Um silicone para chamar de seu
18 de outubro de 2011
Bumbum à brasileira
9 de dezembro de 2011
Mostrar Todos

A transformação de Larissa Ribeiro

Para fazer bonito no biquíni, a estudante de Pedagogia Larissa Ribeiro, de 26 anos, não pensou duas vezes para encarar o bisturi. “Não estava me sentindo bem com o meu corpo. O meu abdômen tinha muita gordura localizada, e mesmo com dietas e exercícios físicos ainda não me sentia satisfeita com o resultado.” Em setembro deste ano, a morena se submeteu à lipoescultura para se livrar de vez do que mais a incomodava. “Me surpreendi com o pós-operatório, pois sofri bem menos do que o esperado. Uma semana após a cirurgia já havia retornado a algumas atividades.”

Hoje, para manter o resultado adquirido, a estudante deixou de lado frituras, além de comer doces só aos fi nais de semana. “A minha autoestima me fez enxergar o mundo de outra forma, de uma maneira mais prazerosa e sem
privações.” Para o verão, a estudante está segura para ir à praia desfi lar seus novos biquínis e, ainda, tirou do armário roupas que há tempos não usava. “Meu manequim 42 deu lugar a modelitos 38!”, orgulha-se. Apesar de muitas mulheres terem vontade de fazer uma cirurgia plástica, muitas vezes faltam coragem, está que Larissa teve de sobra. “Quando me perguntavam sobre isso, logo respondia: a única coisa que eu não tenho coragem é de continuar me sentindo feia pelo resto da vida.” Atualmente exibindo 58 kg em 1m65 de altura, Larissa não pretende recorrer tão cedo a uma nova cirurgia. “Se eu pudesse gostaria de dividir essa experiência com todas as
mulheres do mundo. Eu faço parte desse universo feminino, sei como é importante se sentir bem e bonita. Me sinto mais feliz no trabalho, na faculdade, com meus amigos e, principalmente, com o meu namorado. Ter realizado a cirurgia foi uma experiência incrível”, conclui.