Sorriso implantado no rosto
20 de outubro de 2016
DETOX na cabeça
20 de outubro de 2016
Mostrar Todos

O poder dos ácidos

Eles ajudam no tratamento de espinhas, rugas, linhas de expressão, acne e manchas, já que removem as células mortas, estimulando a produção de novas e auxiliando no rejuvenescimento facial. Confira a seguir quais os ácidos mais utilizados no universo da beleza e a indicação de cada um deles.

Por: Malu Bonetto

Ácido Ascórbico

Encontrado em frutas ácidas, nada mais é do que a famosa vitamina C. Poderoso antioxidante, além de frear a ação dos radicais livres, estimula a formação de colágeno e protege a pele dos efeitos do sol, ao mesmo tempo em que uniformiza seu tom e melhora sua textura. Raramente causa irritação, mas a dermatologista Claudia Marçal (SP) explica que para minimizar o risco é recomendado dar preferência às fórmulas que visam manter a estabilidade da vitamina, já que o composto é quimicamente instável e perde rapidamente suas propriedades em contato com a luz, o oxigênio e o calor.

Ácido Azelaico

Derivado do trigo, centeio e cevada, tem função clareadora e seborreguladora. Pode ser usado no trato da acne e também da rosácea. Ele inibe a tirosinase (enzima responsável pela estimulação e produção da melanina), então consegue prevenir a formação do melasma ou clareá-lo. Também ajuda a diminuir os cravos, limpa os poros, faz a ruptura dos microcômedos, tem ação antibactericida (inibindo a bactéria que coloniza lesões inflamadas da acne) ou antimicrobiana, tem efeito anti-inflamatório, secativo e ainda clareia manchas e marcas de acne.

acido1Ácido Retinoico

Derivado da vitamina A, tem a finalidade de melhorar o turn over celular, fazendo com que as células cheguem mais jovens, mais oxigenadas e melhor nutridas à superfície da pele. “Pode ser utilizado com alguns ativos clareadores, com uma série de outros antioxidantes enfim, a formulação pode ser rica e pode ser utilizada
junto com fatores de crescimento e depende, na verdade, do que estamos buscando, se é um tratamento de pele envelhecida naturalmente, uma pele fotoenvelhecida e com manchas, e até mesmo num tratamento de uma acne microcomedolítica inflamatória, em que ele tem um papel fundamental na ruptura desses microcomedões, no processo de higienização dessa pele, na retirada dessas impurezas dos ductos de saída da pele. É um produto que também é utilizado no tratamento de acne em pacientes jovens, só que em veículos mais leves, em concentrações diferenciadas”, explica a Dra.Claudia Marçal.

Ácido Ferúlico

Encontrado nas folhas e sementes de muitas plantas, especialmente farelo de milho e arroz, fornece hidrogênio para a neutralização dos radicais livres, suavizando rugas e linhas de expressão. Também é indicado como hidratante e no tratamento coadjuvante ao clareamento de manchas, pois inibe a formação de melanina, mas uma característica muito importante é que ele tem a capacidade de estabilizar em até 90% a vitamina C pura.

Ácido Mandélico

Derivado de amêndoas amargas, é encontrado em dermocosméticos, também pode ser preparado em formulações manipuladas e, mais raramente, utilizado para realização de peeling químico em consultório. Sua principal ação é despigmentante, especialmente no tratamento do melasma. “Também atua na prevenção do envelhecimento cutâneo, auxilia o controle da oleosidade e manchas. É um ácido bem versátil e bom para uso corporal”, esclarece o dermatologista Jardis Volpe. Quando usado como anti-idade, o tratamento deve ser mantido por meses ou até anos para as rugas e marcas de expressão desaparecerem gradualmente.

Ácido Hialurônico

Um dos mais usados na estética, esse ácido está naturalmente no corpo humano e diminui com o passar dos anos. Pode ser adquirido por biotecnologia (através da fermentação bacteriana) ou ser proveniente de origem animal (vindo da crista do galo). “Nos cosméticos, sua principal ação é hidratante e anti-idade já que age atraindo moléculas de água para perto dele”, diz a farmacêutica Mika Yamaguchi, diretora científica da Biotec Dermocosméticos (SP). No caso do preenchimento facial, o ácido hialurônico completa o espaço entre as células e, em função da sua capacidade de atrair água para o local em que foi aplicado, ele melhora não só as rugas como também a hidratação da pele.

Ácido Salicílico

Derivado natural do sabugueiro, é um beta-hidroxiácido e tem uma ação importante no controle da acne. “Pode ser usado também na dermatite seborreica – o que faz um controle muito bom quando aplicado na forma de cremes, xampus e na forma de loções. Pode ser utilizado em sabonetes ou loções adstringentes, para remoção das impurezas e para controle do extrato córneo, que é a espessura da pele e para fazer uma higienização mais profunda. E também para ter uma ação comedolítica, que é na verdade a abertura ou a ruptura dos cravos, para a saída das lesões da face”, afirma Dra. Claudia Marçal. Já o dermatologista Jardis Volpe acrescenta que sua ação antiacne se dá pela alta penetração na glândula sebácea. Mas é importante salientar que, como o ácido salicílico afina a pele, torna-a mais suscetível aos danos causados pela radiação ultravioleta por isso, recomenda-se usar protetor solar de no mínimo 30 e evitar exposição ao sol.

Ácido Maslínico

Substância derivada da moagem de azeitonas, é um poderoso antioxidante com ação anti-inflamatória considerável, atua contra o envelhecimento cutâneo, melhora hidratação, é regenerador, estimula o
turn-over e crescimento de fibroblastos e queratinócitos. Também tem ação anti-inflamatória considerável, reduzindo a vermelhidão de peles irritadas, principalmente após exposição solar e outros agressores ambientais. A substância age diretamente sobre a hidratação e aparência da pele, deixando-a mais macia e radiante.

Ácido Glicólico

Derivado da cana-de-açúcar e de vegetais doces, tem ação hidratante em até 4%, acima disso atua como exfoliante, renovando as células. “Ele quebra e diminui a adesão entre os corneócitos, células que mantêm a coesão e aderência do extrato córneo às suas células. Com essa quebra, ele abre pontes para que haja penetração de tudo o que está com ele. Também favorece o processo de renovação, sendo um estimulador da neocolagênese, principalmente colágeno do tipo 1 e do tipo 3”, comenta a dermatologista Claudia Marçal. Esse ácido tem indicação para rejuvenescimento e acne.