Olhar jovem (de novo!)
16 de fevereiro de 2011
2011: o seu ano de ficar rica!
16 de fevereiro de 2011
Mostrar Todos

Cardápio pela gengiva saudável


Cardápio pela gengiva saudável

Que alimentos ricos em vitamina C, como acerola, goiaba, laranja e brócolis auxiliam no combate a gripes e resfriados e são ricos em antioxidades, isto não é novidade. O que poucas pessoas sabem é que a vitamina C diminui o risco de problemas na gengiva, já que participa da formação do colágeno, ativo necessário para manter os dentes firmes. Na falta dessa vitamina, o colágeno não pode ser produzido e os primeiros sinais são vasos sanguíneos frágeis e dentes soltos. Outra notícia que liga a alimentação à saúde dos dentes é o resultado de uma pesquisa publicada no Journal of Periodontology, que mostrou que os chás verdes promovem a saúde dos dentes e gengiva. Para cada copo de chá verde ingerido ao dia, houve um decréscimo de doenças periodontais, provavelmente em decorrência das catequinas, antioxidantes naturais que reduzem a inflamação no corpo.

Elétricas ou não?
As escovas elétricas foram criadas para facilitar a escovação, principalmente de quem possui falta de coordenação motora. Porém, a higiene será deficiente se a escova elétrica não for posicionada da forma correta sobre, dentes, língua e gengivas e não permanecer o tempo adequado para a remoção das bactérias. Segundo a dentista Maristela Lobo (SP), o que de fato importa é a eficiência na remoção da placa bacteriana, independentemente da escova. Por isso, jamais se esqueça que dentes saudáveis dependem tanto de uma boa escova quanto de uma técnica de escovação adequada.

Novidade em implantes dentários
Fabricado pela Z-Systems (empresa suíça) e distribuído no Brasil pela Intermedic Technology, o implante dentário de zircônia é confeccionado de material cerâmico de alta precisão, livre de metais e absolutamente estável. Por ser totalmente branco, além de ideal para a estética, não deixa sombras acinzentadas na linha gengival, característica de muitos casos resolvidos com titânio. O implante também apresenta uma superfície que auxilia amplamente a despolarização de placa bacteriana, o que dificulta sua agregação e aumenta a biocompatibilidade. Além disso, possui certificado de biocompatibilidade da Anvisa e não possui metal na composição, ou seja, é indicado para pacientes alérgicos, em especial a metal.

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde revelam que 88% da população brasileira têm cárie, colocando o Brasil entre os países com mais problemas bucais

Diabéticos: Fujam dos doces e também da periodontite
Se sua glicose sanguínea é alta ou costuma flutuar bastante, saiba que você corre o sério risco de desenvolver uma doença periodontal bastante grave. Explicando: o diabetes pode diminuir sua capacidade de lutar contra os germes que causam a doença periodontal que nada mais é que uma infecção grave das estruturas de suporte dos dentes. O problema pode começar como uma simples gengivite (inflamação da gengiva) e evoluir para a perda dos dentes. “Se seu dentista não a detectar ou não tratar, a doença periodontal pode avançar severamente e os sintomas podem incluir perda ou amolecimento dos dentes, mau hálito ou sangramento das gengivas”, alerta o cirurgião dentista Flávio Luposeli (SP).

Invista na sua higine bucal
Sensodyne Rápido Alívio, R$ 10. Em apenas 60 segundos, alivia o desconforto causado pela sensibilidade ao criar uma barreira física contra os agentes que provocam a sensibilidade nos dentes. Quando usado duas vezes por dia, proporciona uma proteção duradoura. O consumidor pode perceber a diferença em 60 segundos, massageando o creme com a ponta dos dedos durante um minuto na base do dente sensível, seguindo as orientações da embalagem. Além do diferencial para a sensibilidade, o novo creme dental possui todos os benefícios que os outros possuem: proteção anticárie, limpeza e refrescância.
Oral-B Pro Saúde Whitening, R$ 4. Além da sílica dupla, que ajuda a remover manchas superficiais, esse creme dental possui a tecnologia hexametafosfato de sódio que atua na remoção de manchas existentes e previne novas manchas.

Está na hora de trocar suas obturações?
Muitas pessoas optam por trocar as obturações de amálgama por resinas por uma questão estética, mas quais as vantagens dessa prática? “A resina tem mais adesão que a amálgama, diminuindo assim o tamanho do preparo, conseguindo, por exemplo, remover apenas um ponto de cárie, já o amálgama tem de ser feito um preparo maior, comprometendo mais o dente”, explica a dentista Ana Paula Tesini da Sorrident (SP). Mas também há suas desvantagens: a resina dá mais sensibilidade ao dente que o amálgama, e seu tempo de preparo é maior.