Você já ouviu falar em BB Cream?
24 de janeiro de 2013
Goji Berry: a frutinha da felicidade
29 de janeiro de 2013
Mostrar Todos

No ritmo da folia

Por Andressa D’Amato

Carnaval, época de dançar, curtir as festas e se esbaldar. Mas, se o folião não estiver preparado, o coração poderá sofrer neste período. “Sempre que falamos em ganhar fôlego ou resistência estamos falando de condicionamento cardiorrespiratório, ou seja, fortalecimento do coração”, explica Monica Valladão, treinadora da Body Systems Latin America (SP). De acordo com a profissional, caminhadas de meia hora alternando a velocidade do passo, trocar o elevador pela escada, diminuir a ingestão de gorduras e aumentar as fibras ajudam a ganhar mais disposição.

Atenção redobrada aos sedentários e aqueles que estão acima do peso, já que são pessoas com baixa capacidade muscular, cardíaca e motora, e que devem realizar exercícios de baixa intensidade e sempre de forma intercalada, o que garante fácil adaptação e maior perda calórica. “O grande problema causador dessas lesões nem sempre é a sobrecarga física, mas sim a falta do hábito”, detalha.

Já aqueles que já praticam atividade física, vale incorporar no treino exercícios e situações semelhantes encontradas na avenida e nos blocos de rua, como exercícios que fiquem na ponta dos pés e trabalhem a panturrilha.

Carnaval na balança

• Seguir um bloco = 500 calorias (1 hora);
• Dançar em um baile = 360 calorias (1 hora);
• Sambar na avenida = 400 calorias (1 hora);
• Pular micareta = 900 calorias (1 hora).

Aos sedentários

1. Caminhadas de 30 a 45 minutos, mantendo frequência cardíaca com a sensação de estar um pouco ofegante, (o que equivaleria a 80% da capacidade respiratória, na percepção subjetiva de esforço);
2. Step: subir e descer de um degrau (baixo) 15 vezes iniciando com a perna direita, 15 vezes iniciando com a pena esquerda. Fazer 3 séries alternando as pernas;
3. Apoiar a ponta dos dois pés no degrau, deixando os calcanhares de fora. Empurrar os calcanhares para o chão alongando a batata da perna;
4. Apoiar a ponta do pé no chão e fazer movimentos circulares durante 30 segundos (repetir 3 vezes em cada tornozelo).

Para quem já pratica atividade física

1. Corrida com estímulos moderado e forte, com FC de 85% a 90% nos picos e recuperação em 70% (sensação de esforço bem ofegante no esforço);
2. Inserir no treino de musculação exercícios de treinamento funcional que tenham como objetivo equilíbrio (ponta dos pés), fortalecimento da cadeia posterior (posterior de coxa, glúteos, lombar e costas);
3. Exercícios para panturrilhas e coxas (agachamentos são bem indicados), com séries de 15 repetições em 3 a 4 séries;
4. Aproveitar as aulas na academia de ritmos, que vão trazer mais ritmo musical e integração.

Serviço
www.bodysystems.com.br