Você sabia que a posição que você olha o celular pode envelhecer seu pescoço?
18 de agosto de 2017
As mulheres são diferentes. E os tipos de silicone também!
25 de agosto de 2017
Mostrar Todos

Aprenda como incluir as farinhas low carb no seu cardápio

Ricas em fibras e isentas de glúten, as farinhas low carb conquistam cada vez mais adeptos que buscam uma reeducação alimentar

Fazer trocas saudáveis na alimentação é sempre muito importante para iniciar o processo de reeducação alimentar. Porém, o que muitos desconhecem é que existem algumas opções de farinhas low carb que podem substituir, por exemplo, a farinha de trigo na hora de preparar a massa de pão. Segundo a nutricionista comportamental Patrícia Cruz hoje em dia é possível encontrar farinhas dos mais diversos alimentos desde grãos até vegetais. “Essas farinhas podem ser usadas, de forma geral, em preparações de bolos, tortas, panquecas, pães, entre outros. O segredo está em saber como acrescentá-las no cardápio”, conta Patrícia.

De acordo com a nutricionista, a melhor forma de adequar as farinhas low carb na sua alimentação é experimentar e fazer combinações de mais um tipo de farinha. Assim o alimento fica rico nutricionalmente e com a textura mais agradável ao paladar. Embora a dieta low carb esteja “em alta” e tenha oferecido bons resultados para quem o segue com orientação profissional, uma dificuldade pode ser ficar sem consumir carboidratos convencionais que fazem parte do dia a dia de milhares de pessoas como pães, tortas e bolos, entre outros alimentos. A nutricionista Patrícia Cruz apresenta a seguir sete tipos de farinhas naturais que apresentam baixa quantidade de carboidratos e que podem ser incluídas no cardápio durante a dieta.

1 – Farinha de amêndoas: fonte de fibras, vitamina E, e antioxidantes. Isenta de glúten e carboidratos.
Como preparar: retire a casca do amendoim e distribua em uma assadeira sem adicionar sal. Leve ao forno em temperatura alta, sem óleo, por cerca de dez minutos. Deixe esfriar. Após isso, bata no liquidificador até formar uma farinha.

2 – Farinha de semente de abóbora: rica em fibras, ácidos graxos poli-insaturados e monoinsaturados. Além disso, possui minerais como: ferro, magnésio e potássio, ou seja, é uma ótima opção rica em proteína e apresenta baixo teor de carboidrato.
Como preparar: lave as sementes retirando qualquer vestígio da polpa e deixe de molho por pelo menos 4 horas. Escorra e espere secar por 1 hora. Leve ao forno médio, mexendo de vez em quando. Quando estiverem torradas, retire do forno. Espere esfriar e bata no liquidificador até formar uma farinha.

3 – Farinha de coco: apresenta fibras, proteínas, carboidratos em pequena proporção, gordura monoinsaturada e saturada. Também é isenta de glúten e, vai muito bem em pães, salada de fruta e iogurtes.
Como preparar: escorra muito bem o bagaço do coco e leve ao forno em temperatura média por volta de 3 a 4 horas, até que fique bem dourada. Deixe esfriar e depois bata no liquidificador até que se torne uma farinha fininha.

4 – Farinha de nozes: é isenta de glúten e apresenta baixa concentração de carboidrato. Essa farinha é indicada para o preparo de bolos, tortas e pães.
Como preparar: retire as nozes da casca, coloque em uma assadeira e leve ao forno até ficarem douradas. Espere esfriar e bata aos poucos no liquidificador até formar uma farinha.

5 – Farinha de casca de maracujá: apesar de apresentar carboidrato, porém reduzido. É uma boa opção de farinha low carb, por ser rica em fibras. Atua no controle do colesterol e glicemia.
Como preparar: lave bem o maracujá, corte aos meios e retire muito bem a polpa. Coloque em uma assadeira, leve ao forno médio por 30 minutos e mexa algumas vezes. Espere esfriar, depois bata no liquidificador até obter uma farinha, se desejar pode peneirar.

6 – Farinha de castanha de caju: isenta de glúten e rica em gordura mono e poli-insaturadas, previne a dislipidemia diminuindo o LDL-colesterol. Além disso, apresenta magnésio e zinco. Pode ser usada em bolos, farofas, iogurtes e saladas de frutas.
Como preparar: coloque as castanhas em uma assadeira e leve em forno médio. Retire depois de assadas. Deixe esfriar e bata aos poucos no liquidificador até que se forme uma farinha.

7 – Farinha de banana verde: fonte de vitamina C e cálcio. Pode ser utilizada em pães para dar consistência e sabor.
Como preparar: higienize as bananas verdes e corte em rodelas. Coloque em uma assadeira e leve ao forno em temperatura baixa. Asse até que fiquem bem secas. Retire do forno e espere esfriar. Coloque no liquidificador e bata até formar uma farinha.