Programa hipopressivo no pós-parto
23 de maio de 2018
Clima de inverno
23 de maio de 2018
Mostrar Todos

5 passos para saúde bucal em dia

A beleza dos dentes está diretamente ligada a nossa saúde, e não há nada mais gostoso do que poder sorrir sem se preocupar com a aparência do seu sorriso. Ok, os tratamentos odontológicos ajudam, e muito, nessa conquista, mas de nada adiantam se não tivermos alguns cuidados básicos no dia a dia.

Por: Malu Bonetto

1. Use fio dental

A higienização bucal sempre deve começar com o uso do fio ou fita dental. A sua função é justamente remover os resíduos alimentares e a placa bacteriana das áreas entres os dentes onde as cerdas das escovas não alcançam. “Enrole aproximadamente 40 centímetros de fio ao redor dos dedos médios, deixando uns dez centímetros entre eles. Segurando o fio dental entre o polegar e indicador das duas mãos, deslize-o levemente para cima e para baixo, apenas entre os dentes, para promover a limpeza da região, sem agredir as gengivas”, explica a dentista Carolina Moura, da Clínica Megamed (SP). E o mais importante: nunca use o pedaço que foi utilizado para limpar outra região.

2. Escove bem os dentes

Essa é a principal maneira de remover mecanicamente as colônias de bactérias que causam danos à saúde bucal. E para que essa função seja bem exercida, é essencial escolher bem as cerdas da escova de dente. “Quando elas são de má qualidade, podem desgastar o esmalte dos dentes e prejudicar a saúde da gengiva, causando até mesmo sensibilidade em função da retração gengival”, explica o cirurgião-dentista Hugo Lewgoy (SP). Opte por modelos com cerdas macias, para não machucar as gengivas, e com a cabeça pequena, para alcançar os dentes que estão no fundo da boca. Também é essencial escovar os dentes da maneira correta – coloque a borda lateral das cerdas da escova no sulco gengival, formando um ângulo de 45° com os dentes, e faça movimentos curtos, sem força excessiva, como
se estivesse varrendo o dente por cerca de 10 segundos em cada região. Em tempo: as escovas interdentais são mais recomendadas para quem tem aparelhos ortodônticos, próteses ou alguma indicação específica com orientação do dentista.

3. Limpe a língua

A textura da sua superfície da língua facilita a formação da saburra, espécie de placa bacteriana que fi ca acumulada entre as papilas gustativas e causa o mau hálito e a diminuição salivar, o que pode ser um fator predisponente para cárie. “Ela deve ser limpa com a escova de dente ou com o raspador, como se estivesse varrendo do fundo
da boca para a ponta da língua, até que o aspecto esbranquiçado seja removido”, ensina o dentista Flávio Luposeli (SP). Já se você faz parte das pessoas que se enjoam ao escová-la, uma dica é fazer a higiene da língua uma vez ao dia, em jejum, com o tempo essa frequência deve ser aumentada, já que estará mais acostumado com a sensação.

4. Faça bochecho com enxaguatório bucal

Esse produto inibe a flora bacteriana, ou seja, desacelera o processo de formação da placa e proporciona um
hálito refrescante. Mas sua ação não adianta se não forem realizados os passos anteriores. A frequência de uso varia de acordo com a formulação e indicação de cada produto e da necessidade de cada pessoa. Isso você só saberá ao ler o rótulo para certificar-se da indicação e modo de uso. Mas fazer bochechos com ele antes de dormir é importantíssimo porque durante a noite há a diminuição da salivação. E ao escolher o seu enxaguatório, opte pelos que não contêm álcool, para não ressecar e descamar a mucosa bucal.

5. Visite o dentista com regularidade

Quanto tempo faz que você não vai ao dentista? Se a resposta for mais de seis meses, saiba que já passou da hora de marcar a consulta e não use a falta de tempo como desculpa. Os dentistas são unânimes em afirmar que é preciso ir ao consultório a cada seis meses, porque se a pessoa tiver desenvolvido algum problema bucal nesse período, ainda está no começo e pode ser resolvido com uma certa facilidade. Passando desse período, existe um agravamento dos problemas e aí as soluções podem ser mais complicadas.