A beleza de Maria Carol
22 de julho de 2016
natacao
Pronta para o mergulho!
28 de julho de 2016
Mostrar Todos

Falsos amigos da boa forma

mel

Em busca por um shape mais sequinho, vamos ao mercado e optamos por produtos que acreditamos ser mais magros. Mas você sabia que algumas trocas não são tão espertas assim? Confira nossa lista e faça opções que te ajudem (de verdade!) a manter os ponteiros da balança no lugar certo

Por Malu Bonetto

Pão integral
O consumo de pães e farinha integral não significa necessariamente uma alimentação saudável. Rodrigo Polesso, especialista em Nutrição Otimizada para Saúde e Bem Estar, diz que o trigo e seus derivados são digeridos pelo corpo muito mais rapidamente que o próprio açúcar puro, isso sem contar os antinutrientes e o glúten são associados a uma grande variedade de problemas de saúde até mesmo em pessoas que não se dizem intolerantes a ela. Ele sugere substituir o pão integral pelo de linhaça sem farinha de trigo

Barra de cereal
Repletas de açúcar e carboidratos, as barras de cereal são vendidas como um “lanchinho” para que as pessoas não fiquem tanto tempo sem comer. Mas é preciso ter cuidado porque muitas tem muita quantidade de açúcar, justamente por isso ele sugere trocá-las por um mix de castanhas e nozes.

Produtos light
Além de serem geralmente industrializados e repletos de ingredientes nocivos, os produtos que levam o nome light nas prateleiras do supermercado apresentam tipicamente redução de gordura boa. “Dessa forma, eles passam a ser verdadeiros aglomerados de carboidratos, quando são justamente as gorduras de qualidade que ajudam a prevenir o ganho de peso, através de uma maior saciedade, colaborando para ao emagrecimento”, explica, lembrando que as pesquisas mais recentes indicam a necessidade de consumir mais gordura do bem, como a que está presente nos ovos, oleaginosas e carnes.

Mel
Muitas pessoas passam a utilizar o mel como forma de adoçar algumas bebidas, mas o nutricionista destaca que o fato de ele ser produzido por abelhas não o impede de ser essencialmente açúcar. “Simplesmente trocar o açúcar comum pelo mel não adianta para quem procura emagrecer com prioridade, já que o ideal é cortar o consumo de doces ao máximo, utilizando poucas e esporádicas doses de adoçantes mais saudáveis, como Estévia, Xilitol ou Eritritol”, completa.

Iogurtes industrializados
Polesso conta que os iogurtes naturais, bem como a manteiga, o queijo e outros derivados do leite, são alimentos bem-vindos na dieta, já que são ricos em gorduras de qualidade e proteínas, mas alerta para os tipos de iogurte repletos de açúcar, que geralmente são colocados como opções saudáveis às crianças. “A maioria dos iogurtes industrializados tem uma quantidade muito grande de açúcar, e ainda utilizam leite desnatado ou apenas o soro do leite, removendo muitos dos nutrientes mais importantes do alimento”, destaca.