Seios turbinados com células-tronco?
27 de setembro de 2010
Debutando no bisturi
27 de setembro de 2010
Mostrar Todos

Controle sua TPM!

Na véspera do seu ciclo menstrual você fica nervosa ou melancólica? Engorda? Fica louca por comer um doce? Estes são alguns dos sintomas mais comuns da TPM – período pré-menstrualtão temido por homens e mulheres. Mas até que ponto conseguimos evitar tais sintomas e passar por este período tranquilamente? Descubra agora!

Por Malu Bonetto

Apesar dos homens acharem que é pura frescura feminina, a síndrome de tensão menstrual, mais conhecida por TPM, é sim uma doença que atinge cerca de 30 a 40% das mulheres desde a adolescênciaaté o climatério. Não ataca órgãos específicos, não é detectável por exames laboratoriais, mas nem por isto é menos “sentida” mesmo porque, é uma situação que faz parte da natureza humana e nós, mulheres, sofremos (e muito!) com ela. “A TPM é cíclica e acontece após o período ovulatório, ou seja, cerca de cinco a 10 dias antes da menstruação. É importante ressaltar que para fazermos um diagnóstico de TPM, a mulher deve apresentar sintomas por mais de três meses para se certificar que não é apenas um distúrbio hormonal transitório”, explica o ginecologista Jorge Ferreira Neto (SP).
De causa ainda desconhecida, apesar das inúmeras teorias para explicá-la, é o modelo típico de doença sociopsicossomática. Sócio porque traz consequências para a mulher na sociedade, psico porque os sintomas interferem na mente e nas emoções e somático porque interfere nas alterações do organismo. “Pode estar relacionada às alterações bioquímicas nos níveis dos hormônios sexuais (estrogênio, progesterona), hábitos alimentares, estilo de vida ou estresse, por isso os sintomas dependem e variam em cada mulher mesmo porque existem mais de 150 sintomas, entre eles os mais comuns são: baixa produtividade, falta de coordenação, ansiedade, dor muscular, dor de cabeça, depressão, ganho de peso, hostilidade, instabilidade, choro fácil, esquecimento e fadiga”, esclarece o médico homeopata Eliezer Berenstein (SP), especialista em ginecologia, obstetrícia e reprodução humana.

Descubra qual é a sua TPM
De acordo com o médico homeopata Eliezer Berenstein, os profissionais classificam a tensão pré-menstrual em quatro grupos, de acordo com os sintomas mais frequentes, mesmo porque os sintomas dependem da alimentação de cada mulher, situações de estresse diárias, qualidade de vida e prática de exercícios físicos. Para saber em qual grupo você se enquadra é preciso fazer uma autoavaliação por três meses consecutivos. “Alguns alimentos podem evitar ou diminuir esses sintomas, mas claro que o ideal seria montar um cardápio para cada pessoa, pois existem outros fatores que podem estar associados a esses efeitos indesejáveis”, explica o nutricionista Gabriel Cairo Nunes da Clinica Rolfsen (SP).

Tipo A
A Ansiosa

Características: ansiedade, angustia e nervosismo. Você fica com o famoso “pavio curto” e estoura de cara logo com a primeira contestação que alguém fizer sobre uma atitude sua – não importa se discordaram do cardápio do almoço ou se falaram que o seu trabalho foi executado errado. Também não consegue esperar mais do cinco segundos para resolver qualquer questão, o coração chega a disparar de tanta ansiedade.
Como amenizar: aproveite esta onda de nervosismo e extravase na academia com aulas de luta ou boxe. Já na alimentação, o ideal é comer a cada três horas para evitar que o estômago fique vazio, ingerir frutas com casca, alimentos com fibra ou iogurte com aveia que também são ótimas opções.

Tipo C
A compulsiva

Características: predominância de compulsão alimentar irresistível, principalmente por doces e chocolate. Isso acontece porque o chocolate é rico em magnésio e também possui substâncias que levam a sensação de bem-estar, mas é importantíssimo lembrar que o chocolate é rico em gorduras ruins e com altas calorias.
Como amenizar: exercícios físicos são ótimas opções de liberação de serotonia, agora se você não é adepta da malhação, controle esta vontade com a ingestão de alimentos ricos em magnésio, já que ele evita a vontade de ingerir chocolate. São alguns exemplos: abacate, banana, beterraba, grão-de-bico, figo seco, mandioca, lentilhas, quiabo, batata com casca, fécula de batata, uva passa, algas marinhas, soja, espinafres, couve, grãos e derivados (cevada, granola e aveia), nozes e sementes (amêndoas, castanhas, amendoim, pistache e soja).

Tipo D
A depressiva

Características: a mulher fica com todos os sintomas de um paciente depressivo, chora e fica triste sem motivo. Isto porque as alterações hormonais também influenciam a produção da serotonina, substância responsável pelo bem-estar, e da melatonina, que se relaciona diretamente aos aspectos depressivos do nosso organismo.
Como amenizar: faça programas animados, saia com as amigas, escute músicas alegres e, principalmente, divirta-se. Alguns alimentos que fornecem felicidade normalmente são aqueles que o indivíduo julga que não faz bem a saúde ou provoca aumento de peso. “Em um primeiro momento lhe traz felicidade já que são consumidos sem culpa, mas após algumas horas lhe confere a sensação de culpa. Sabemos que alimentos com gorduras boas causam também esse efeito e os alimentos ricos em antioxidantes como vinho tinto, suco de uva, cacau, nozes e castanhas, além do alimentos verdes escuros e alaranjados estimulam a serotonina (hormônio
ligado a felicidade)”, aconselha o nutricionista.

Tipo H
A hídrica

Características: a sensação é de que você bebeu cinco litros de água e não eliminou nenhuma gota do seu organismo. Os seios ficam inchados e extremamente doloridos ao mais leve dos toques. Acontece também um distúrbio do sistema nervoso central que causa dores de cabeça, formação de gazes no abdômen (o que o deixa inchado!) e dores musculares nas pernas, que ficam pesadas e mais sensíveis.
Como amenizar: algumas sessões de drenagem linfática é uma ótima opção para diminuir o inchaço, já a dor de cabeça é uma reação causada pela falta de açúcar no sangue ou excesso de alimentos ricos em cafeína, por essa razão são indicados calmantes como mel e chá de folha de abacate que são levemente laxante, diurético e calmante, chá de frutas cítricas tostadas e moídas atuam como calmantes e, claro, o maracujá que tanto a fruta como chá atuam como calmantes. Já a constipação intestinal pode estar relacionada à hidratação, falta de fibras na dieta, falta de exercício físico e com o psicológico. Aposte nas frutas secas (rica em fibras), mamão (poderoso laxante), leite e derivados e grãos ajudam a provocar flatulência e hortaliças também são ricas em fibras. “Para o inchaço ou aumento do peso, investir nos alimentos com ação diurética, pois esse aumento de peso esta relacionado comretenção hídrica e liberação hormonal, mas logo após alguns dias essa retenção tende a voltar ao normal. Ou seja, chá de ervas claras (cidra, camomila, arnica, erva doce, gengibre) e evitar o consumo de sal e temperos prontos porque o sal deles segura a água no corpo e isso leva ao inchaço”, complementa o nutricionista.

Para ele ler > como lidar com a nossa TPM
Os homens acabam sendo vítimas dos sintomas da TPM. Por isso, a ginecologista Nara Mattia (SP) dá algumas dicas para seu parceiro seguir ao pé da letra e sobreviver ao período:
Na época da TPM a mulher está fragilizada e necessita de mais carinho, amor, suporte e paciência, portanto, nada de críticas, piadinhas e frases do tipo cuidado com o peso, vai acabar engordando.
– Ela mandou você comprar alguma coisa específica em um lugar do outro lado da cidade. Não questione, apenas vá.
– Ela comeu TODA a caixa de chocolate que há 20 dias permanecia fechada em cima da geladeira. Não comente nada do que viu.
– Ela insiste em discutir a relação. Corra. Corte a conversa. Pode ter certeza, isso não vai dar certo. Se você não conseguir escapar, use a tática de relembrar os melhores momentos do casal: comente sobre aquele jantar maravilhoso, discurse sobre as qualidades dela e o quanto você adora seus sogros.
– Ela exige a sua presença na festa da amiga que você menostem afinidade (e o pior, ela acha o mesmo da moça). Diga sim sem gaguejar, demonstre segurança e convicção. Esboce um sorriso, mas não tão largo, pois ela pode desconfiar da armação.
– Ela acordou irritada e te liga nervossíma, como se quisesse arrancar pedaço. Meu amigo, tenha muita calma nessa hora. Prefira dizer que está morrendo de saudade, que ela é linda, enfim, a mulher da tua vida. Se não colar, tente encerrar a ligação o mais rápido possível sem que ela perceba qualquer movimento mais afoito. Deixe que ela desconte a raiva acumulada nos colegas de trabalho.

A magia dos florais
“Cada essência floral tem uma vibração específica que estimula o sistema energético do indivíduo, visando equilíbrio, harmonia e bem-estar”, explica a terapeuta floral Luciane Gerodetti, responsável pelo sistema de essências Florais da Chapada Diamantina (SP ). Ela selecionou alguns florais que são ótimos aliados na luta contra os sintomas da TPM .