Clima de inverno
23 de maio de 2018
Bumbum, paixão nacional
23 de maio de 2018
Mostrar Todos

O fim da linha

Esbranquiçadas ou avermelhadas, as estrias incomodam a maioria das mulheres. A boa notícia é que existe, sim, solução para amenizar bastante essas linhas que se instalam, geralmente, nos seios, bumbum e coxas. Confira quais os tratamentos estéticos mais eficazes do momento.

Por: Malu Bonetto

Uma das coisas que mais atormentam boa parte da ala feminina são as estrias, que aparecem quando as fibras de sustentação da pele (elásticas e colágenas) se rompem, seja pelo excessivo aumento de peso, crescimento rápido, gravidez ou por causa do uso de medicamentos que reduzem a síntese de colágeno, como, por exemplo, os corticoide, e pela predisposição genética. Normalmente, elas aparecem abaixo das mamas, na região dos glúteos e quadris e nas pernas. As estrias surgem avermelhadas e com o passar do tempo tornam-se esbranquiçadas. “As estrias são vermelhas por conta do processo inflamatório resultante do rompimento das fibras, com o passar do tempo, elas cicatrizam e tornam-se brancas, mas claro que esse processo varia de acordo com o fototipo e a cicatrização de cada indivíduo, ou seja, quanto antes começar o tratamento, melhor o resultado, podendo até eliminá-las de vez”, diz a fisioterapeuta dermatofuncional Marcela Rodrigues (ES). Mas é importante ressaltar que só o tratamento clínico não faz milagre, então, lembre-se de manter uma alimentação balanceada, uma rotina de exercícios físicos e de aplicar cremes que mantenham a região super-hidratada e que estimulam a produção do colágeno. Confira os tratamentos mais modernos para amenizar as estrias:

Ares

Indicação: Estrias vermelhas e esbranquiçadas

Como funciona: Fabricado pela Ibramed, o equipamento associa a carboxiterapia com a Corrente High Volt. Por meio do efeito mecânico do gás carbônico medicinal e do processo inflamatório promovido pelo trauma, a carboxiterapia estimula a produção de colágeno e elastina para reparar a estria. Para potencializar o tratamento e gerar resultados mais rápidos e efetivos, o Ares  possibilita associação da corrente High Volt durante o tratamento. Ela aumenta o processo inflamatório, estimulando ainda mais os fibroblastos a produzirem colágeno e elastina para preencher o tecido”, explica a fisioterapeuta dermatofuncional Aline Caniçais.

Nº de sessões: De quatro a oito, que devem ser realizadas uma vez por semana ou a cada dez dias.

Resultado: A partir da terceira sessão, nota-se a diminuição das estrias em sua profundidade e largura, assim como a tonalidade da pele.


Pluria

Indicação: Estrias vermelhas e esbranquiçadas

Como funciona: Através da carboxiterapia, há a aplicação de gás carbônico por meio de infusão tecidual com pressão controlada. “O fluxo e o volume do gás descolam o leito da estria, promovendo vasodilatação, neoformação vascular e aumento da produção de colágeno e elastina”, diz a fisioterapeuta Patricia Lopez, consultora científica da HTM , empresa fabricante do aparelho.

Nº de sessões: Dez, com intervalo de 72 horas entre elas. Depois de 30 dias de término do tratamento, deve-se realizar mais dez sessões.

Resultado: Após as dez sessões iniciais, nota-se uma redução do comprimento, largura e a depressão característica da estria.


New Skin

Indicação: Estrias vermelhas e esbranquiçadas

Como funciona: Fabricado pela MMO Optics, o aparelho utiliza a tecnologia de eletrocautério que, “através de uma descarga elétrica, estimula a microcirculação e a ativação da renovação pelo processo inflamatório, trazendo de volta a ativação do reparo e o reposicionamento das fibras rompidas”, diz a esteticista Cecilia Manoel, consultora científica da empresa.

Nº de sessões: De dez a 20 sessões, com intervalo de 15 a 21 dias entre elas.

Resultado: Já na primeira sessão, nota-se a melhora de 30% a 90% na aparência das estrias.


Endosux

Indicação: Estrias vermelhas e esbranquiçadas

Como funciona: “O aparelho alia a vacuoterapia e os benefícios do cosmético ortomolecular, ou seja, o massageamento a vácuo ativa a circulação e o metabolismo local enquanto o cosmético, com ativos de maior poder de penetração na pele, produz efeito regenerativo das fibras de colágeno e melhora da flacidez e, consequentemente, das estrias”, explica Décio Geraldo Minalle, diretor técnico da DGM, empresa que fabrica o equipamento.

Nº de sessões: De uma a três sessões, que devem ser realizadas a cada 20 ou 30 dias.

Resultado: 15 dias após a primeira aplicação, nota-se a estria menos aparente.


Axcel Criofrequência

Indicação: Estrias vermelhas e esbranquiçadas

Como funciona: O aparelho distribuído pela Fismatek alia a radiofrequência e a criofrequência. A primeira gera um calor, de aproximadamente 60 ºC, enquanto a segunda resfria a -10 °C o tecido embaixo da pele. “A associação das duas técnicas induz a produção de novas fibras de colágeno e estimula a vasodilatação, promovendo uma melhora no aspecto da região afetada pela estria”, explica a esteticista Ericka Rodrigues.

Nº de sessões: De oito a dez, que devem ser realizadas a cada 15 a 21 dias.

Resultado: Já nas primeiras sessões nota-se a redução no tamanho e na profundidade das estrias e uma pele mais tonificada e hidratada.

Óleo multifuncional, Bio-Oil, R$ 58.
Fórmula com extratos de plantas e vitaminas, aumenta o nível de hidratação da epiderme, amenizando as estrias.

Body Groove, Buona Vita, R$ 144.
Rico em ativos antioxidantes e reparadores da barreira cutânea, que estimulam a síntese de fibroblastos, responsáveis pela produção de novas fibras de colágeno e elastina.

Elastcream, Adcos, R$ 189.
Hidrata nutre e proporciona a pele elasticidade e flexibilidade ideal para prevenir o aparecimento de estrias.

Striactive Body, Dermage, R$ 255.
Rico em agentes hidratantes, vitaminas e óleos vegetais com ação regeneradora e cicatrizante, que aumentam a resistência e a elasticidade da pele.

Creme Preventivo de Estrias Orgânico Linha Gestante, Souvie, R$ 107.
Nutre e hidrata profundamente a pele ressecada, reduzindo a fragmentação de suas fibras elásticas e evitando a degradação do colágeno.

Emulsão Auxiliar na Prevenção de Estrias Mamãe e Bebê, Natura, R$ 65.
Contém óleos de passiflora e de semente de uva, além da manteiga de cupuaçu, que garantem a prevenção de estrias e hidratação.

Pegolisse, Anna Pegova, R$ 206.
Estimula a produção de colágeno e melhora a hidratação, a resistência e a elasticidade da pele para proteger as células da degradação durante o seu estiramento.

Stretch Mark Control, Clarins, R$ 198.
Atua na produção de fibras elásticas para diminuir as chances de estiramento da pele.

Lipofeme Body Lotion Antiestrias, Extratos da Terra, R$ 165.
Com ação anti-idade e firmadora, diminui a espessura das estrias, nutre a pele e recupera as fibras de colágeno e elastina.

StriAway, Pharmapele, R$ 100.
Previne o aparecimento e promove a melhora das estrias jovens e maduras, através de sua fórmula rica em substâncias que regeneram e recuperam a integridade da pele.