Novos tratamentos apresentados durante a Feira Estétika
8 de agosto de 2017
Foco na barriga
11 de agosto de 2017
Mostrar Todos

Segure esse fio

Basta ver um chumaço de cabelo no ralo, após banho, para você se desesperar? Calma! Não é porque alguns fios caem da cabeça que você sofre de alopecia. A queda capilar pode ser causada por algumas atitudes que você nem imagina… 

Por: Malu Bonetto

Madeixas lindas, brilhantes e sedosas. Para deixá-las as-sim, a maior parte das mulheres recorre às chapinhas, secadores, tinturas e outros “truques” que, quando em excesso, podem provocar a queda dos fios. Uma pessoa perde, por dia, 120 fios de cabelo dos, aproximadamente, 150.000 que tem. O ciclo de vida de um fio é dividido em três fases: anágena, catágena e telógena. A primeira corresponde ao crescimento ativo e dura de três a seis anos – por mês, o fio cresce, em média, 1,2 centímetro. Já a segunda, que é quando o cabelo para de crescer, pode levar até dois anos. A última etapa, de cerca de três meses, se refere ao período em que o fio está velho e fraco, o que resulta na sua queda e no crescimento de outro em seu lugar. Esse processo é alterado quando a pessoa sofre, por exemplo, alterações hormonais, crises de estresse ou abusa dos tratamentos químicos. Veja como cada uma dessas situações interfere na saúde do seu cabelo:

Oscilação hormonal

Você já reparou que as madeixas das gestantes estão sempre lindas?
Isto ocorre porque com o aumento de hormônios femininos e outras alterações hormonais fisiológicas comuns na gestação os fios ganham um “efeito protetor” natural que evita a queda e transmite a sensação de cabelos mais fortes e viçosos. Mas, durante a amamentação, os fios que não caíram durante os noves meses, começam a cair, já que a produção dos hormônios volta à normalidade.

Operação salva-fios: se a situação não normalizar naturalmente, é indicado procurar um dermatologista, para realizar exames e investigar as causas que estejam agravando o problema, como deficiência de vitaminas, ferro e proteínas. Além disso, podem ser realizados tratamentos de estímulo capilar, como peeling capilar e massagens estimuladoras. Entre as novas tecnologias, o laser de baixa potência apresenta bons resultados.

Excesso de químicas, secador e chapinha

Algumas químicas acabam deixando o cabelo ressecado e quebradiço porque interferem diretamente na haste capilar, fragilizando-a e permitindo que se partam. Daí a importância de fazer o teste da mecha para verificar a elasticidade do fio antes de submeter toda a sua cabeleira à técnica. Já o calor do secador pode queimar o couro cabeludo e roubar água do interior do fio, deixando-o ressecado e suscetível à quebra.

Operação salva-fios: a melhor opção para recuperar a beleza dos fios é dar um tempo nos procedimentos químicos, mas nem sempre as mulheres estão dispostas a abrir mão deles. Nesses casos, assegurar-se de que o couro cabeludo está limpo é essencial, por isso, opte por um xampu com propriedades detox. Além disso, não use mais de uma química simultaneamente sobre os fios, como, por exemplo, amônia e hidróxido de sódio. “Sem falar que o excesso de produtos cosméticos, tais como gel e cremes para pentear, produtos com pH ácido e muito hidratante, quando usados constantemente, acabam deixando resíduos nos poros do couro cabeludo e diminuem sua imunidade”, diz a técnica em tricologia Sônia Mesquita, do Espaço Sônia Mesquita (SP).

Estresse

Quando estamos estressados, o nível do hormônio cortisol aumenta e inibe o crescimento dos fios. “Além disso, quando estamos em uma situação de desequilíbrio emocional, nosso corpo para de mandar nutrientes para o crescimento capilar a fim de se defender desse desequilíbrio”, diz a especialista em tratamentos capilares naturais Renata Souza, do SpaDios (SP). A oxidação do couro cabeludo também é prejudicada em períodos de estresse, o que atrapalha o desenvolvimento dos fios.

Operação salva-fios: exercícios físicos, bom equilíbrio emocional, boa conduta, geram noradrenalina e adrenalina, que favorecem a circulação e, consequentemente, a nutrição e a absorção de elementos ativos ao fio e bulbo, que podem reverter esse quadro. Quando isso não é suficiente, são indicadas técnicas que estimulam o crescimento dos fios, como o laser a frio e a luz de quartzo e, claro, reposição de vitaminas e nutrientes.

Uso excessivo de alongamento capilar

Assim que colocado, o alongamento capilar dá um efeito de volume e movimento lindo. O problema começa ao ser retirado, devido à força utilizada na hora de remover as extensões – alguns fios podem quebrar ou serem arrancados. Sem contar que os fios enfraquecidos, com a remoção do alongamento, deixam o comprimento com uma aparência rala.

Operação salva-fios: o essencial, claro, é deixar os fios se recuperarem após a remoção do alongamento, com muita hidratação. Outra dica é ingerir fontes de proteínas, zinco e ferro para estimular o crescimento capilar. Recorrer a técnicas que estimulam o crescimento dos fios, como laser a firo e luz de quartzo é uma ótima opção para recuperar as madeixas.

Aposte nestes truques

Enquanto você não recupera os fios, que tal usar e abusar dos lenços e turbantes que estão na moda e conferem um colorido a mais para o visual? Mas, se você faz a linha mais clássica e não quer ficar refém desses acessórios, pode recorrer às próteses capilares. Elas podem ser inteiras (conhecida como perucas) ou parciais, confeccionadas com fios sintéticos ou naturais, que serão fixados em uma tela simples ou micropele (película fina e transparente, normalmente feita de silicone ou poliuretano), que será aderida à cabeça da pessoa ou colocadas com uma presilha estilo tic tac na parte interna. “Não recomendo que as próteses sejam coladas e adesivadas, principalmente nesses casos de tratamento do couro cabeludo, para não prejudicá-lo mais ainda e até causar a reestruturação do fio”, diz Cleicy Gomez, do Perucas Hi Fi (SP). Se o caso for queda parcial, a prótese mais indicada é a de fios naturais, para ter a aparência o mais próximo possível dos que restam. Já nas próteses inteiras, as opções de fio são inúmera, para que a naturalidade seja grande.

Be-a-bá das técnicas

Confira abaixo como funcionam os principais tratamentos que recuperam a saúde dos seus fios

LASER A FRIO
A aplicação do laser estimula o colágeno da pele do couro ativa a circulação sanguínea e auxilia na multiplicação das células, o que resulta no aumento do crescimento e no fortalecimento dos fios.

LUZ DE QUARTZO
Por meio da sucção do couro cabeludo, aumenta a irrigação do bulbo, estimula o desenvolvimento capilar, diminuindo a queda capilar, o excesso da oleosidade e a seborreia e amenizando falhas.

BOMBA DE VITAMINAS
Feito a partir de um complexo vitamínico com extratos naturais de ervas, livre de ácidos ou sais que reestruturam as fibras, fortalece e remove a oleosidade, promovendo brilho, maciez e crescimento.

NUTRICOSMÉTICOS
Deve-se procurar indicação médica para saber qual nutricosmético é indicado para cada caso, mesmo porque há contraindicações como alergias aos componentes e problemas hepáticos, uma vez que é o rim que metaboliza essas substâncias. Dois ingredientes que estimulam o crescimento capilar e estão presente em nutricosméticos são a biotina, para deixar os fios mais fortes; e o zinco, que é utilizado no tratamento de excesso e oleosidade.

MÉTODO RECUPERADOR CAPILAR
A terapia consiste, primeiramente, em uma avaliação em que serão determinadas as causas da alopecia e, assim, personalizar o tratamento, visando obter o melhor resultado no menor prazo possível. Depois vem as quatro etapas: assepsia simples, emoliência, terapia completa e micropuntura. Na primeira, realiza-se a remoção das placas de sebo e das sujeiras acumuladas no couro cabeludo através de gás de ozônio e, na segunda, ocorre a aplicação de produto higienizante e endermologia para eliminar de toxinas e reforçar a musculatura dos folículos. Já na terceira etapa, é feito o peelling com grânulos que removem as células mortas, promovendo renovação celular. “Por fim, aplica-se, na quarta etapa, o creme emoliente e inicia-se o processo de rasqueagem, onde os fios, serão lavados com xampu especiais, e, dependendo da necessidade do cliente, será aplicada uma máscara de argila ou um blend de algas, que possuem propriedades altamente nutritivas e estimulantes de colágeno e elastina, agregando massa capilar, aos fios, que se tornam brilhantes, fortes e encorpados”, explica a técnica em tricologia Sônia Mesquita. Após novo tempo de pausa, os cabelos são lavados novamente e condicionados, para aplicar loções funcionais e orgânicas que ativam o metabolismo das células, germinando novos fios e aumentando o crescimento dos fios já existentes.