Caroline Bittencourt – Maravilhosa!
1 de agosto de 2010
Gianne Albertoni – Linda e cheia de atitude!
1 de setembro de 2010
Mostrar Todos

Barriga – Soluções sob medida

Chega de brigar contra a barriguinha! Com a ajuda da cirurgia plástica é possível deixar a região chapada e sequinha

Soluções sob medida
GORDURA LOCALIZADA > LIPOASPIRAÇÃO
Ideal para quem possui pequenos focos de gordura no abdômen, ela é bastante eficaz – principalmente quando associada à drenagem linfática logo no início do pós-operatório, o que contribui para diminuir o edema e modelar possíveis irregularidades. Como essa cirurgia plástica é modeladora – e não emagrecedora! -, para apostar no método, o recomendado é que a paciente esteja próxima ao peso ideal.
Como é feita: por meio de cânulas fi nas, parte das células adiposas é aspirada. A cirurgia pode ser feita sob anestesia local, peridural ou geral – depende da escolha do médico – e demora cerca de 1h30 para ser realizada. Uma das grandes vantagens dessa técnica é que as cicatrizes ficam praticamente imperceptíveis (do tamanho da ponta da cânula e bem semelhantes a uma pinta), próximas à área onde foi lipoaspirada.
Recuperação: o pós-operatório é um pouco dolorido, mas o principal incômodo – dor no corpo – passa após três dias, em média. É indicado o uso de cinta compressora para conter os edemas (inchaço) e equimoses (marcas roxas) durante três meses. A drenagem linfática também é obrigatória para facilitar o processo de recuperação. Após um mês, é possível retornar à atividade física e o banho de sol está liberado. Mas com cautela, claro!
Barriga zerada: após 30 dias, cerca de 70% do inchaço já regrediu. No entanto, para sentir a real diferença, o melhor é aguardar mesmo por três meses.
Preço: R$ 4 mil, em média.

PNEUZINHOS E INÍCIO DE FLACIDEZ >MINIABDOMINOPLASTIA
Indicado para um grupo específi co de pacientes – aquelas que sofrem com a saliência de gordura centralizada abaixo do umbigo. Geralmente esse excesso não é resultado somente das células adiposas, mas da flacidez da região. Muitas mulheres encaram essa situação logo após a primeira gravidez. Em casos como esse, a solução não está apenas em aspirar a gordura, também é necessário eliminar o excesso de pele.
Como é feita: essa cirurgia combina tanto a eliminação de gordura quanto a retirada do tecido epitelial que está excedente na região da barriga. Em termos simples, é como se a pele abaixo do umbigo fosse descolada, esticada e presa novamente no lugar certo, sendo que a sutura fi ca próxima ao púbis. O resultado é bastante satisfatório e a cicatriz fica bem discreta, na marca do biquíni. O procedimento é realizado sob anestesia peridural ou geral e demora cerca de quatro horas para ser feito.
Recuperação: é necessário repouso absoluto nos primeiros cinco dias, para não prejudicar na cicatrização do corte, e uso da cinta compressora por pelo menos um mês. Após esse período, alguns médicos liberam o banho de sol e a volta à atividade física moderada.
Barriga zerada: já no primeiro mês é possível notar boa diferença na aparência da barriga. Porém, vale ressaltar que o resultado fi nal só aparece mesmo após seis meses.
Preço: R$ 6 mil, em média.