Cortes para a nova temporada
21 de junho de 2016
Pernas e bumbum em forma!
23 de junho de 2016
Mostrar Todos

Hábitos e a saúde bucal

Ações costumeiras, que põem em risco a saúde dos dentes podem ser evitadas antes de tornarem-se um bicho de sete cabeças para uma boca saudável

 

Quando crianças ou até mesmo na fase adulta, adquirimos alguns hábitos inconvenientes para a saúde bucal, como roer unhas, forçar a escovação, danificar o esmalte com alimentos inadequados… Algumas manias muitas vezes vistas como inofensivas, que podem prejudicar a saúde dental. Abaixo, a dentista Rosane Costa, que é especialista em odontologia estética e membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética, fala sobre alguns desses que podem ser prejudiciais à saúde bucal.

 

roer-unhas

Roer unhas pode desgastar o esmalte dentário

Roer as unhas podem danificar o esmalte do dente e transmitir bactérias?

Sim, pode. A onicofagia, hábito de roer as unhas, quando feito por tempo prolongado, resultam em alterações dentárias como fraturas e desgastes no esmalte, inflamação gengival, reabsorção radicular e problemas ortodônticos. Quando criança pode levar, inclusive, a um desenvolvimento anormal dos maxilares. Além disso, esse hábito transporta bactérias presentes na unha para a cavidade bucal, servindo de porta de entrada para o resto do organismo.

 

Escovar os dentes logo após as refeições faz mal?

Faz mal. Alimentos ácidos e que contenham açúcares promovem uma redução do pH bucal possibilitando uma erosão do esmalte com a escovação. Após 30 minutos, a própria saliva neutraliza essa acidez evitando a desmineralização do dente. Portanto, é interessante aguardar 30 minutos até que o pH da boca se neutralize para escovar os dentes.

 

Cloro de piscina faz mal para os dentes?

Há pesquisas na literatura que comprovam que nadadores submetidos à frequência e duração de treinamentos extensivos, tornam-se propensos ao desenvolvimento de erosão nos dentes causada pela exposição prolongada à água clorada com pH fora da faixa adequada (7.2 – 7.8). Os principais sintomas da erosão dental são: a diminuição do brilho do esmalte, dentes amarelados, dor e sensibilidade.

 

Mastigar gelo?

Nem pensar! Não é recomendado mastigar gelo devido sua alta rigidez, o que aumenta o risco de trincar ou fraturar os dentes. Além disso, alterações bruscas e frequentes de temperatura, expõe os dentes à choques térmicos podendo levar à uma inflamação na polpa do dente. É mais seguro chupar o gelo e não morder.

 

Abrir garrafas/objetos com a boca?

Não faça isso! Movimentos repetitivos, como colocar caneta na boca e abrir garrafas com o dente, podem causar fraturas dos dentes, desgastes no esmalte, movimentação dentária, perda óssea e desarmonias nas arcadas dentárias que levam à dor e disfunção na articulação têmporomandibular.