Bronze 100% seguro
19 de dezembro de 2014
Dieta paleolítica: -3kg em 15 dias
19 de dezembro de 2014
Mostrar Todos

Corpo novo com silicone

Ele ganhou fama por deixar os seios maiores, mas o implante de silicone pode embelezar outras partes da silhueta também.
Confira aqui como turbinar seu visual com a ajuda das próteses de silicone
Por Malu Bonetto

silicone-plastica-beleza

Seios Volumosos

Ter os seios iguais aos da amiga é o parâmetro de algumas mulheres que desejam fazer cirurgia plástica nessa região. Mas a escolha não é tão simples assim. Para escolher a prótese que mais se adéqua a sua estrutura, o cirurgião plástico levará em consideração fatores como peso, altura e largura do tórax.

Os primeiros implantes mamários (dos anos 60 até os 80) tinham superfície lisa e gel de silicone quase líquido. As pesquisas dos fabricantes trouxeram como inovações o revestimento de poliuretano e o gel coesivo. “E, graças ao poliuretano, a contratura capsular passou a ocorrer em apenas de 1% a 2% dos casos e o gel de silicone coesivo garantiu mais estabilidade do formato do implante e naturalidade ao resultado”, conta Max Riccio, gerente de vendas
de mercado interno da Silimed (RJ). Segundo Aline Hervatin, farmacêutica responsável da CRM Medic (SP), a prótese possui, internamente, um gel de silicone coesivo de grau médico, e sua superfície é fabricada com várias camadas de silicone e é a quantidade de poros por milímetro quadrado que determina se ela é microtexturizada ou extratexturizada. “A superfície microtexturizada foi desenvolvida com a finalidade de minimizar a contratura capsular e melhorar a adaptação do colágeno. Já a extratexturizada foi desenvolvida com a finalidade de melhorar a contratura capsular, aumentando a aderência e fixação do implante mamário”, complementa.
As próteses mamárias ISD Texturizadas, da Target Comércio de Produtos Médicos, possuem os perfis alto, superalto e anatômico. O modelo superalto normalmente é utilizado quando a pessoa deseja maior projeção dos seios, é mais
magra e tem tórax menor. “O formato mais cônico do implante faz com que exista um menor preenchimento lateral, porém, com maior preenchimento frontal. O modelo alto gera mais preenchimento lateral e menor projeção do implante.
E o modelo anatômico é utilizado nos casos em que a paciente deseja que os seios possuam certo ‘caimento’”, exemplifica Fulvio Delavi, diretor da Target Comércio de Produtos Médicos (RS).

A cirurgia: depois de escolhido o per l mais indicado, é chegada a hora da cirurgia plástica propriamente dita. Após a aplicação da anestesia – que pode ser local com sedação, peridural ou até mesmo geral -, é feita a incisão inframamária (embaixo das mamas), axilar (nas dobras da axila) ou areolar (ao redor da aréola) por onde as próteses serão colocadas debaixo da glândula mamária ou sob o músculo peitoral. Após o posicionamento do implante, o local é suturado com  os absorvíveis e cola cirúrgica. “Depois da intervenção, a paciente não deve erguer os braços nem dirigir por 15 dias, com 30 dias pode voltar a academia, mas sem exercitar membros superiores, e somente com três meses está liberada para tudo, inclusive se expor ao sol”, diz o cirurgião plástico Allan Gadelha (SP). O resultado, mamas mais volumosas e com de nição do colo, será melhor visualizado após três meses, quando as próteses tomam seu lugar e o inchaço diminui.

 

Bumbum empinadinho

“Os implantes de glúteos que existem no mercado, assim como os mamários, são disponibilizados em superfície lisa, texturizada ou revestidas de poliuretano”, diz Fulvio Delavi. “Os implantes de glúteos são produzidos no formato redondo e anatômicos, sendo esse último disponível no per l alto e baixo. Ambos apresentam a vantagem de ser um implante oval com projeção intermediária, podendo ser de glúteo redondo liso e glúteo oval texturizado. A superfície da membrana é lisa e fosca, considerada a ideal para evitar contratura capsular por proporcionar menos atrito entre o implante e o músculo. Para o seu preenchimento, a Silimed utilizou o exclusivo gel de silicone Biodesign, que apresenta alto grau de coesividade e é capaz de moldar o corpo com e ciência melhorando sua aparência e mantendo seu aspecto natural”, diz Max Riccio. A prótese quartzo é a mais utilizada e indicada às pessoas que possuem a nádega longa ou que queiram obter um bumbum com a aparência de musculoso. Já em quem deseja um efeito mais arredondado, é utilizada a redonda.

A cirurgia: feita sob anestesia peridural ou raquidiana, consiste em uma incisão no sulco interglúteo e colocação da prótese de silicone por baixo do músculo. Durante o pós-operatório a paciente deve  car em posição de decúbito dorsal (barriga pra baixo) por cerca de uma semana e evitar esforços físicos ou apoiar muito peso sobre a zona operada. Já no primeiro dia após o procedimento, percebe-se um volume a mais nos glúteos, mas o resultado definitivo nota-se no terceiro mês, quando o bumbum terá um contorno muito mais harmonioso.

 

Bíceps torneados

A introdução da prótese, disponível em vários tamanhos, simula com naturalidade maior volume muscular. Segundo o cirurgião plástico Hélio Caprio (RJ), a prótese é de um material mais rígido, com formato alongado e é introduzida
entre a musculatura da região. A via de acesso é por uma incisão horizontal na prega anterior entre o braço e antebraço (do lado oposto ao cotovelo).

A cirurgia: sob anestesia pode ser local, com sedação, ou geral, duas próteses são introduzidas no bíceps na região do muque e as outras duas no tríceps. Apesar de haver a necessidade de enfaixamento apenas por 24horas é recomendado não fazer esforços físicos e nem carregar peso por pelo menos um mês. E, claro, evitar exposição ao sol por três meses.

 

Panturrilha denida

Os implantes para essa região são de gel, com textura lisa, e estão disponíveis em diversos tamanhos e formas para melhor se adequar aos pacientes. A prótese, disponível em vários tamanhos, é de um material mais rígido, com formato alongado e é introduzida entre a musculatura da região.

A cirurgia: o cirurgião faz uma incisão na parte posterior dos joelhos e atrás das pernas, através da qual a prótese sólida de elastômero de silicone é inserida e posicionada entre os músculos da panturrilha. A cirurgia é realizada com anestesia peridural e a cicatriz fica escondida entre as dobras do joelho. Durante o pós-operatório é preciso fazer repouso absoluto de três dias e, a partir do quarto dia, começar a caminhar aos poucos, sem muito esforço. Por dez dias, deve-se usar meia elástica e salto médio para não forçar a região. A exposição solar está liberada após um mês e atividades físicas, após 45 dias e o efeito definitivo é notado após três meses.

 

Coxas saradas

O formato e o tamanho das próteses de silicone variam conforme a região do implante, mas normalmente as maiores são usadas para remodelar os contornos e as menores para corrigir coxas tortas. As próteses de revestimento texturizado
ou de poliuretano são mais usadas na parte externa, superior ou inferior e resistem a uma pressão de até 500 kg. Já na região interna, dá-se preferência ao gel.

A cirurgia: o implante é colocado sob anestesia peridural ou geral. A incisão é feita no início da batata da perna, por onde é colocada a prótese entre os músculos (o tamanho depende da elasticidade da pele da paciente). É recomendado repouso de dois a três dias, podendo voltar à movimentação normal após uma semana, não é recomendado ficar longos períodos em pé nem fazer caminhadas por pelo menos 21 dias. Depois de dez dias, a paciente está liberada para as atividades cotidianas. Exercícios físicos somente depois de um mês de forma progressiva.