Biquíni, aí vou eu!
12 de janeiro de 2018
Carla Díaz
12 de janeiro de 2018
Mostrar Todos

Dossiê do Silicone

Muitas pessoas ainda adiam o sonho de dar uma turbinada nos seios por receio de a prótese de silicone não ser segura. Mas isso é coisa do passado! Por isso, resolvemos conversar com especialistas e esclarecer, de uma vez por todas, cada um dos pontos que ainda geram dúvidas na cabeça de algumas candidatas ao implante de silicone.

Por: Malu Bonetto

Material e textura das próteses de silicone

Os implantes mamários nada mais são do que um invólucro feito de elastômero de silicone e preenchido com gel de silicone transparente, de grau médico e ultrarresistente. O silicone é um composto quimicamente inerte, inodoro, insípido e incolor, resistente a decomposição diante de calor, água ou agentes oxidantes. O silicone de grau médico é totalmente seguro para utilização nos tecidos humanos. Existem dois tipos de textura de prótese de silicone: a lisa e a texturizada. Segundo o cirurgião plástico Gabriel Basílio (RJ), parceiro da Silimed, empresa fabricante de implantes de silicone, a texturizada – que possui um microrrelevo – diminui as chances de contratura capsular. Altamente seguro, é praticamente impossível a rotura de um implante e, caso isso aconteça, por ele ser de gel coeso, seu conteúdo não se extravasa para fora do mesmo.

Durabilidade das próteses

Com a evolução dos implantes mamários, de conteúdo de gel líquido para gel coesivo, as próteses tornaram-se muito mais seguras e duradouras, não havendo mais a necessidade de trocar os implantes a cada dez anos. É importante ressaltar, no entanto, que é essencial que seja feito um acompanhamento anual com seu cirurgião plástico para ele avaliar as condições dos implantes e se eles permanecem no local exato.  O médico consegue fazer essa análise das próteses, incluindo seu volume e formato, e da região mamária por meio de exames específicos, como mamografia e ultrassom. É importante saber que, com os avanços da fabricação dos implantes, não há um tempo específico para a troca das próteses: algumas mulheres chegam a conviver com elas por 15, 20 ou 25 anos sem nenhum problema.

Resistência da prótese

Os implantes de silicone mais modernos são fabricados com cerca de quatro a sete camadas de elastômero de silicone e por uma ou duas camadas de barreira, que são ainda mais resistentes, o que dificulta muito o processo de ruptura, tornando-os muito seguros e extrarresistentes. Portanto, não é preciso ter medo de que a prótese irá se romper dentro do seu corpo durante a prática de uma atividade ou a própria manipulação do local. Os únicos cuidados que a paciente “turbinada” deve ter é o de avisar que tem prótese ao realizar o exame de mamografia.

Segurança do implante

Antes de se submeter a qualquer intervenção cirúrgica, é necessário conversar e esclarecer todas as suas dúvidas com o profissional. No caso de mamoplastia de aumento, é preciso ter um cuidado a mais: a qualidade dos implantes de silicone. Os fabricantes realizam diferentes testes que vão desde o alongamento da concha dos implantes até a resistência ao atrito. São ainda levadas em consideração a aparência, a uniformidade da superfície da concha do implante e a coesividade do silicone na hora de atestar a sua qualidade.

Os cirurgiões plásticos recomendam próteses das empresas que tenham autorização da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e selo do Inmetro. “A Anvisa é vinculada ao Ministério da Saúde e tem como objetivo controlar e regular a área sanitária de serviços e produtos relacionados a equipamentos médicos, sejam eles nacionais ou importados. Já o Inmetro é o órgão brasileiro responsável pelo estabelecimento de programas de avaliação da conformidade e qualidade, atendendo a critérios técnicos e riscos associados, principalmente relativos à saúde e à segurança dos pacientes. No caso de implantes mamários, todos os produtos vendidos no Brasil devem estar de acordo com as normas, regras e especificações dos dois órgãos para garantir à paciente toda a segurança necessária e certeza de que o implante escolhido tem a procedência e a qualidade asseguradas conforme as normas regulatórias vigentes”, explica Tiago Germano, gerente comercial da Lifesil, empresa fabricante de próteses de silicone.

Para cada perfil, um tipo de prótese

Antes de tudo, deixe de lado o pensamento de que a prótese que ficou maravilhosa na sua amiga também ficará ótima em você. Cada mulher tem um tipo e tamanho de mama, ou seja, cada uma tem a recomendação de um tipo de implante. Para saber qual a melhor para o seu caso, o médico irá avaliar as características da pele, a consistência dos seios e suas expectativas. Confira abaixo alguns tipos de próteses que existem:

Advance
Para mulheres que desejam seios projetados, colo alto com as mamas jovens, porém sem deixar um aspecto de mamas arredondadas.

Natural
Com formato anatômico, é ideal para as que desejam volume com naturalidade, sem marcar excessivamente o colo.

Enhance
Ideal para mulheres altas, magras e com tórax estreito, já que a parte superior das mamas fica naturalmente preenchida.

Nuance
Projetado para as mulheres com tórax mais largo, corrige o aspecto de mamas separadas, deixando-as naturalmente mais unidas.

Maximum
Sob medida para as que desejam seios marcados e arredondados, mesmo porque proporciona máxima projeção ao colo.