A genética do sorriso
23 de setembro de 2010
Orientais e negros têm mais problemas na cicatrização?
23 de setembro de 2010
Mostrar Todos

Bocão de diva

Ícone de beleza e sensualidade, os lábios estão entre as partes do corpo que as mulheres mais gostam de destacar. Mas para que o resultado fique satisfatório, eles precisam apresentar um bom volume, contorno e tônus. Descubra qual a plástica mais indicada para o seu problema e prepare-se para ganhar uma boca sexy

Por Patrícia Affonso

Você já reparou que nove entre dez mulheres elegem o batom como item indispensável no nécessaire? E não é sem motivo: uma boa camada de cor é capaz de realçar a feminilidade e dar um toque de glamour ao rosto de forma instantânea. Mas se antes os truques de make eram suficientes para dar uma turbinada nos lábios, hoje em dia, a ala feminina está muito mais exigente, buscando resultados mais visíveis e duradouros. “Quando o assunto são os lábios, a inspiração atual são atrizes como Angelina Jolie, Scarlet Johansson e Alinne Moraes. Assim como elas, as pacientes querem exibir uma boca carnuda e bem demarcada”, explica o cirurgião plástico Alexandre Barbosa (SP). Para quem não nasceu com esse atributo poderoso, ou do contrário, exibe uma boca grande demais, existem diversas opções de preenchimento e correção que prometem esculpir lábios no tamanho ideal para o rosto.

Lábios volumosos, agora!
Se a genética não foi muito generosa com você, dando lábios fininhos e sem recheio, o bisturi resolve o problema.

Lipoenxertia
O que é: procedimento cirúrgico que aumenta o volume dos lábios e melhora seu contorno.
Como funciona: a técnica é realizada com anestesia local com ou sem sedação. O próximo passo é a retirada de gordura de outra área do corpo da paciente, como abdômen, flancos e coxas, com o auxílio de microcânulas bem fininhas. “O material é processado e transferido para os lábios por meio de um orifício mínimo, onde o médico irá modelá-lo”, explica cirurgião plástico Ricardo Cavalcanti, diretor da Clínica Vitée (RJ). O tempo médio da cirurgia varia entre 30 e 45 minutos e a paciente pode voltar para casa no mesmo dia. “A região é sensível e pode ficar dolorida nos primeiros dias do pós-operatório. Compressas geladas e medicamentos anti-inflamatórios são indicados para reduzir o desconforto e o inchaço”, diz. A exposição solar deve fica vetada enquanto houver cicatrizes, para evitar manchas e edemas maiores. Vale ressaltar que o efeito dessa técnica é temporário e dura de seis meses a um ano. Depois o organismo reabsorve a gordura e é preciso fazer uma nova aplicação.

Queiloplastia de aumento
O que é: cirurgia que promove o aumento do vermelhão do lábio, conferindo mais volume à boca. Também é conhecida como bardotização, em referência à atriz francesa Brigitte Bardot.
Como funciona: depois de aplicar a anestesia local, que pode ou não vir acompanhada de sedação, o médico faz uma incisão acima do contorno labial, eliminando uma pequena faixa da pele do rosto. Então, ele puxa e reposiciona os lábios na direção externa, deixando a região vermelha mais evidente. “O procedimento dura em torno de 30 minutos e a paciente é liberada no mesmo dia. Em 48 horas o inchaço diminui significativamente e já é possível retomar as atividades cotidianas”, diz Alexandre Barbosa. A cicatriz é fina e sutil e pode ser facilmente disfarçada com maquiagem. O ideal é evitar os banhos de sol por um mês e preferir comidas macias e frias nos primeiros dias, para que a mastigação não se torne dolorosa. Não é preciso refazer o procedimento, pois seu resultado é definitivo.

Livre-se do excesso
Se por um lado as mulheres apreciam o volume labial, a coisa muda de foco quando eles são grandes demais. É que nesses casos em vez de conferir charme, eles prejudicam a harmonia do rosto.

Queiloplastia de redução
O que é: cirurgia que retira o volume excessivo nos lábios.
Como funciona: a cirurgia é feita sob anestesia local ou bloqueio do nervo infraorbitrário, responsável pela transmissão do estímulo doloroso na região. Através de uma pequena incisão na parte interna dos lábios, o irurgião retira com seringa ou cânula a porção excedente de volume. Para melhorar o aspecto inchado do pós-operatório, que pode durar até dez dias, são indicadas compressas de gelo e alimentação macia. Nesse período, a paciente deve evitar também os movimentos bruscos durante a fala. Segundo o cirurgião plástico José Badim (RJ), recomenda-se fugir do sol por pelo menos um mêspara não favorecer o surgimento de manchas. Como o corte é feito na parte interna do lábio, a cicatriz fica escondida. O procedimento dura em média 45 minutos e tem efeito definitivo.

Se caiu, é só levantar!
Se não bastassem as indesejáveis ruguinhas, existem ainda outros prejuízos causados pelos avanços da idade. Um deles é a perda de tônus muscular, que pode deixar o canto superior do lábio caído e a expressão, consequentemente, triste.

Lifting Facial do terço médio
O que é: “essa cirurgia plástica objetiva o reposicionamento do sistema aponeurótico superficial, que engloba a pele e os músculos da face”, diz o Dr. Alexandre Barbosa.
Como funciona: após anestesia local com sedação, o especialista faz pequenas incisões na frente ou atrás das orelhas. Então, descolase a região a ser tratada, que é tracionada para levantar o canto da boca. “Antes de fazer o fechamento são retirados os excessos de pele para maior efeito de rejuvenescimento”, esclarece o especialista. O procedimento é mais longo e dura média de duas a três horas. No entanto, não é necessária internação e a paciente pode ir para casa no mesmo dia. Para não tensionar a área operada e evitar roxidões, é recomendado repouso total de pelo menos sete dias e proteção solar intensa por três meses. “Os edemas e o inchaço diminuem depois da primeira semana. Aí a paciente já pode retomar suas atividades de forma gradual e, é claro, com cautela”, explica.

Às vezes, menos é mais. . .
Você já deve ter visto na TV que o desejo de exibir lábios carnudos leva algumas celebridades a cometer exageros. O resultado, nesses casos, é uma fisionomia pesada e artificial. Para não se tornar vítima desse mesmo deslize, ter de amargar meses de insatisfação (até que parte do material injetado seja absorvido pelo organismo) ou recorrer a procedimentos corretivos, a dica é ter cautela e aumentar o volume aos pouquinhos. “Mudanças radicais muitas vezes deixam as pacientes arrependidas. Afinal, por mais que a moda dite o ideal de lábios volumosos, as características do rosto de cada pessoa devem ser consideradas para criar uma feição harmônica”, destaca Alexandre Barbosa. Por isso, comece devagar e, se não estiver segura sobre o tamanho desejado, opte por uma técnica de resultado temporário. Assim, se achar que o aumento ficou sutil demais, você pode turbinar um pouco mais a região quando chegar a época de fazer o retoque.