Implante de silicone: a cirurgia que aumenta os seios e eleva a confiança da mulher
26 de setembro de 2017
Aeróbico ou musculação? Saiba qual atividade é mais eficiente para mudar o seu corpo
3 de outubro de 2017
Mostrar Todos

Unhas fracas? Descubra como acabar com esse pesadelo

Que mulher nunca ficou desesperada quando a unha lascou ou quebrou a caminho de um compromisso? Confira a seguir como tornar as garras mais fortes e evite passar por esse tipo de problema

 

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, 20% da população mundial sofre com a quebra ou a descamação das unhas, problema que pode ser consequência de fatores locais (microtraumatismos repetidos por uso de produtos químicos ou cosméticos), sintoma de afecções dermatológica (psoríase e onicomicose) ou por causa sistêmica (anemia e carências vitamínicas).

O problema, com incidência maior em mulheres, vai além de um incômodo estético, já que a fragilidade pode representar desconforto e até dor. Tanto que, um estudo realizado pela George Washington University School of Medicine, Faculdade de Medicina dos Estados Unidos, constatou que o dano às unhas por causa da produção deficiente de substância de cimento intercelular (que contribui para a solidez das unhas) tem geralmente causas traumáticas, vasculares ou físicas, mas também pode estar relacionado a doenças sistêmicas, deficiências nutricionais, distúrbios endócrinos ou metabólicos e condições dermatológicas. A farmacêutica Luisa Saldanha, diretora técnica da Pharmapele, acrescenta que, quando as unhas ficam mais finas, elas descamam com facilidade, têm aspecto poroso e muitas vezes apresentam manchas e irregularidades, além de ficarem mais vulneráveis ao ataque de fungos.

No caso das deficiências nutricionais, carências vitamínicas (B6, A, C, E, biotina), de oligoelementos (ferro, zinco, selênio) e aminoácidos (cistina, arginina, ácido glutâmico) estão entre os fatores gerais do problema nas unhas. Para resolver esse problema, ela diz que é necessário consultar um dermatologista para tratar os efeitos e a causa do problema e, se possível, evitar uso excessivo de produtos químicos e removedores de esmalte. “A carência nutricional deve ser combatida com a busca de formulações orais, na farmácia de manipulação, com silício, Vitamina A, Vitaminas do Complexo B (B1, B5, B7, B10), Cisteína, Metionina, Ferro e Zinco, todos ingredientes importantes para dar firmeza às unhas”, afirma.

Produtos tópicos apresentam efeito mais rápido no tratamento das unhas frágeis. “Dê preferência às bases e séruns fortificantes e que fazem uso da nanotecnologia em seus ativos, pois isso garante maior penetração na unha”, afirma. Com relação aos ativos, Silício, vitamina E, Pantenol, nanocomplexo de queratina hidrolisada, arginina e óleo de melaleuca conseguem promover resistência, elasticidade e formar uma barreira natural para garantir brilho, proteção e aspecto saudável. Já os óleos essenciais nanoencapsulados de capim-limão, melaleuca e cravo são capazes de reparar, nutrir intensamente e desacelerar o crescimento das cutículas — que devem estar hidratadas e íntegras para evitar a entrada de fungos e bactérias.