Vale a pena financiar sua plástica?
26 de outubro de 2010
Plástica no nariz. Prepare-se para a sua!
27 de outubro de 2010
Mostrar Todos

Suas dúvidas esclarecidas

Quem nunca pensou em fazer uma cirurgia para resolver um probleminha que tanto incomoda no corpo e ficou um tempão com várias interrogações povoando a cabeça? Selecionamos as principais dúvidas que atormentam nossas leitoras e esclarecemos, uma a uma, com especialista no assunto

Por Malu Bonetto

1 – PRECISO USAR CINTA CIRÚRGICA? POR QUÊ?
O uso das faixas e malhas compressivas é essencial para a recuperação, já que elas ajudam na redução do inchaço e retração da pele. Além disso, acomodam melhor os tecidos submetidos a descolamentos e remoção de gordura. Nem pense em deixar de usar essa peça, ok?

2 – QUAIS OS RISCOS DE MORRER NO MÊS E NO MEIO DA CIRURGIA?
Os riscos de morte são descritos na literatura como muito baixos – de acordo com as estatísticas, em torno de 1 para 60 mil em cirurgias eletivas. Há pessoas que acreditam que exista este risco, mas o importante são as comprovações científicas e o estudo das probabilidades. Mesmo porque a medicina avançou muito nos últimos tempos, tornando a cirurgia mais segura.

3 – EXISTE PLÁSTICA SEM CICATRIZ?
As cicatrizes sempre existem, já que sempre são feitas incisões, mas normalmente o cirurgião opta por fazê-las em locais quase imperceptíveis como sulcos naturais, na linha da virilha, nas axilas e outras. “O período de maturação de uma cicatriz, ou seja, quando a mesma se torna praticamente invisível demora normalmente de três a seis meses”, explica a cirurgiã plástica Keila Silva da Silva (RJ).

4 – O RESULTADO É IMEDIATO?
O resultado pode sim ser visto logo após a cirurgia, mas é preciso esperar um tempo (normalmente seis meses) para que o inchaço e os edemas diminuiam gradativamente e o resultado fi nal apareça sem qualquer interferência.

5 – TODO PÓS-OPERATÓRIO É DOLORIDO?
Não já que neste período se houver dor ou desconforto pode-se usar analgésicos e antiinfl amatórios conforme o procedimento e a sensibilidade do paciente.

6 – EXISTE ALGUM TIPO DE PREPARAÇÃO PRÉ-CIRÚRGICA?
Antes de qualquer procedimento cirúrgico é preciso fazer alguns exames clínicos e laboratoriais para saber se o paciente está apto. “Também é preciso preparar a pele com hidratação e assepsia, e o jejum de no mínimo oito horas para cirurgias maiores, já que a anestesia pode bloquear o mecanismo de deglutição e em caso de vômitos pode haver broncoaspiração (líquidos ou sólidos em via aérea), o que é muito perigoso”, explica a Dra. Keila da Silva. Alguns medicamentos (como ácido acetilsalicílico) precisam ser suspensos antes da cirurgia para não comprometer o resultado, daí a importância da conversa e da anamnese durante a primeira consulta.

7 – QUALQUER PESSOA PODE FAZER A CIRURGIA QUE QUISER?
Caso as condições clínicas permitam, não existem impedimentos. Mas há exceções como, por exemplo, a mamoplastia em paciente com menos de seis meses após o fim da amamentação. Neste caso o efeito hormonal sobre a glândula mamária pode prejudicar o resultado da cirurgia.

8 – DIABÉTICO PODE FAZER PLÁSTICA?
Se a diabetes estiver controlada, pode se submeter a uma plástica sem problema algum. Há estudos científicos que demonstram que pacientes com glicemia controlada não apresentam problemas de cicatrização. Alguns doentes, no entanto, com comprometimento vascular importante, podem ter dificuldade no fechamento das feridas.

9 – NÃO POSSO TOMAR SOL EM CIMA DAS EQUIMOSES (ROXOS)?
Realmente, deve-se evitar ao máximo a exposição solar durante o pós-operatório para que as equimoses não se prolonguem. Como o sangue contém ferro, quando exposto a radiação solar, estes pigmentos podem se fixar a pele por períodos prolongados.

10 – SE EU NÃO GOSTAR DO RESULTADO DA CIRURGIA POSSO VOLTAR ATRÁS?
Depende do caso. Um implante mamário pode ser retirado, já uma abdominoplastia não pode ser desfeita. Por isso mesmo, pense muito bem antes de encarar o bisturi.

11 – PRECISO FAZER AS DRENAGENS LINFÁTICAS?
Sim, ela são essenciais para diminuir os inchaços e edemas provocados pela cirurgia. Normalmente são necessárias no mínimo dez sessões em dias alternados.

12 – CORRO O RISCO DE ACORDAR DA ANESTESIA NO MEIO DA CIRURGIA?
Apesar de ser muito raro, isso pode acontecer sim. O anestesista é o responsável por controlar os sinais vitais continuamente. Quando o paciente esta prestes a acordar, a frequência cardíaca aumenta, assim como a pressão arterial. Nessa hora, o anestesista fornece mais anestésico para o paciente, a fi m de mantê-lo sedado.

13 – TEM IDADE LIMITE PARA FAZER PLÁSTICA?
Se o paciente estiver clinicamente apto não há limite. Porém adolescentes e crianças devem sim esperar, na maioria dos casos, a fase adulta para determinadas cirurgias, como mamoplastias e rinoplastias. Os idosos podem ser operados desde que tenham boas condições clínicas pré-operatórias.

14 – MEU UMBIGO VAI MUDAR DE POSIÇÃO DEPOIS QUE EU FI ZER A LIPOASPIRAÇÃO?
Não, a lipo não muda o local do umbigo, mas pode haver mudança na aparência por conta da retirada de gordura ao seu redor.

15 – SOU FUMANTE, CORRO ALGUM RISCO NA CIRURGIA?
Como a nicotina prejudica a cicatrização, oxigenação dos tecidos e circulação sanguínea nas áreas operadas é recomendável parar de fumar duas semanas antes e depois da cirurgia. Além disso, a tosse do fumante pode provocar rompimento dos pontos, dor, necrose e sofrimento dos tecidos por trombose.

16 – COMO VOU SABER SE O CIRURGIÃO PLÁSTICO QUE VOU OPERAR É BOM?
Primeiramente, verifique se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), confira o histórico dele no Conselho Regional de Medicina e procure conversar com pacientes que já foram operados por ele. Antes de operar esclareça todas as suas dúvidas com ele.

17 – A CIRURGIA DE BRAÇO DEIXA UMA CICATRIZ MUITO GRANDE E APARENTE?
Não há como retirar pele ou tratar a flacidez sem cortes e uma cicatriz remancescente. O tamanho dela vai depender do excesso de tecido, ou seja, quanto maior a flacidez, maior a cicatriz. Para evitar que fique aparente, o cirurgião opta por fazer a incisão na parte interna ou posterior do braço, dependendo da técnica. Assim, a cicatriz fica quase imperceptível.

18 – A LIPOASPIRAÇÃO DÓI MUITO?
De um modo geral a lipo dói sim, mesmo porque nela a gordura é aspirada, mas os nervos são mantidos intactos (ao contrário de cirurgias com muitos cortes, em que os nervos também são cortados) daí a sensação de dor na região operada.

19 – A LIPO AJUDA A ACABAR COM CELULITE E ESTRIAS?
Não, mesmo porque a celulite é uma alteração que inclui inchaço, fibroses e gordura muito superficial, e a lipo não retira a gordura tão superficial da celulite. Quanto as estrias, elas são o rompimento das fibras elásticas da pele e nada tem a ver com a lipo.

20 – VOU EMEGRACER DEPOIS DA LIPO?
Sim, pois como a lipoaspiração retira a gordura, logo se emagrece. “Porém, a perda de peso é menor do que a impressão de perda, pois a gordura pesa pouco. Vale lembrar que a lipo é para mudar contorno e não para perder peso. Quem está muito acima do peso deve emagrecer primeiro”, explica o cirurgião plástico André Freitas Colaneri (SP).

21 – DEPOIS QUE EU OPERAR O NARIZ TEREI DIFICULDADE EM RESPIRAR?
Imediatamente depois da rinoplastia, o paciente poderá sim sentir certa dificuldade em respirar, pois há inchaço interno. Porém, depois de desinchar, a respiração deverá ser igual ou até melhor do que antes. Vale lembrar que a correção do septo nasal e problemas de obstrução nasal podem ser corrigidos juntamente com a rinoplastia.

22 – A RINITE ALÉRGICA MELHORA APÓS A CIRURGIA DE NARIZ?
É importante comunicar seu médico, antes da cirurgia, se você tem rinite – processo alérgico, que pode ser desencadeado por alergia a substâncias diversas e deve ser avaliada e tratada por um especialista na área. Como a rinite é um processo alérgico, não tem ligação com a rinoplastia e a cirurgia não irá eliminá-la.

23 – POSSO MUDAR RADICALMENTE O NARIZ?
Como a rinoplastia deve ser feita para harmonizar o conjunto da face, nem sempre a paciente pode conquistar o nariz que ela quer. Ela vai conseguir um nariz mais harmônico dentro da sua possibilidade técnica e genética.

24 – POSSO IR MAQUIADA PARA A CIRURGIA?
Não, a pele deve estar limpa e assepsiada. Além disso, o make dificulta a equipe em identificar se o paciente está com o visual corado ou pálido.

25 – VOU FICAR COM O ROSTO PLASTIFICADO APÓS O LIFTING?
“Depende da cirurgia. Quando ela é benfeita, o resultado é o mais natural possível, já que o lifting não paralisa os músculos, apenas retira o excesso de pele”, responde o cirurgião plástico André Freitas Colaneri.

26 – DEPOIS DO IMPLANTE DE GLÚTEOS NUNCA MAIS PODEREI TOMAR INJEÇÃO?
Não é recomendável, pois o medicamento irá ficar alojado no interior da prótese e não chegará na corrente sanguínea. Mas ela pode ser aplicada no braço.

27- É VERDADE QUE ADULTOS NÃO PODEM PASSAR PELA OTOPLASTIA?
Não, a única restrição da otoplastia em relação a idade é que se espere a orelha ficar do tamanho adulto, ou seja, deve ser feita após os cinco ou seis anos.

28 – POSSO PEGAR ALGUMA INFECÇÃO ENQUANTO ESTIVER SENDO OPERADA?
Teoricamente, toda cirurgia pode ter infecção, mas as cirurgias plásticas têm índices muito pequenos de infecção, se comparadas aos outros tipos de cirurgias. “Isso, porque a área operada é assepsiada, e o paciente está saudável e com boa resistência física. Cirurgias em hospitais especializados em plásticas têm menor índice de infecção do que os demais, pois não tendo doentes no hospital, o índice de contaminação é muito menor”, explica o cirurgião plástico André Colaneri.

29 – DÁ PARA REVERTER O RESULTADO DE UM IMPLANTE DE SILICONE?
Se a paciente não gostar do resultado conquistado com a prótese, pode sim retirar a prótese, mas poderá haver uma flacidez principalmente se a prótese for grande e se a mama ficou distendida por bastante tempo.

30 – MEUS SEIOS FICARÃO COM ESTRIAS?
Apesar de ser raro, isso pode sim ocorrer quando as próteses implantadas forem muito grandes. Para evitá-las, é aconselhável hidratar as mamas antes e depois da cirurgia.

31 – VOU TER DE TROCAR AS PRÓTESES DE SILICONE DEPOIS DE UM TEMPO?
Antigamente, as próteses duravam em média dez anos. Hoje, com os avanços tecnológicos, elas devem ser trocadas, em média, após 20 anos devido ao seu desgaste natural.

32 – O SILICONE ATRAPALHA A AMAMENTAÇÃO?
Não, já que a prótese fica localizada abaixo da glândula mamária ou abaixo do músculo peitoral. Logo, a glândula fica livra para produzir leite normalmente.

33 – VOU AUMENTAR A FIRMEZA DOS MEUS SEIOS APÓS COLOCAR PRÓTESE DE SILICONE?
Como os implantes têm consistência maior do que as mamas, logicamente a firmeza aumentará com a colocação deles. Mas vale lembrar que o resultado final da firmeza dos seios, vai depender também da consistência da glândula existente, que se somará à prótese. Quem tem mamas muito pequena, ficará com seios bem durinhos e firmes, já que a consistência que irá dominar é a da própria prótese.

34 – O SILICONE ATRAPALHA A MAMOGRAFIA?
Os implantes de silicone não atrapalham a realização de exames como mamografia, ultrassonografia e ressonância magnética. Mas se os implantes forem muito grandes, pode haver alguma dificuldade na compressão dos seios, diminuindo a qualidade das imagens obtidas e prejudicando o resultado do exame.

35 – PERCO A SENSIBILIDADE NOS SEIOS APÓS A PLÁSTICA?
Toda cirurgia em que há descolamento altera a sensibilidade por haver cortes de nervos. Porém, a sensibilidade retorna com o tempo. Quanto mais reduzir a mama ou maior for a prótese, maior a chance de ter mais alteração de sensibilidade transitória ou permanente, pois mais nervos são cortados.