Cuidados para uma cicatriz perfeita após a cirurgia plástica
16 de novembro de 2017
Eli Ferreira: a miss que virou atriz e está arrasando em Tempo de Amar
1 de dezembro de 2017
Mostrar Todos

Tudo o que você queria saber sobre abdominoplastia

Que mulher não quer exibir uma barriga chapada, livre de gordurinhas localizadas e flacidez? Para conquistar esse shape, a cirurgia plástica mais indicada é a abdominoplastia. Quem explica mais sobre essa técnica é o Dr. Flávio Garcia, diretor clínico da Dream Plastic (SP)

 

Assim como qualquer cirurgia plástica, o primeiro passo é procurar um cirurgião plástico membro da SBCP, realizar todos os exames pré-operatórios, esclarecer todas as dúvidas com o médico e anestesista. Somente depois a paciente consegue agenda a cirurgia. O procedimento dura entre duas e cinco horas, dependendo da extensão de tecido a ser removido ou a necessidade de combinar com outras cirurgias, como a lipoaspiração.

Passo a passo
Sob anestesia geral ou peridural com sedação, o cirurgião plástico faz incisões acima da região pubiana em forma de semicírculo. A extensão da cicatriz depende da necessidade do tratamento, bem como os contornos corporais. A pele e a camada de gordura sobre o abdômen são separadas e o tecido é descolado em direção à caixa torácica, expondo os músculos abdominais. Caso os músculos abdominais estejam afastados, fato comum neste tipo de cirurgia, o cirurgião vai suturá-los para criar uma parede abdominal plana e firme. Em seguida, o profissional estica a pele e a gordura descolada sobre a parede abdominal. E, diferente do que muitas pessoas pensam, o umbigo permanece intacto. Por isso, ao ser coberto por esta camada de pele, o cirurgião faz uma pequena incisão para deixar o umbigo visível novamente. A pele e a gordura que sobram da incisão original são removidas. Para evitar a formação de líquido durante o processo de cicatrização, são colocados drenos no abdômen, que permanecem no local por aproximadamente duas ou três semanas. As incisões são suturadas e aplicam-se curativos e bandagens.

Tipos de abdominoplastia
No geral, a abdominoplastia é feita da mesma maneira e tem o mesmo objetivo, porém pequenos detalhes fazem com que ela receba outras nomenclaturas. Conheça a seguir:
Mini abdominoplastia: ideal para quem precisa remover um pequeno excesso de pele. A incisão será menor e, normalmente, não envolve o reposicionamento do umbigo.

Abdominoplastia clássica: indicada para remover áreas maiores de gordura na região abdominal. Exige o reposicionamento do umbigo, mas é capaz de conceder a aparência de uma barriga chapada.

Abdominoplastia em âncora: recomendada para quem perdeu muito peso, comum após a bariátrica. Nela, a cicatriz fica em forma de um “T” invertido, que lembra uma âncora, por isso ficou conhecida com esse nome.

A recuperação
Claro que os cuidados serão detalhados pelo cirurgião plástico, mas inicialmente você deve usar malhas de compressão, que apertam e ajudam a reduzir inchaços e evitar a formação de líquidos. O tempo de uso varia de acordo com a extensão da cirurgia, podendo se prolongar por várias semanas. Assim como em qualquer procedimento cirúrgico, pode haver dor, que é controlada com analgésicos indicados pelo seu médico. Há a possibilidade de surgir hematomas e inchaços que desaparecem em poucas semanas. Inicialmente, você não poderá ficar em posição completamente ereta, mas é importante iniciar caminhadas por curtos intervalos, logo após o procedimento, para facilitar o fluxo sanguíneo. Mas não se desespere, aos poucos, esta necessidade de manter-se curvada diminui e você volta à postura normal.

Saiba mais em
www.plasticadosonho.com.br/cirurgia-plastica/abdominoplastia/