manchas
Rosto livre de manchas
11 de maio de 2016
cabelo
Receitas para fios lindos
13 de maio de 2016
Mostrar Todos

Malhar em jejum? Nada disso!

fitness

Se você pertence ao grupo que acha que vale a pena praticar atividade física sem antes tomar um belo café da manhã, cuidado! Confira a verdade sobre essa prática tão comum entre as pessoas que buscam um rápido emagrecimento

Por Malu Bonetto

Algumas pessoas acham que treinar em jejum emagrece mais do que fazer uma refeição leve. Por isso, pedimos ao profissional de educação física Célio Augusto Rodrigues, da Rede Just Fit Academias (SP), que esclarecesse algumas dúvidas a esse respeito. Confira!

malhacao

Para garantir um bom rendimento no treino, nada de ficar em jejum

Treinar em jejum realmente queima gordura mais rapidamente?
Não há um consenso, mesmo porque alguns estudos apontam benefícios e outros malefícios. Há trabalhos científicos que a não oferta de energia ao organismo favoreceria a quebra de gordura do tecido adiposo para oferta de energia durante a atividade. Porém outros autores demonstram que o jejum libera hormônios que diminuem a capacidade de quebra de gordura do organismo. Além disso, eleva o hormônio cortisol, que é responsável pela quebra de massa muscular.

Ao treinar de estômago vazio é possível queimar mais músculos do que gordura estocada em nosso corpo?
Sim, durante a atividade física nosso corpo precisa de nutrientes para contração muscular. Então se não nos alimentamos corretamente, ocorre a quebra do tecido muscular e adiposo para que sejam transformados em energia, porém o organismo é mais eficiente em retirar essa energia do músculo, o que acarreta também perda de massa muscular. Sabe-se ainda que quanto menos massa muscular, mais lento torna-se o metabolismo.

Fazer exercícios sem se alimentar pode levar a pessoa a sentir mais fome depois?
Sim, pois durante o jejum ocorre o aumento do hormônio chamado cortisol que afeta os neurotransmissores cerebrais aumentando a sensação de fome. Além disso, o rendimento da pessoa diminui principalmente em exercícios mais intensos, pode haver tonturas, desmaios, queda da pressão, visão turva e hipoglicemia.

Comer antes do exercício traz mais vantagens do que não comer?
Sim, um indivíduo bem alimentado desempenha melhor suas funções durante o treino, e um treino bem desenvolvido traz melhores resultados.

Quais os alimentos ideais para comer antes do treino?
O carboidrato é o principal alimento responsável pelo fornecimento de energia durante o treino, porém o tempo de refeição pré treino influencia no tipo de carboidrato a ser consumido. Por exemplo, entre uma hora e uma hora e meia antes do treino, devemos optar por carboidratos de baixo índice glicêmico, como: batata doce, pão integral, fruta com aveia, mandioca. Se optar por comer 30 minutos antes do treino é interessante optar por carboidratos que fornecem energia imediata, como: suco de frutas naturais, pão branco, fruta com mel e tapioca. No entanto, procure sempre um nutricionista para adequar os nutrientes de acordo com suas necessidades e objetivos.