Conheça os benefícios de utilizar cosméticos veganos
15 de outubro de 2017
Confira nossa seleção dos novos produtos de beleza
15 de outubro de 2017
Mostrar Todos

Veja como acabar com a sensibilidade nos dentes

Com esse calor, nada mais refrescante que um sorvete, um suco ou água bem gelados. Mas, se você pensa duas vezes antes de consumir um desses itens por receio de sentir dor, saiba que você não é a única – cerca de 25% dos brasileiros adultos sofrem com hipersensibilidade dentinária. Confira aqui como driblar o problema.

Por: Malu Bonetto

Se ao ingerir algum alimento e bebida quente ou gelada, você sente um incômodo, dor aguda, chatinha e que incomoda mui-to, saiba que pode ser um sinal de que você sofre de sensibilidade dentinária. Mas, antes de sair por aí mudando seus hábitos alimentares é preciso saber o que realmente causa esse desconforto.

O dente é formado por vários tecidos, entre eles a dentina, estrutura dura e sensível rica em poros microscópicos e, por isso mesmo, está muito sujeita às agressões, sem falar que ela é responsável pela proteção da polpa (parte rica em vasos sanguíneos e nervos). “Quando há a exposição da raiz dos dentes na área cervical, ou colo, devido à retração gengival, a raiz não fica coberta pelo esmalte, milhares de canalículos que vão do centro do dente e levam o feixe nervoso da polpa até a superfície ficam expostos e, com a ação do calor ou do frio, provocada por determinados alimentos, resulta na dor típica da hipersensibilidade dentária”, explica a cirurgiã-dentista Lhysis Bicudo Fioravanti (SP). Essa é a principal causa da sensibilidade, mas não a única.

Claro que há as pessoas que têm mais predisposição para a sensibilidade dentinária, como as que apresentam retração gengival, bruxismo, apertamento de dentes, problemas ortodônticos ou ainda aquelas que escovam os dentes com muita força. “Quando a pessoa usa aparelho ortodôntico, a tendência é forçar a escovação e agredir a gengiva, que acaba se retraindo”, complementa. Também não podemos ignorar o fator hereditário, já que ele determina quem terá a gengiva fina, intermediária ou grossa. Quanto mais fina a gengiva, maior a tendência a ter sensibilidade, ou seja, é preciso ter cuidado redobrado com a escovação e o acúmulo de placa bacteriana.

Tratamentos disponíveis

Cada causa requer um tratamento específico, mas a maior parte das terapias tem como objetivo diminuir a permeabilidade da estrutura dental, de forma que os estímulos físico-químicos não cheguem até a polpa do dente (parte viva e sensível). “Se a sensibilidade for causada pela infiltração de restauração ou cárie dental, é preciso trocar as restaurações que irão recobrir a área que estava exposta, protegendo a dentina e acabando com a sensibilidade”, diz Dra. Lhysis Fioravanti.

Se a sensibilidade for proveniente da retração gengival por escovação traumática, a cirurgiã-dentista Joanna Carolina Bachiega (SP) recomenda mudar a maneira de escová-los, optar sempre por escovas de dente com cabeça pequena, cerdas macias e fazer movimentos circulares e vibratórios para melhorem a vascularização gengiva e consequentemente amenizar o desconforto. Mas, em alguns casos de retração grave, a cirurgia periodontal é a melhor solução. Nela, recobre-se a área exposta da raiz, normalmente com tecido tirado do palato (céu da boca) e com ele cobre-se a dentina e/ou a raiz evitando, assim, que os canalículos dentinários fiquem expostos.

Outra solução para sensibilidade é a laserterapia, procedimento em que se aplica um laser terapêutico ou de baixa potência em dois ou três pontos da superfície do dente afetado para estimular as mitocôndrias que servem para dar energia para a renovação às células e proliferação dos canalículos. “Com as células renovadas e mais fortes, a sensibilidade também é eliminada. Neste tratamento, após três a cinco sessões, é observa-da a diminuição dos sintomas de dor e desconforto”, complementa Dra. Joanna Bachiega. Já os selantes dessensibilizante feitos à base de verniz vedam os canalículos dentinários que, quando expostos juntos com as terminações nervosas que estão presentes em seu interior, passam a ser submetidos a uma grande variedade de estímulos, causando a dor.

Drible a sensibilidade

Algumas mudanças nos hábitos diários podem lhe ajudar a driblar a sensibilidade dentinária. Confira abaixo as dicas
da cirurgiã-dentista Karla Marinho, da Personal Dent (SP):

• Faça a higienização bucal correta com uso de fio ou fita dental e escove os dentes após as refeições principais, ou seja, no mínimo

• Faça a higienização bucal correta com uso de fio ou fita dental e escove os dentes após as refeições principais, ou seja, no mínimoquatro vezes ao dia.

• Opte por escovas com cerdas macias e não faça muitaforça na higienização para evitar que a gengiva se retraia, o que pode agravar ainda mais a sensibilidade.

• Adote pastas de dente com baixa abrasividade ou até sem abrasivo para evitar desgaste dos dentes

• Adote pastas de dente com baixa abrasividade ou até sem abrasivo para evitar desgaste dos dentese deixá-los menos suscetíveis à sensibilidade.

• Faça clareamento dentário somente com profissionais capacitados.

• Evite alimentos e bebidas ácidas, como refrigerantes e cítricos, já que eles desmineralizam o esmalte, deixando o dente permeável à ação da temperaturae de alguns alimentos.

• Vá ao dentista regularmente, de preferência a cada seis meses, para manteros dentes e a gengiva saudáveis e certificar-sede que não existeoutro tipo de patologia.

Prateleira antissensibilidade

Sensitive Clean, Condor, R$ 11.
Desenvolvida especialmente para dentes sensíveis, possui cerdas cônicas ultramacias, com pontas superfi nas, limpador de língua e cabo emborrachado ergonômico.

Creme dental de Calêndula, Weleda, R$ 38.
Com suaves agentes minerais de limpeza e sabor refrescante, protege e acalma os dentes das dores momentâneas.

Sensitive Pró-Alívio Reparação Completa, Colgate, R$ 9.
Sua fórmula contém Pro-Argin, que sela e repara os túbulos sensíveis, bloqueando a dor e Zinco, responsável por ajudar a evitar a retração gengival.

Powertrend Sensitive 6240, Power Dent, R$ 10.
Possui cabeça anatômica com 6240 cerdas que alcançam e higienizam todas as regiões dos dentes, prevenindo cáries e doenças periodontais sem traumatizar as gengivas.

Rápido Alívio, Sensodyne, R$ 13.
Para um alívio rápido, massageie a base do dente sensível com uma pequena quantidade do creme dental por 60 segundos. Para um alívio duradouro, escove os dentes, pelo menos, duas vezes ao dia.

Escova Gentle, Sensodyne, R$ 15.
Possui uma estrutura com cerdas extramacias, especialmente desenvolvida para dentes sensíveis.

Repair & Protect, Sensodyne, R$ 15.
O princípio ativo Novamin cria uma camada protetora que ajuda a reparar as áreas vulneráveis do dente.

Pro-Saúde Sensi-Alívio, Oral-B, R$ 11.
Sua fórmula ajuda a bloquear as aberturas dos pequenos túbulos conectados aos nervos do dente, impedindo que substâncias externas – como alimentos e bebidas quentes, frios ou ácidos – ativem a dor.

Enxaguatório Bucal Cool Mint, Sensodyne, R$ 19.
O flúor fortalece a superfície dentinária enquanto o potássio atua nas terminações nervosas, promovendo alívio duradouro da dor da sensibilidade.