Plástica a custo zero
10 de outubro de 2010
Corpo perfeito by Dr. Hollywood
14 de outubro de 2010
Mostrar Todos

Bumbum maravilha

Não há como negar que o bumbum é uma paixão nacional. os homens não resistem quando veem uma mulher com um bem redondinho e empinado e nós, por sua vez, fazemos de tudo para deixar nosso derrière exatamente assim, digno de dar torcicolo emqualquer espécime da ala masculina. Veja nessa matéria como garantir um bumbum maravilha

Por Malu Bonetto

Pequeno, grande, caído, achatado… As brasileiras sempre encontram um defeitinho no bumbum. Exibir um derrière perfeito virou quase que obsessão entre as brasileiras, tanto que a procura por tratamentos estéticos e cosméticos que prometem glúteos em dia tem aumentado muito nos últimos tempos.
Para quem busca um resultado definitivo, as cirurgias plásticas são as técnicas mais procuradas. Já quem quer um efeito bem bacana, mas temporário, os tratamentos estéticos são ótimos aliados. E quem busca um resultado imediato, pode recorrer à moda: algumas roupas prometem empinar o bumbum, outras deixá-lo mais redondinho. Isso sem mencionar que as aulas localizadas de glúteo e a mesa flexora são disputadíssimos nas academias.
A alimentação também tem papel importante na aparência dos glúteos: evite alimentos gordurosos, industrializados e açúcares, e abuse dos vegetais de cor laranja e folha verde escura, que são ricos em vitamina A e garantem uma pele saudável e rígida.
Agora, se você já tentou de tudo isso, e acha que nada surtiu efeito, já que seu bumbum ainda não é o que você sempre sonhou, aí sim é hora de aderir ao bisturi.

CAÍDO, como os das vovós
PLÁSTICA: LIFTING GLÚTEO

Como é: sob anestesia peridural, podem ser feito dois tipos de incisão; na parte inferior, entre a nádega e a coxa, ou superior, entre o tronco e o bumbum. Como a cicatriz fi ca grande, o profissional tenta escondê-la no sulco do bumbum ou na marca do biquíni. Através desta incisão, o médico puxa a pele, retira o excesso e reposiciona o restante de modo a modelar e dar firmeza. Caso a paciente queira aumentar um pouco a região, existe a alternativa de usar esta pele excedente como uma espécie de prótese natural, remodelando a área.
Cuidados pós-operatórios: apesar de já poder sentar após três dias (aproximadamente) é preciso ter muito cuidado e preferir assentos mais macios. A paciente pode voltar ao trabalho após 20 dias e às atividades físicas após quatro meses.
Resultado: bumbum mais empinado e menos flácido

TRATAMENTO ESTÉTICO: ULTRA ACCENT XL
Como é: aparelho que combina duas tecnologias diferentes
o ultrassom por shear wave e a radiofrequência com a ponteira unipolar. “A primeira interage com o tecido adiposo através de vibrações por ressonância, levando a lipólise (rompimento das células de gordura), tratando portanto gordura localizada”, explica a dermatologista Tânia Meneghel (SP). Já a radiofrequência utiliza a tecnologia da ponteira UniForm, que acelera o metabolismo, realiza uma drenagem linfática e estimula a produção de colágeno para contribuir no combate da flacidez e da celulite.
Número de sessões: três a quatro sessões semanais.
Resultado: os resultados se tornam visíveis já a partir da terceira sessão, melhorando muito a textura da pele, enrijecendo e elevando os glúteos. O conjunto dessas tecnologias produz uma melhora do contorno corporal, diminuindo a gordura localizada, reduzindo o aspecto de casca de laranja da celulite e elevando o bumbum, devido a sustentação proporcionada pela formação de um novo colágeno.
Preço: em média R$1,2 mil cada sessão

GRANDE, típico das gordinhas
PLÁSTICA: LIPOASPIRAÇÃO

Como é: cirurgia realizada sob anestesia peridural, o profissional insere uma cânula bem fina entre o glúteo e a coxa e com movimentos de vaivem aspira a gordura excedente.
Cuidados pós-operatórios: de 45 a 60 dias, a paciente deverá usar cinta cirúrgica e orienta-se que ela faça sessões de drenagem linfática para reduzir os inchaços e acelerar a recuperação. A volta ao trabalho é liberada após uma semana e as atividades físicas, após o primeiro mês.
Resultado: modelar e diminuir o volume do bumbum, já que a gordura localizada é retirada dessa região.

TRATAMENTO ESTÉTICO: RAPID REDUX
Como é: este tratamento alia os benefícios do ultrassom, thermojet, endermo, massagem modeladora e gesso redutor. Na primeira etapa são emitidas ondas sonoras que têm efeito anti-inflamatório, assim como calor para aquecer as células adiposas estimulando o metabolismo local. “Em seguida, envolvemos a paciente em uma máscara com arnica, cavalinha, hera, colágeno hidrolisado e aloe vera, ativos que combatem celulite, gordura localizada e flacidez, e colocamos a paciente no Thermojet, aparelho que aquece a região e promove uma aceleração do metabolismo e lipólise”, explica Luciana Godinho, da Clínica Be’Lu Corpo (RJ). Depois, é feita a endermologia (que desorganiza as células de gordura, diminuindo o aspecto casca de laranja), seguida de massagem modeladora. Na última etapa, o bumbum fica envolvido por um período de uma a cinco horas em um gesso redutor (que será retirado posteriormente pela própria paciente) para melhorar resultados no tratamento.
Sessões: o tratamento inteiro dura em média um mês, e de preferência duas a três vezes por semana.
Resultado: os resultados são visíveis já nas primeiras sessões e no final das 15 sessões a cliente pode perder até 11cm de glúteo e melhorar até 70% da celulite.
Preço: R$ 80, em média, cada sessão.

ACHATADO, sem volume muscular
PLÁSTICA: PREENCHIMENTO COM POLIMETILMETACRILATO

Como é: indicada para pequenos e médios preenchimentos de bumbum, essa opção tem a vantagem de não provocar perda do material aplicado. Com a ajuda de uma injeção, o material é injetado na região e nas duas a três semanas seguintes, o PMMA se expande, conferindo o aumento do volume. Resultado permanente.
Cuidados pós-operatórios: não há necessidade de cuidados, nem manutenção.
Resultado: quando injetado na gordura do músculo, o efeito é de preenchimento, quando aplicado dentro do músculo, aumenta o volume da região.

TRATAMENTO ESTÉTICO: ESTIMULAÇÃO RUSSA
Como é: placas eletrônicas provocam a contração muscular fazendo um trabalho específico de recrutamento para cada grupo de fibras, acelerando o processo de modelagem, tonificação e aumento dos glúteos.
Sessões: no mínimo 15 sessões feitas de duas a três vezes por semana.
Resultado: após cinco sessões já podemos ver o glúteo mais empinado.
Preço: R$ 45, em média, cada sessão.

PEQUENO, com falta de recheio
PLÁSTICA: GLUTEOPLASTIA

Como é: feita sob anestesia peridural, o cirurgião faz a incisão (de aproximadamente cinco centímetros) nos sulcos inferiores do bumbum (aquela marquinha entre a coxa e o glúteo) para inserir as próteses de silicone, que ficam posicionadas entre os músculos para dar forma e volume, ou seja, a cicatriz fica imperceptível.
Cuidados pós-operatórios: já no primeiro dia, a paciente pode dormir em qualquer posição, porém a recuperação varia de 15 a 25 dias, sendo que a paciente deve evitar atividades físicas e exposição ao sol por um mês.
Resultado: bumbum mais avantajado.

TRATAMENTO ESTÉTICO: DIGLÚTEO
Como é: na primeira etapa (S1) as placas (eletrodos) estimulam todos os músculos dessa região com um preparando para receber em seguida o F1 que contrai e relaxa cada músculo de forma individual. “Já o skintonic melhora a elasticidade e rigidez e ajuda a combater a celulite porque promove uma drenagem linfática”, explica a fisioterapeuta Valeria Vieira, coordenadora geral da Clínica Dicorp (RJ).
Sessões: 15, duas vezes por semana.
Resultado: bumbum enrijecido e maior.
Preço: R$ 152, em média, cada sessão.

Ginástica passiva: será que funciona?
“Aplicada de forma adequada, a eletroterapia tem apresentado resultados satisfatórios quando o sujeito é incapaz de realizar a contração voluntária por meio da atividade física, ou seja, quando ele tem limitação na amplitude do movimento, sente dor insuportável ou tem outras disfunções do sistema neuromuscular”, diz a fisioterapeuta Carolina Gonçalvez Aliano, da Clínica Gênesis (SP). Entretanto, muitas pessoas têm substituído o exercício físico por sessões com aparelhos de estimulação, buscando redução de gordura corporal, fortalecimento muscular ou aumento do condicionamento físico. Neste sentido, a ginástica passiva não funciona. Um estudo realizado na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), publicado em 2008, comparou os efeitos da eletroestimulação (com pulsos de 87 Hz) aos efeitos do treinamento realizado com caneleiras em 20 mulheres adultas. Os resultados mostraram que houve aumento na massa magra e na força muscular apenas em quem realizou exercício com caneleiras. Sabe-se também que o processo de redução de gordura corporal é complexo e depende não só do gasto calórico, mas também da alimentação. A solução é buscar ajuda de profissionais e mudar o estilo de vida, para que resultados satisfatórios em termos de estética, saúde e bem estar sejam obtidos.