Calorias das Pizzas
14 de agosto de 2017
Michelle Martins
14 de agosto de 2017
Mostrar Todos

Plástica no Nariz

Batatinha, achatado, adunco, grande demais… Confira qual a solução ideal para deixar o nariz mais harmonioso com o resto do seu rosto.

Por: Malu Bonetto

Você decidiu encarar o bisturi e já está com a foto do modelo do nariz que deseja ter, certo!? Errado! Cada rosto tem suas particularidades estéticas anatômicas que fazem parte, inclusive, da personalidade do indivíduo, e não necessariamente o nariz da foto que você levou ao consultório seja o mais indicado para você. O novo formato deve ser definido baseadonos desejos do paciente, anatomia de toda a face, linhas estéticas do dorso, pontos luminosos, relação dorso/ponta, relação das asas nasais com os cantos internos dos olhos, etc. O primeiro passo, antes da cirurgia, é es-colher um bom profissional que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, que já tenha realizado outras cirurgias desse tipo e que transmita muita confiança a você. Feito isso, pode marcar sua primeira consulta para esclarecer todas as suas dúvidas, falar sobre suas queixas e expectativas em relação ao nariz e estar pronta para escutar do profissional as reais possibilidades de mudança.

Nariz com giba protuberante

Característica presente normalmente em narizes caucasianos e hispânicos, a giba pode ter origem tanto no osso quanto na cartilagem do nariz.

Como é feita a cirurgia: Da mesma forma que no nariz adunco, o tratamento do nariz romano, como ele é conhecido, deve incluir a retirada do excedente de dorso ósseo e cartilaginoso, feita por raspagem, sendo que na maioria dos casos há necessidade de fraturas laterais também, feitas com escopro e martelo, diz a cirurgiã plástica Ana Claudia Roxo (RJ).

Nariz batatinha

Caracterizado pela ausência de definição e ponta arredondada, esse tipo de nariz tende a ser largo nas laterais.

Como é feita a cirurgia: Sob anestesia geral, é realizada a rinoplastia aberta em que as incisões são feitas nas extremidades das asas do nariz e a sutura fica bem discreta rente a pele do rosto. Segundo o cirurgião plástico Claudio Rafael Lemos (RJ), são utilizadas técnicas cirúrgicas para remodelar o estilo do nariz que variam entre incisões nas narinas para diminuir a extensão da base do nariz e enxertos de cartilagem na ponta para dar suporte aos mesmos – eles são capazes de deixar o nariz com o formato mais fino e projetado. Durante a rinoplastia, o cirurgião retira parte do tecido das asas do nariz para reduzi-la. O tempo da cirurgia varia entre duas e três horas.

Nariz adunco

Também conhecido como nariz aquilino (do latim aquilinus, que significa parecido com uma águia ou bico de falcão), se caracteriza por um dorso alto e uma ponta curvada e caída que pode trazer um aspecto envelhecido para o rosto do paciente.

Como é feita a cirurgia: A cirurgia plástica visa corrigir o dorso nasal, que pode ser tanto ósseo como cartilaginoso, sendo que, na maioria das vezes, há uma associação dos dois. “O tratamento é a rinoplastia de redução, que pode ser sob anestesia local e sedação ou ainda anestesia geral. A redução do dorso nasal é feita através da raspagem e da fratura na base do dorso nasal e uma elevação e rotação da ponta nasal com enxertos cartilaginosos”, diz o cirurgião plástico Gustavo Nobrega da Rocha (RJ). Pode ser feita usando a rinoplastia aberta, na qual a sutura é na parte de dentro das narinas e na columela, ou a fechada, em que as suturas são na parte interna das narinas.

Nariz com as laterais largas

Típico de indivíduos da etnia negra, as narinas são mais largas e a ponta arredondada e achatada.

Como é feita a cirurgia: Após uma criteriosa avaliação, o cirurgião decidirá se é mais indicado a rinoplastia aberta ou fechada. Ambas são realizadas sob anestesia geral e se diferem no local onde são feitas as incisões. Na aberta são feitas na columela, haste que fica entre as narinas, na ponta do nariz, e no interior das narinas, em forma da letra “V”. Já na rinoplastia fechada, as incisões são dentro das narinas que se tiverem excesso de tamanho, serão diminuídas, ou se o formato for o problema, serão moldadas. Nos dois casos, se for preciso diminuir a largura do nariz, são feitas incisões nas laterais externas para dar o novo formato. Por fim, os tecidos são reposicionados e o corte é fechado com alguns pontos.

Nariz achatado

Típico dos orientais, tem o dorso nasal baixo e a área entre os olhos mais baixa e larga.

Como é feita a cirurgia: Normalmente, o nariz tem a ponta um pouco mais arredondada e as narinas mais largas. Por isso, aconselha-se a associação da rinoplastia aberta com enxerto de dorso e fraturas laterais. “Na rinoplastia aberta, são feitas pequenas incisões que permitem ao médico erguer a pele do osso e a cartilagem do nariz, examinando de forma clara a estrutura nasal. Já o enxerto de dorso, eleva a altura do nariz, que pode ser feito com cartilagem retirada do próprio septo do nariz e, por fim, as fraturas laterais para reduzir também a largura do osso nasal, feitas com escopro e martelo”, diz a cirurgiã plástica Ana Claudia Roxo. A ponta desses pacientes não é bem definida e procedimentos como ressecção de parte da cartilagem alar e sua aproximação também são necessários. Além disso, enxertos para sustentar a ponta também são colocados.

CUIDADOS ANTES E DEPOIS

Independentemente da técnica escolhida, os cuidados pré e pós-operatórios são iguais e devem ser seguidos à risca para evitar complicações. O que muda em cada caso é apenas a localização do edema. Confira o que deve fazer em cada uma dessas etapas:

Pré-operatório

• Se estiver com gripe, resfriado ou coriza, comunique seu médico.
• Se estiver com gripe, resfriado ou coriza, comunique seu médico.
• Respeite o período de 8 horas de jejum.
• Evite bebidas alcoólicas ou refeições pesadas na véspera da cirurgia.
• Não fume por um período de pelo menos 15 dias antes da cirurgia. A nicotina prejudica cicatrização, oxigenação dos tecidos e circulação sanguínea nas áreas operadas.
• Fuja de todo e qualquer medicamento à base de ácido acetilsalicílico (que altera o tempo de sangria e coagulação) ou qualquer medicação com efeito anticoagulante pelo menos 15 dias antes da cirurgia.
• Evite todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de dez dias antes do ato cirúrgico. Isso inclui também alguns diuréticos.
• Evite todo e qualquer medicamento para emagrecer, que eventualmente esteja fazendo uso, por um período de dez dias antes do ato cirúrgico. Isso inclui também alguns diuréticos.
• Comunique ao médico qualquer atraso menstrual ou possibilidade de estar grávida.
• Recomenda-se usar roupas de algodão fáceis de vestir no dia da cirurgia.

Pós-operatório

• Após terminar a cirurgia, o nariz é mantido imobilizado com um splint metálico e esparadrapo, que deverão ser usados por cerca de 10 dias.
• Após terminar a cirurgia, o nariz é mantido imobilizado com um splint metálico e esparadrapo, que deverão ser usados por cerca de 10 dias.
• Tome antibióticos para prevenir infecções e analgésico por período de cinco a sete dias.
• Evite sol nos primeiros sete dias, e esporadicamente em horários com menos radiação, a partir do 30º dia.
• Durma com a cabeça um pouco elevada, mantenha a face voltada para cima e evite dormir com o nariz prensado sobre o travesseiro nos primeiros dez dias.
• Se você sofre de renite, tente manter-se afastada de ambientes empoeirados.
• Não use óculos durante 30 a 45 dias. Afinal, a pressão
• Não use óculos durante 30 a 45 dias. Afinal, a pressão(por menor que seja) provocada pela armação sobre a giba pode alterar a estética do nariz.
• As atividades normais podem ser retomadas após 15 dias, já as que podem causar traumas na região devem ser evitadas por dois meses.
• Paciência é fundamental, já que nos primeiros dias, o rosto estará muito inchado e com algumas manchas arroxeadas, que somem com o passar das primeiras semanas. O resultado final da cirurgia aparece passados seis meses, em média.