sou-fa-de-crianca
Speciallità faz parceria com o GRAACC
15 de maio de 2012
img-destaque-sua-pele-pede-ar
Sua pele pede ar
15 de maio de 2012
Mostrar Todos

Tirar a cutícula faz bem?

unhas-2

Apesar de não ser indicado, o hábito  já se tornou um costume cultural e é bem comum 

foto reprodução

A cutícula é uma parte da pele que tem a função específica de proteger a base da unha. Ela ajuda a impedir a entrada de bactérias, vírus e fungos além de preservar o formato e a qualidade da unha. Devido a esta função protetora, a cutícula não deveria ser retirada. “Quando retirada, principalmente se em excesso, a pele fica muito fina, podendo se machucar e levar a inflamação ou infecção local. Nos casos em que são utilizados materiais não esterilizados há ainda o risco de contaminação, inclusive de hepatite. Traumas na retirada também podem deixar a unha com depressões e manchas brancas”, avisa a dermatologista Isabella Chaves Buainain, da Clínica de Especialidades Integrada (SP). Este hábito, entretanto, já se tornou um costume cultural e é bem comum em nosso meio. Considerando que muitas mulheres não aceitam manter essa pele íntegra, nos casos em que a cutícula for muito ressecada, em quantidade excessiva e incomodar a pessoa, vale retirar de forma moderada e sem traumatizar. “Mas é importante lembrar que os instrumentos utilizados devem estar esterilizados e serem abertos na frente da cliente”, comenta.