Esquente seu olhar
16 de Maio de 2014
Aniversário de 17 anos da Revista Plástica & Beleza
11 de agosto de 2014
Mostrar Todos

Linda demais!

Depois de interpretar Bianca na novela global Saramandaia, a atriz volta para a telinha 4 kg mais magra para viver sua primeira protagonista – a Diana, na novela Vitória, da Rede Record

Thais Melchior - plastica & beleza

Por Malu Bonetto
Styling Ana Hora
Make//Hair Adriana de Bossens
(assistente Sandra Brasil)
Fotos Rodrigo Lopes

Morena e dona de uma beleza clássica, a atriz Thaís Melchior, 23 anos, só tem motivos para comemorar. Além de estar 4 kg mais magra e com um corpo incrível, ela irá viver sua primeira protagonista, a Diana, uma joqueta – profissional que monta cavalos de corrida, na novela Vitória, da Rede Record. Quem hoje vê Thaís dominando a arte de interpretar não imagina que ela já foi bem tímida. “Sempre fui reservada, tanto que aos 13 anos fui fazer um curso de teatro para tentar vencer a timidez. Hoje acho que isso faz parte da minha personalidade, tanto que ainda sou tímida, mas consegui vencer boa parte e o que restou não me atrapalha”. Em entrevista exclusiva para a Plástica & Beleza, Thaís fala sobre sua carreira e quais os cuidados com a beleza. Confira!

 

Qual a responsabilidade de ser protagonista em uma novela exibida em horário nobre ?

Sei que a responsabilidade é grande, tenho me dedicado muito, afinal, é uma nova personagem, um novo desa o, uma nova história. Mas estou sendo muito bem-recebida pela equipe e sei que todos estão
jogando juntos.

 

Está se preparando para as críticas e os comentários que podem surgir?

Sim, é uma profissão de muita exposição, temos que estar preparados para todos os tipos de críticas e saber separar o que é válido, o que vai ser construtivo e o que não vai nos acrescentar em nada.

 

Diana será uma joqueta. Como foi o laboratório para construir a personagem?

Diana tem me apresentado um universo bem diferente do meu. Eu não sabia montar, mas como amo animais, não foi difícil criar intimidade com os cavalos. Também tive que fazer workshop de montaria por mais de um
mês, aprendi a posição esporte, que é a de competição, dei muito banho nos cavalos, escovei, alimentei, assisti vários filmes sobre esse universo, conversei com joquetas, enfim, um intensivão!

 

As gravações ainda estão no começo, mas como você definiria sua personagem?

Ela é uma mocinha nada convencional, tem personalidade forte e sabe o que quer. Vai tomar as rédeas dos negócios da família e, claro, tem uma relação de muita cumplicidade com a sua égua Vitória.

 

Você sempre foi magrinha. Por que precisou emagrecer para viver a Diana?

Como as joquetas são magras e de nidas, intensifiquei a musculação e  z uma dieta para secar um pouco. Parei de comer besteiras, troquei o carboidrato comum pelo integral, estou comendo mais grãos,  fibras e não  fico
tantas horas sem me alimentar. O resultado foram quatro quilos a menos em praticamente um mês.

 

Você não tinha uma alimentação balanceada?

Sempre me preocupei com minha alimentação. Desde pequena sou acostumada a comer legumes, verduras, frutas e sinto falta quando não como em alguma refeição.

 

Como mantém seus 50 kg em 1,61 m?

Agora que o ritmo das gravações está  cando mais intenso, não estou conseguindo malhar quase todos os dias, mas sempre que sobra um tempinho, eu vou para a academia, faço musculação, funcional e as aulas de montaria. Além disso, continuo cuidando da alimentação.

 

Você é daquelas mulheres vaidosas que não resiste a um creminho?

Sou vaidosa, adoro cremes e também não resisto à maquiagem, tanto que corretivo, blush e máscara para cílios não podem faltar no meu necessaire. Também procuro hidratar os cabelos pelo menos a cada 15 dias, passo
protetor solar diariamente e uso hidratante pós-banho.

 

E você é adepta de tratamentos estéticos? Já fez plástica?

Nunca  fiz plástica. Agora, quanto aos tratamentos estéticos, já  z massagem relaxante, drenagem linfática, peeling de cristal, mas nenhum deles com frequência.

 

thais-melchiorComo será o romance da Diana com o meio-irmão, Artur, vivido por Bruno Ferrari?

É uma situação muito delicada, não me imagino numa situação dessas, mas ela não sabia que eles eram irmãos e foi viver esse amor. Vamos esperar para ver como essa história vai terminar…

 

“Desde pequena sou acostumada a comer legumes, verduras, frutas e sinto falta
quando não como em alguma refeição”

 

Li na internet que no decorrer da trama ele ficará paraplégico. O romance irá continuar?

O paraplégico tem limitações, sim, mas nada que os impeça de viver, é questão de adaptação e força de vontade. Eu e o Bruno (Ferrari) estamos descobrindo a cada dia novas possibilidades, já  zemos até cena de dança. A cabeça é o comando de tudo, o sexo existe, o desejo e a vida continuam.

 

O que diria para quem ainda tem preconceito com esse tipo de relacionamento?

É uma grande ignorância ainda ter preconceito, as pessoas devem se informar mais antes de julgar.

 

Mas as polêmicas não param por aí. A Diana vai se envolver em um triângulo amoroso?

Tudo indica que sim, que haverá um outro personagem apaixonado pela Diana e vai disputar o amor dela com Artur. Mas acima de tudo ele é um grande amigo, e se vai realmente existir um triângulo amoroso eu ainda não sei.

 

O que a Thaís tem em comum com a Diana?

A determinação. Acho que tanto na profissão de joqueta como na de atriz, se não tivermos determinação não alcançamos o nosso objetivo.

 

Apesar da sua aparência de boa moça, também já interpretou uma vilã. Qual das duas você gosta mais de viver?

No caso da Cristal, protagonista da Malhação Conectados, em 2012, eu torci muito para virada dela por causa da história, foi um caminho incomum e desa ador para mim e para personagem. Gostei de poder usar e abusar do texto, dos improvisos, dos meus recursos como atriz, mas as mocinhas têm seu grande valor, ainda mais quando não são colocadas como ingênuas. Difícil escolher, depende do contexto da personagem.

 

Cristal era ligada à astrologia. E você?

Eu adoro, sempre gosto de saber o signo das pessoas mais próximas a mim. Às vezes, identifico sem a pessoa dizer, é uma troca de energias.

 

E participar, ano passado, do remake de Saramandaia foi um aprendizado?

Com certeza. Contracenei com grandes atores, com ídolos, profissionais que admiro. O mais bacana era observar como eles conduziam a cena, como se divertiam no trabalho, independentemente, de qualquer coisa.

 

Quem é Thaís no dia a dia?

Thaís é carioca, escorpiana, cheia de sonhos, companheira, tímida, teimosa, determinada e feliz.