Cadê as manchas?
26 de julho de 2009
As boas novas para a beleza
1 de janeiro de 2010
Mostrar Todos

Dentes brancos? É pra já!

Engana-se quem pensa que ter os dentes brancos é só uma questão de estética. Muitas vezes, pessoas com dentes escurecido s ficam com vergonha de sorrir, se acham envelhecidas e até mesmo falar e conviver com os outros. Por isso a procura por tratamentos de clareamento, seja em casa ou no consultório, vem crescendo tanto no s últimos anos. Confira a seguir, quais as técnicas mais eficientes

Por Malu Bonetto


O sorriso é considerado o nosso principal cartão de visita. Talvez, por isso, a maioria das pessoas sonha em exibir dentes branquinhos. Mas, o que muita gente esquece é que ter um sorriso esteticamente perfeito vai muito além da questão da vaidade, já que ele interfere diretamente na nossa vida pessoal e profissional. Duvida? Então olhe só: quando amarelados ou escuros, os dentes transmitem a imagem de alguém despreocupado com a saúde e com a aparência. Quando brancos, refletem que a pessoa se preocupa com a imagem, é autoconfiante e possui responsabilidade (afinal, somente pessoas irresponsáveis é que negligenciam a própria saúde e bem-estar!).
Por que os dentes escurecem?
Como estamos constantemente em contato com alimentos corantes como vinho tinto, chocolate, café e refrigerante à base de cola, os dentes tendem a sofrer a ação da pigmentação e ficarem amarelados. É importante salientar que o clareamento dental é indicado somente para pessoas acima de dezesseis anos, pois nessa fase as raízes já estão totalmente formadas, e os dentes sadios, sem cáries e sem doenças periodontais (problemas de gengiva). Mas, independentemente da técnica usada, é importante saber que, depois do procedimento, o dente fica poroso por 24 horas, apresentando- se como uma esponja, propenso a absorver pigmentos de alimentos escuros, ou seja, é importante que os pacientes evitem estes alimentos”, enfatiza o dentista Armando Rodrigues Filho, da Dentalpar (SP).

Confira a seguir as técnicas que vão deixar seus dentes bem branquinhos:

Clareamento a laser no consultório
O que é: clareamento dental através da luz emitida pelo laser.
Como é: “Após a profilaxia em toda a arcada, o dentista isola os dentes com uma barreira que protege a gengiva e aplica o gel de clareamento que será ativado com o auxílio de Leds e do Laser” explica a cirurgiã-dentista Juliana Rodrigues Montoni, da Clínica Montoni (SP). Após a aplicação da luz, ocorre a remoção da barreira protetora, seguido do polimento dos dentes com abrasivos de granulação média e fina. Para finalizar, realiza-se a fluoretação com o emprego de gel incolor, o que impermeabilizará o esmalte dental.
Tempo de tratamento: são indicadas – no máximo – duas sessões com intervalo de três dias entre cada uma delas. O resultado é visível na primeira sessão.
Resultado: geralmente, os dentes são clareados de dois a três tons.
Manutenção: a cada seis meses é indicado fazer uma sessão de manutenção. Mas vale lembrar que os dentes nunca voltarão a cor anterior ao tratamento.
Vantagens e desvantagens: no consultório, o dentista pode controlar a concentração do gel e, apesar de ser um procedimento mais caro do que o caseiro pode ser realizado em uma única sessão. Muitas vezes, existe a necessidade de complementar com a técnica caseira para alcançar o tom ideal.

Clareamento com uso de moldeira no consultório
O que é: método que utiliza a moldeira sob supervisão de um profissional.
Como é: após a profilaxia bucal, é confeccionada a moldeira de silicone, que se adapta perfeitamente às arcadas do paciente. A moldeira recebe o gel clareador e é levada à boca por aproximadamente 30 minutos.
Tempo de tratamento: o número de sessões depende do grau de escurecimento dos dentes do paciente e da reação do organismo à intervenção.
Resultado: cada paciente reage de uma forma diferente ao tratamento. Mas, normalmente, a técnica costuma clarear os dentes pelo menos dois tons.
Manutenção: a cada três anos é recomendável fazer um novo clareamento.
Vantagens e desvantagens: apesar de clarear os dentes mais rápido do que com o uso das moldeiras caseiras, pode ter como efeito colateral uma sensibilidade transitória e leve ardência na gengiva, já que não é possível isolá-la.

Clareamento caseiro com moldeira
O que é: procedimento que pode ser realizado pelo próprio paciente, em casa. Essa técnica com a ajuda de moldeiras específicas para a arcada dentária e de um gel clareador. Sua ação se dá com o uso desses itens por algumas horas ao dia.
Como é: primeiramente, o paciente precisa fazer a moldagem da arcada dentária com um dentista. Após isso, o laboratório prepara um modelo de gesso da arcada que servirá de base para a execução da moldeira de silicone. Como é feita sob medida, ela irá se encaixar perfeitamente na boca da pessoa. Depois, em casa, o paciente aplica o gel clareador no espaço determinada na moldeira e a leva à boca. O seu uso deve ser feito, de preferência, à noite, pelo tempo determinado pelo dentista. Cada gel de clareamento tem suas especificações de uso e não devem ser comprados sem orientação profissional.
Tempo de tratamento: o processo de clareamento pode durar de uma a três semanas. Tudo vai depender do grau de escurecimento dos dentes. A cada semana, o paciente deve ir ao consultório para uma avaliação do caso.
Resultado: depende da dedicação de cada pessoa.
Manutenção: pode-se estimar um período de aproximadamente um ano para uma nova sessão, sendo que cada paciente deve ser reavaliado a cada seis meses.
Vantagens e desvantagens: o procedimento é bem mais barato do que as técnicas de clareamento realizadas em consultório. Porém, vale ressaltar, o resultado é muito mais lento e vai depender do uso das moldeiras, ou seja, está ligado diretamente na disciplina de cada paciente.

Tiras de branqueamento
O que é: clareamento dental que utiliza tiras solúveis que contêm peróxido de hidrogênio em baixas concentrações, e que se moldam aos dentes sem precisar de moldeira.
Como é: retire as tiras da embalagem e coloque sobre os dentes, atentando para que a parte da tira que contém o gel seja colocada contra a superfície dos mesmos. “Com auxílio de um espelho, coloque a tira sobre os dentes alinhando suas bordas ao limite entre o dente e a gengiva e pressione suavemente para assegurar um bom contato com a superfície dos dentes, e use a tira durante 30 minutos, removendo em seguida”, explica o dentista Armando Rodrigues Filho. Após o uso, enxague ou escove os dentes para eliminar qualquer resquício de gel clareador que tenha ficado nos dentes.
Tempo de tratamento: quando as tiras são usadas duas vezes ao dia, em duas semanas é possível notar que o sorriso estará visivelmente bem mais branquinho.
Resultado: como a concentração do agente clareador das tiras muda de acordo com o fabricante, é difícil prever o resultado final desse tipo de procedimento.
Manutenção: não precisa de manutenção. Mas o ideal é repetir o processo a cada três ou quatro anos.
Vantagens e desvantagens: como as tiras não clareiam jaquetas, coroas, restaurações, amálgamas ou dentaduras postiças pode ocorrer uma diferença notável entre a cor da restauração dental e a dos dentes mais brancos. Os dentes podem ficar temporariamente sensíveis após utilização deste procedimento porque os produtos clareadores contêm peróxido.


Mantenha a área branquinha!

1. Colgate Plax Whitening, Colgate, R$14. Possui um agente que ajuda a combater o amarelamento, além de eliminar os germes que causam gengivite, placa bacteriana e mau hálito.
2. Listerine Whitening, Johnson & Johnson, R$16. Enxaguante bucal, para uso antes da escovação, proporciona um tratamento eficiente para branquear. Suas bolhas ativas removem as manchas e branqueiam os dentes.
3. Pasta Total 12 Whitening, Colgate, R$ 3. Proporciona proteção completa, previne 12 problemas bucais, protege por 12 horas e combina ingredientes branqueadores que removem suavemente as manchas superficiais.
4. Pasta Extra Whitening, Close Up, R$ 2. Contém um sistema de branqueamento formado por perlita e carbonato de cálcio que são agentes de limpeza e polimento que ajudam a remover as manchas dos dentes.
5. Pasta Pró Saúde, Oral-B, R$ 4. Creme dental que combina fluoreto estanoso (protege contra placa bacteriana, gengivite, cárie, sensibilidade e mau hálito) e hexametafosfato de sódio (atua na remoção de manchas e prevenção do tártaro).
6. Pasta Branqueador Extra Fresh, Sensodyne, R$ 8. A fórmula, além de aliviar a sensibilidade, branqueia os dentes, removendo as manchas do esmalte.
7. Listerine Antisséptico Bucal Tartar Control, Johnson&Johnson, R$ 8. Inibe por até 12 horas a formação do tártaro, responsável pela aparência amarelada dos dentes.
8. Fio Dental Clean Paste, Reach Johnson & Johnson, R$ 7. Possui a tecnologia de entrelaçamento Expansion Plus, que promove a expansão do fio ao entrar em contato com a superfície interproximal dos dentes, promovendo remoção de até 40% a mais da placa bacteriana causadora de manchas.
9. Escova Maxwhite, Colgate, R$ 8. Possui um design exclusivo com uma estrela polidora e cerdas especialmente desenhadas que ajudam a remover cuidadosamente as manchas, revelando o brilho natural dos seus dentes.
10. Escova Cuidado Total Reach, Johnson&Johnson, R$ 5. Remove a placa dental, alcança os espaços entre os dentes, espaços abaixo da linha da gengiva e os dentes do fundo.