Pescoço de perua? Tô fora!
26 de outubro de 2010
Vale a pena financiar sua plástica?
26 de outubro de 2010
Mostrar Todos

Tenha o corpo que você merece!

Cintura fina, barriga chapada e culote zerado. Essa é a Santíssima Trindade feminina. Mas acredite, não é preciso nenhum milagre vindo dos céus para que você conquiste um corpo assim (perfeito!) até o próximo verão. Basta agir!

Por Malu Bonetto


Tá bom, não é preciso milagre para conseguir um corpo violão de fazer a atriz Juliana Paes se rasgar de inveja. Mas também ele não vai acontecer na sua vida assim, do nada, feito mágica! É preciso agir e fazer por merecer. E por isso, entende- se por suar a camisa para atingir seus objetivos. Se a meta é ter um corpo cheio de curvas, com cinturinha de vespa, barriga chapadérrima e sem nenhum sinal de culote, é necessário investir em uma série de ações, tais como um cardápio balanceado (livre de gorduras, doces e refrigerantes) e um programa recheado com atividades físicas – que devem ser praticadas, no mínimo, três vezes por semana. Ainda assim, com todos esses esforços, se você não notar uma melhora na silhueta, chegou a hora de partir para o uso de uma artilharia mais pesada. Comece a atacar essas zonas de perigo com tratamentos estéticos poderosos e com cosméticos de última geração, ricos em ativos lipolíticos que queimam os depósitos de gordura das células. Agora, se nem mesmo com todos esses cuidados for possível garantir curvas perfeitas, a melhor opção para seu caso pode estar na ponta do bisturi. As cirurgias plásticas são indicadas justamente para esses casos mais persistentes. Confira as técnicas mais indicadas para modelar cintura, barriga e culote.

Solução na ponta do bisturi

Para uma cintura fina
Lipoaspiração a laser

Como é: sob anestesia local com sedação, a cânula é introduzida através de pequenas incisões, aquecendo a região. O calor do laser dissolve a gordura que é aspirada por outra cânula ou naturalmente eliminada pelo sistema linfático. “O cirurgião deve ter muito cuidado ao chegar próximo da superfície da pele para não promover imperfeições”, diz o cirurgião plástico Alberto Birmann (RJ).
Pós-operatório: evite exposição solar por um mês. Faça sessões de drenagem linfática da primeira semana até o terceiro mês. A cinta compressiva deve ser usada por seis meses e as atividades normais podem ser retomadas após 15 dias, quando o novo contorno já é percebido a olho nu. Depois de um mês, o resultado já é de 70%, e no sexto, o resultado já é o final.

Para zerar o culote
Vibrolipoaspiração

Como é: indicada para os casos de gordura localizada, é realizada sob anestesia peridural ou local com sedação, as incisões são pequenas e a cirurgia dura de uma a quatro horas. Os movimentos de vai-e-vem da cânula de sucção associados à vibrações provocadas pelo aparelho proporciona uma cirurgia com menos esforço e mais suavidade para o paciente e cirurgião.
Pós-operatório: “Esta técnica tem como grande diferencial o rápido retorno às atividades normais do paciente e um pós-operatório menos doloroso e com menor incidência de hematomas e inchaço” explica o cirurgião plástico Herbert Gauss (SP). O resultado é melhor visualizado após um mês da cirurgia, com resultado final após três a seis meses.

Para uma barriga chapada
Miniabdominoplastia

Como é: após a marcação da área a ser retirada (normalmente escondida pelas roupas íntimas) infiltra-se solução vaso constritora, para prevenir sangramento dos tecidos. São feitas as incisões para realizar o descolamento da área flácida, para em seguida fazer a tração e reposicionamento dos tecidos, depois a região é suturada com pontos internos.
Pós-operatório: é indicado repouso nas duas primeiras semanas, as atividades podem ser retomadas entre 10 e 20 dias, e use a cinta pós-cirúrgica por 45 dias.

O milagre da CINTA!
Quem olha, acha que você emagreceu uns 5 kg do dia para noite. Mas só você sabe que o nome desse milagre é cinta modeladora. Feitas de cetinete, elas “não comprimem a região, apenas massageiam, já que não limitam os movimentos e nem causam desconforto, modelando o corpo e contornando a silhueta de maneira natural”, explica Rosana Garcia, do setor de desenvolvimento e pesquisas da Yoga, empresa de cintas modeladoras de São Paulo. Com as cintas é possível reduzir até dois manequins. Os modelos mais utilizados para quem busca camuflar os excessos na cintura, nos quadris e no culote são o modelador com pernas e alças largas e sem recorte embaixo do busto e o modelador sem busto, com pernas e abertura frontal. Em média, cada peça custa de R$ 130 a R$ 180, conforme o modelo.


Resultado mágicos na palma da mão
Selecionamos alguns cosméticos que prometem enxugar todas as gordurinhas do corpo.
1. Natura Chronos Bio-redutor, Natura, R$ 88.
2. Lipometric, Vichy, R$ 105.
3. Reduxcel Plus SML Abdômen, Adcos, R$ 106.
4. My Silhoutte, Nivea, R$ 32.
5. Gel Redutor, Kendra, R$ 32.
6. Gel Lipo Tract, Natupele, R$ 70.
7. Redutor Abdominal Spécial Ventre Lipo-Redutor Elancyl, Galénic, R$ 140.
8. Addition Concentré Minceur, Clarins, R$ 274 (2 frascos)