Pernas e bumbum em forma!
23 de junho de 2016
Cremes diurnos e noturnos: necessidades da pele!
24 de junho de 2016
Mostrar Todos

Grávida fitness

Apesar de muitas críticas quando o assunto é a malhação durante a gravidez, saiba que é muito importante a prática de exercícios ao longo da gestação. Descubra o por que!

imagem_release_669916

A personal Roberta Gabriel com a repórter Fernanda Gentil

Muitas futuras mamães aproveitam a gravidez para se libertarem das dietas e exagerarem no consumo das mais diferentes comidas. As mudanças pelas quais o corpo da mulher passa durante a gestação, e o aumento considerável da produção hormonal são sim motivos suficientes para uma fatia a mais de bolo de chocolate e desejos estranhos que enlouquecem a vida dos maridos. Porém, também é importante saber balancear essas vontades com práticas e dietas saudáveis, para assegurar uma gestação livre de problemas para a mãe e o bebê.

A personal gestante Roberta Gabriel, consultora do quadro “Mamãe Gentil” exibido pela TV Globo com a repórter Fernanda Gentil, que acompanha a gestação de famosas como Tainá Muller e Manuela Duarte , conta que, embora de forma limitada, as mulheres podem e devem praticar exercícios físicos durante a gravidez. “Qualquer exercício é válido para a gestante desde que orientado por um profissional especializado, que entenda quais são as reais necessidades e limitações de cada trimestre de gestação. Gravidez não é doença. Com acompanhamento médico e de um educador físico especializado, a gestante pode, sim, ter uma qualidade de vida muito melhor.”

Diferente do que muita gente pode pensar, os exercícios durante a gravidez estão longe de serem somente uma adaptação de exercícios regulares com uma carga reduzida. As grávidas precisam de muita atenção à área lombar, que fica sobrecarregada pelo peso da barriga, ao abdômen e ao assoalho pélvico, para garantir uma maior elasticidade em casos de partos naturais. “O personal gestante é um educador físico especializado em planejamento de exercícios para gestantes e puérperas, que são as mulheres que deram à luz há pouco tempo. A verdade é que as pessoas têm medo de mulher grávida, por conta dos problemas que podem acontecer no meio do caminho. Por isso é legal ter alguém por perto que seja dedicado ao assunto”, completa Roberta Gabriel.

imagem_release_669913

Fernanda mantendo o corpo ativo durante a gestação

Além dos benefícios do controle de peso da gestante e do aumento do tônus muscular das áreas afetadas pela gravidez, os exercícios físicos contribuem diretamente para o desenvolvimento do feto através do aumento da oxigenação e fluxo sanguíneo – que ajudam na melhor formação dos órgãos do bebê -, e diminuem as chances de obesidade e diabetes durante o crescimento da criança.

Manter o corpo ativo durante a gravidez diminui inchaços, controla o surgimento de doenças gestacionais como a diabetes e a hipertensão; melhora a qualidade do sono, aumentando a sensação de bem-estar, principalmente nos últimos meses em que o desconforto é maior; e ajuda na diminuição do descontrole hormonal, com a liberação das endorfinas no corpo – hormônios analgésicos responsáveis pelo alívio das dores e a sensações de prazer e tranquilidade.

Os exercícios aprovados pelos médicos para as gestantes incluem: hidroginástica, pela ausência de impacto; yoga e pilates, que focam na postura, muito importante nesse período; musculação, com carga e intensidade moderadas, e exercícios escolhidos com muito cuidado e adaptados à necessidade da gravidez; e a corrida, se já for antes praticada pela mãe.

Mas atenção, mamães! Cuidado redobrado às articulações, à respiração e à frequência cardíaca – que não deve ultrapassar 140 batimentos por minuto!