um profissional;

 Tendinite de Aquiles – Caracterizada por uma inflamação ou degeneração do tendão de Aquiles, é fruto de um desgaste da articulação. Causa inchaço e dor. Como prevenção, o praticante não deve ultrapassar suas limitações físicas durante os treinos e precisa realizar o alongamento antes e após a corrida;

 Distensão Muscular – É resultado da sobrecarga de exercícios físicos sem repouso adequado ou por falta de alongamento. Acontece quando os músculos posteriores da coxa são contraídos fortemente e repetidamente, sobrecarregando os músculos mais fracos e levando ao estiramento muscular parcial ou total. Para prevenir, o ideal é tirar um tempo para fazer o alongamento adequadamente;

 Lombalgia – Mais conhecida como dor na coluna, é fruto da ausência de alongamento e também da realização de exercício em postura inadequada. Além do alongamento, utilizar calçados adequados também contribui para evitar as dores.