Sorriso mais que perfeito
24 de setembro de 2010
10 tratamentos revolucionários contra estrias
24 de setembro de 2010
Mostrar Todos

Pronta para a cirurgia plástica?

Antes de realizar a tão sonhada cirurgia plástica é preciso ter certeza de que ela é algo que você realmente quer. Afinal, essas intervenções levam a resultados definitivos

Por Malu Bonetto

1. Você confia no seu cirurgião plástico?
A)
Sim. Ele me passou muita confiança e já verifiquei que ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
B)
Sim. Gostei dele e da cirurgia que ele realizou na minha amiga.
C)
Ah, pelo preço que ele está cobrando, está ótimo.

 

2. Você sabe que dependendo da intervenção, o pós-operatório pode durar até três meses?
A)
Sim. Já tirei todas minhas dúvidas com o cirurgião. Inclusive, já remanejei toda minha agenda para descansar.
B)
Para exibir um corpo bacana vale a pena.
C)
Tudo isso? No meu caso vai ser mais rápido, tenho certeza.

 

3. Está preparada para ter uma cicatriz no corpo, por menor que ela seja?
A)
Já me informei com o cirurgião e sei que, na maioria das vezes, ela fica em local imperceptível e que há tratamentos que podem amenizá-la.
B)
Sim, mas com uma roupa maiorzinha sei que consigo disfarçá-la.
C) Vale a pena para ficar linda depois.

 

4. Já se informou sobre o local onde será feita a cirurgia?
A)
Sim, já conhecei o hospital e me certifiquei de que ele oferece toda infra-estrutura necessária.
B)
Sim, será no local que o cirurgião sempre opera.
C)
O médico disse que o local é confiável.

 

5. Há quanto tempo você pensa em fazer plástica?
A)
Há mais de um ano.
B)
Alguns meses.
C)
Há pouco tempo, não gosto do que vejo no espelho.

 

6. Você sabe que o sucesso do resultado não depende só do médico, mas também dos seus cuidados no pré e pós-operatório?
A)
Sim, já me informei sobre todos estes cuidados e já fiz os cálculos de quanto gastarei com os possíveis remédios e cuidados pós-operatórios, como drenagem linfática, cinta pós-cirúrgica e outros.
B)
Depois da cirurgia vou conversar sobre isto com ele.
C)
Vou fazer o possível para vencer minha ansiedade e segui-los a risca.

Se você assinalou mais A:
Pronta para encarar o bisturi!

“Estar preparada para fazer uma cirurgia plástica significa que você entenda que os ganhos venham a somar no seu bem estar e na sua vida como um todo. Para isso, você deve ter amadurecido a ideia a pelo menos um ano, ter consciência da melhora que deseja atingir, respeitando sempre as limitações do ser corpo, e ter o apoio das pessoas que são importantes para você”, ressalta a psicóloga Adrina Fonseca Pithan, da Clínica Scipioni (SC). É importante também que você esteja preparada financeiramente para gastos extras que possam surgir depois da cirurgia, como em casos de alguma complicação. É fundamental que você não tenha pânico de hospitais, anestesia, agulha, sangue e curativos, pois eles fazem parte da cirurgia. Atente também para o fato de que muitas cirurgias plásticas deixam cicatrizes. Estar preparada para encarar o bisturi significa que você concorda em trocar algo que lhe incomoda no seu corpo por uma cicatriz na região. Se você está pronta para encarar a cirurgia, deve saber que o sucesso do resultado não depende só do médico, mas também dos seus cuidados no pré-operatório. Neste tempo você sentirá desconfortos, alguma dor e limitações físicas comuns a qualquer procedimento cirúrgico. É preciso ainda ter paciência para os resultados aparecerem, pois pode levar de três a seis meses. Se você sente que está preparada, consulte um especialista registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e faça uma avaliação. O médico irá solicitar uma série de exames que apontarão se você está fisicamente apta a realizar a cirurgia e decidirá quais são as melhores técnicas a serem utilizadas no procedimento.

Se você assinalou mais B:
Calma, pense mais um pouco

Se você começou a pensar no assunto há pouco tempo, é melhor que amadureça a ideia e descubra se não é apenas uma empolgação. É bom parar para pensar se você está apenas sendo influenciado por alguém, e se algo realmente lhe traz desconforto em seu corpo ou rosto. Muitas vezes, as pessoas que ainda precisam pensar um pouco melhor antes de fazer uma cirurgia plástica não sabem se é possível chegar ao sonhado resultado com as características de seu corpo. É preciso pensar um pouco melhor caso você ainda tenha dúvidas sobre qual procedimento encarar, e de que maneira. Nesses casos, conversar com um cirurgião é sempre a melhor saída. O médico poderá indicar, por exemplo, se para seu caso é melhor uma lipoaspiração, qual o tamanho ideal da prótese de silicone, etc. Você precisa pensar um pouco melhor se não tiver plena confiança no médico ou na técnica escolhida. É fundamental que esteja preparada financeiramente e que vença seus medos de hospital, sangue, pontos, curativos e até mesmo da dor. Pense um pouco melhor caso as pessoas que você ame não concordem com você. “Para sanar grande parte de suas dúvidas, consulte um médico registrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e converse com ele. Exponha seus medos e suas expectativas, permita que seja feita uma avaliação e ouça a opinião de quem mais entende do assunto. Muitas vezes a explicação do médico pode ser definitiva na sua decisão de encarar ou não uma cirurgia plástica”, aconselha o cirurgião plástico Aristóteles Scipioni, da Clínica Scipioni (SC).

 

Se você assinalou mais C:
Melhor adiar a cirurgia

Se a sua decisão foi feita por impulso, depois de um dia triste, você definitivamente não está preparada para encarar uma cirurgia plástica. Se você tem dificuldade em explicar o que não gosta no seu corpo, de explicar como gostaria de ser, se não está preparada financeiramente para arcar com os custos de uma cirurgia, se tem pânico de cortes, sangue, cicatrizes e se não consegue se imaginar dentro de um hospital, você precisa procurar ajuda psicológica antes de encarar uma cirurgia plástica. Se você se considera uma pessoa ansiosa, com dificuldades de seguir orientações médicas quanto ao pós-operatório, ou não tem alguém próximo para ajudar nos dias pós-cirurgia, é melhor que não encare uma plástica. Mas se você acha que, mesmo assim, com todos esses medos e receios, precisa fazer a cirurgia plástica, procure um bom médico e acompanhamento psicológico. Juntos, esses profissionais podem lhe ajudar a se preparar, trabalhando suas angústias, sanando suas dúvidas e avaliando seu estado de saúde emocional e física.