Silicone nos seios x Cicatriz
7 de Abril de 2014
4kg em 7 dias com a dieta da pizza
16 de Maio de 2014
Mostrar Todos

Elam Lima – Haja Folego!

Interpretando o professor de Educação Física Fábio, na atual temporada de Malhação, o ator Elam Lima confessa que o personagem fez com que ele se preocupasse mais com o corpo
Por Malu Bonetto

elam-limaAos 30 anos, Elam pode ser visto de segunda a sexta-feira como o professor Fábio, em Malhação. “Ele é um cara do bem, a relação de dependência com o pai o deixa meio molecão, mas isso muda quando ele está no colégio.

Fábio foi um atleta que não deu certo e por isso traz uma certa frustração, que faz com que ele seja até rígido no treinamento do time”, define o ator ao confessar que tem em comum com o personagem o lado solar. “Ele é leve, descontraído, engraçado, dedicado no trabalho, organizado. Se bem que nesse quesito ele é até demais, e também temos em comum o gosto pelo esporte”.

Sim, o esporte sempre esteve presente na vida do ator. “Quando criança, fiz natação por causa da bronquite asmática. Me livrei das bombinhas, inalações e passei a não viver mais sem esporte, tanto que já fi z judô, escolinha de futebol, capoeira, fui capitão do time de vôlei da minha cidade, fiz tecido, esgrima e comecei faz pouco tempo kitesurf e dou umas desequilibradas no stand-up às vezes”, conta.
Apesar de sempre exibir um corpo bacana, Elam optou por um visual mais definido e magro como Fábio. “Perdi 5 kg em dois meses, entre músculo e gordura, procurei ficar com o corpo mais parecido com o de um jogador de vôlei, que é o esporte principal da história do Fábio”. Tanta dedicação resultou em 74 kg muito bem distribuídos em 1,75 m de altura.

Apesar de não ter muitos cuidados com a alimentação, para emagrecer ele adquiriu alguns hábitos que procura manter, como comer a cada três horas, no máximo. Brinco que pode ser um pão de queijo, mas não posso deixar de comer algo. Também não como muito carboidrato depois das 19 h, tomo bastante água, como bastante salada com uma proteína antes do carboidrato, tanto no almoço quanto no jantar, e diminuir ao máximo açúcar e sal é essencial.”