Suas dúvidas esclarecidas
27 de outubro de 2010
Dietas da moda – As últimas tendências para perder peso
27 de outubro de 2010
Mostrar Todos

Plástica no nariz. Prepare-se para a sua!

Arrebitado ou reto? Pequeno ou marcante? Não adianta, são poucas as pessoas que estão contentes com o nariz que têm. A maioria adoraria ter um igualzinho ao de uma determinada atriz ou cantora. Ma s não é tão simples assim, afinal cada rosto combina com um tipo de perfil

Por Malu Bonetto


Corra para o espelho e seja sincera: você está plenamente satisfeita com seu perfil? Provavelmente, a resposta será não. Você deve achar que a ponta do nariz podia ser mais fina, o ossinho mais discreto e que também ele poderia ser um pouquinho menor… O ideal mesmo é que ele fosse igualzinho ao da Nicole Kidman. Mas, infelizmente, nem tudo o que a gente deseja, pode ser realizado. É claro que a rinoplastia – cirurgia que remodela o nariz – ajuda bastante. Mas ela tem seus limites. Por isso, antes de começar a sonhar com o novo narizinho, é preciso saber que o formato deve ser definido baseado em uma série de fatores, como desejos do paciente, anatomia da face, linhas estéticas do dorso, pontos luminosos, relação do dorso com a ponta e proporção do tamanhos das asas nasais com os cantos internos dos olhos. Como deu para você perceber, não é tão fácil chegar ao resultado de um nariz que combine perfeitamente com seu rosto e ainda assim conseguir que ele seja exatamente igual ao da sua musa de beleza predileta. E se você pensa que o cirurgião decide o formato do nariz só de olhar para você, está enganada. Existem alguns aparelhos e exames que auxiliam no cálculo dessas proporções, que são fundamentais para nortear o cirurgião a planejar o novo nariz. Mas, se você quer realmente mudar seu perfil, saiba que existem alguns percalços que irá passar durante o pós-operatório. Ciente disso, pode marcar sua consulta com o cirurgião!

COMO É FEITA A RINOPLASTIA?
Após o paciente receber anestesia geral, os pelos do nariz são cortados com uma tesoura bem delicada e a cavidade nasal é limpa com iodo e cotonete. Se a rinoplastia for aberta, a incisão será na columela (haste que fica entre as narinas, na ponta do nariz, e no interior das narinas, em forma da letra “V”), se for fechada é feita uma incisão dentro de cada narina. Em seguida as cartilagens são expostas e tratadas conforme o caso, é feito o descolamento dos tecidos do dorso nasal para a exposição óssea e se necessário, retira-se o excesso de giba e/ou de cartilagem. Por fim, os tecidos são reposicionados e o corte é fechado com alguns pontos. Uma rinoplastia pode durar de 30 minutos a cinco horas, dependendo do que se deseja fazer e qual a técnica utilizada.

COMO É O RETORNO DA ANESTESIA?
Após a operação, o anestesista acorda o paciente e o encaminha para a sala de recuperação anestésica do hospital até passar o efeito da anestesia. “Os sintomas dessa ‘volta’ variam de uma pessoa para outra, mas entre os mais comuns estão o frio, tremores, enjoo e vômitos. Outro sintoma bastante comum é a agitação, porque alguns pacientes ficam incomodados com o tampão no nariz e tentam a todo custo tirá-lo durante essa fase do despertar”, explica o cirurgião plástico Rodrigo Otávio Carbone (SP).

ONDE FICAM AS CICATRIZES E QUANTO TEMPO DEMORA PARA FICAREM DISCRETAS?
Se a cirurgia for realizada com a técnica aberta, as cicatrizes serão na columela e tornamse praticamente imperceptíveis entre o primeiro e terceiro mês. Já na rinoplastia fechada, as incisões são dentro das narinas e a cicatriz, por ser interna, é imperceptível.

O PÓS-OPERATÓRIO É DOLORIDO?
Não se pode dizer que seja dolorido já que se houver dor pode-se optar pelo uso de analgésico. “São duas as maiores queixas: o incômodo de ter o nariz tapado por 24 horas, quando é necessário respirar pela boca, e as crostas que se formam no pós-operatório e vão sumindo aos poucos”, revela o cirurgião plástico Ivan Abadesso (SP).

A PLÁSTICA PODE DAR ERRADO?
Qualquer cirurgia envolve variáveis e pode ocorrer algo que não estava nos planos iniciais. “Caso o resultado não seja o esperado, peça e aceite a ajuda do cirurgião que a operou. Espere o tempo necessário para uma nova intervenção, se assim for indicado, e se quiser ouvir outra opinião, peça ao seu cirurgião uma lista de dez especialistas com os quais ele se operaria, e escolha um para satisfazer essa necessidade”, aconselha o cirurgião plástico Naif Thadeu (SP).

CUIDADOS COM O PÓS-OPERATÓRIO
Nos primeiros dias, seu rosto estará muito inchado e com algumas manchas, que somem naturalmente com o passar dos dias. A partir do terceiro mês já é possível ter ideia de como será o resultado final, que aparece aproximadamento no sexto mês. Mas para que esse resultado não seja comprometido, é essencial que você siga as orientações médicas durante a recuperação.
Veja quais são elas:
– Após terminar a cirurgia, o nariz é imobilizado com um splint metálico e esparadrapo, que devem ser usados por 10 dias.
– Tome antibióticos para prevenir infecções e analgésico entre o quinto e sétimo dia.
– Evite se expor ao sol nos primeiros sete dias. A partir do 30º dia, você pode tomar sol em horários com menos radiação.
– Durma com a cabeça discretamente elevada do leito (travesseiro), mantenha a face voltada para cima (nunca lateralmente!) e evite dormir com o nariz prensado sobre o travesseiro ao longo do primeiro ano.
– O ideal é não usar óculos de sol durante 30 a 45 dias. A pressão (por menor que seja) provocada pela armação sobre a giba pode alterar a estética do nariz. Use somente se for de grau.
– As atividades normais podem ser retomadas cerca de 15 dias após a cirurgia, já as que podem causar traumas (pancadas, batidas, etc.) devem ser evitadas por aproximadamente dois meses.

RINOPLASTIA ABERTA X FECHADA
Entenda quais as diferenças entre essas duas técnicas de rinoplastia: