Hamburger de Feijão
Amigo da saúde
8 de maio de 2013
Pincéis da Make Up For Ever no Brasil!
9 de maio de 2013
Mostrar Todos

Seios grandes demais prejudicam o bem-estar

 

Por
Arnaldo Flavio Korn

 

Nos tempos atuais em que se diz muito sobre silicone, e com várias mulheres querendo colocá-lo para aumentar os seios, é difícil ver a situação inversa. Mas ela existe, e para muitas não é apenas uma questão estética, e sim de prevenção de doenças. Por isso existe a Mamaplastia Redutora, que nada mais é do que a redução das mamas.

Após a puberdade, os seios se tornam rígidos devido à quantidade de glândulas, que diminuem consideravelmente ao longo do tempo. Unidos ao aumento da gordura e à tendência à ptose (queda da mama), causam desconforto estético e corporal. “As mamas muito volumosas e pesadas chegam até a causar dores nas costas e no pescoço de algumas mulheres, podendo causar também má postura pelo excesso de volume.”, afirma Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica.

Mulheres com seios grandes também podem sofrer dores na cabeça e nos ombros, além de, em alguns casos, correrem o risco de desenvolver o câncer de mama, mais propenso nesse tipo de situação. Outras se sentem muito envergonhadas e têm a impressão de que eles apenas atrapalham suas atividades diárias. Vestir sutiã, top e camiseta largos pode ser esses “sintomas”.

A Mamaplastia Redutora envolve retirada do excesso de tecido, moldagem e elevação das mamas. As técnicas e incisões são variadas e por isso devem ser discutidas com o médico responsável. As mais comuns são periareolar vertical, em L ou T invertido. O tempo médio da cirurgia pode variar entre duas e quatro horas e a internação é de 12 horas, com alta no mesmo dia (dependendo da conduta de cada profissional médico).

As atividades normais podem ser retomadas após 30 dias da cirurgia plástica e as cicatrizes não aparecerão usando sutiã, biquíni ou maiô. “Caso a paciente engordar muito ou engravidar, os seios podem aumentar de volume novamente. Por isso é necessário pensar muito e discutir sobre os objetivos.”, conclui Korn.

Mulheres que desejam fazer a Mamaplastia Redutora e acabar de vez com as dores e os incômodos gerais causados por excesso de peso nessa região, e que não tem condições de pagar uma cirurgia, poderão recorrer ao Centro Nacional – Cirurgia Plástica, que funciona como intermediador financeiro entre médico e paciente e demais fornecedores do serviço cirúrgico, facilitando assim a operação. Para saber mais acesse www.plasticaparcelada.com.br
Assessoria Administrativa – Cirurgia Plástica

São Paulo – SP  11 3231-5757 | Curitiba – PR 41 3079-0404 | Niterói – RJ 21 2710-0621

www.centronacional.com.br