unha
Unhas lindas e saudáveis
7 de julho de 2016
melancia
Você é o que você come
11 de julho de 2016
Mostrar Todos

Plástica no queixo

Plástica no queixo

Grande demais, retraído ou com excesso de gordura. Independentemente do caso, é possível melhorar a estética do seu queixo com a ajuda da cirurgia plástica.

A gente quase nunca se lembra dele, afinal  ele não é o foco principal do nosso rosto, como o nariz. Mas basta que ele aponte um probleminha estético – como o excesso de gordura – para que nossos olhos só consigam enxergar ele: o queixo! Se você está infeliz com o visual do seu queixo, saiba que é possível mudar essa situação com a ajuda da mentoplastia, popularmente conhecida como plástica de queixo. “Em alguns casos é recomendado iniciar a cirurgia com uma lipoaspiração do pescoço para auxiliar a definir o contorno mandibular e removendo a papada, quando houver, proporcionando mais projeção ao queixo. Posteriormente, por uma pequena incisão na mucosa abaixo dos dentes, descolamos uma cavidade que irá alojar um implante de silicone bem em cima do osso. Em alguns casos também pode ser aplicado enxerto de gordura autóloga, removida de regiões como abdômen e coxas, ou preenchedores”, explica o cirurgião plástico André Eyler (RJ). O especialista ainda explica que em pessoas prognatas, ou seja, que possuem maxilas alongadas e proeminentes, é preciso fazer uma cirurgia diferente e bem mais invasiva.

Geralmente, a recuperação de uma lipo ou implante de silicone no queixo não é traumática, gerando apenas um pequeno desconforto que pode ser controlado com analgésicos e anti-inflamatórios. Durante o pós-operatório, a paciente usará – durante uma semana – um curativo de micropore para manter o implante fixo no lugar e uma faixa no pescoço para a área lipoaspirada, quando necessário. Durante um mês é indicado fazer drenagem linfática no pescoço, três vezes na semana, para amenizar o inchaço. “A paciente recebe alta no mesmo dia, pois não há necessidade de internação. Na primeira semana, o ideal é não fazer esforço, evitar movimentos bruscos e manusear o local. Após uma semana pode-se levar vida normal, exceto praticar exercícios físicos e se expor ao sol durante aproximadamente um mês, sendo indicado o uso de bloqueadores solares”, explica o Dr. André Eyler. Vale lembrar que as cicatrizes são mínimas e praticamente imperceptíveis.

DIETA DO PÓS-OPERATÓRIO

Após a cirurgia é preciso seguir uma dieta específica, já que a região do queixo estará um pouco dolorida e inchada. “É indicado nos primeiros cinco dias uma dieta líquida, pastosa ou com alimentos bem cozidos, como sopas, caldos, sucos, iogurte, requeijão e purê. Após esse período até o décimo dia, deve-se adotar uma dieta com alimentos de fácil mastigação”, ensina o cirurgião plástico André Eyler. Passados dez dias, a alimentação pode voltar gradativamente ao normal, dando preferência aos alimentos que não exijam muita mastigação.