16 coisas que você precisa saber antes de turbinar os seios
18 de setembro de 2017
Giovanna Grigio: a beleza jovem da atriz de Malhação
22 de setembro de 2017
Mostrar Todos

O fim das gordurinhas com a nova geração da criolipólise

Que a tecnologia que promete reduzir medidas através do resfriamento da região se tornou a queridinha das clínicas de estética não é novidade tanto que ela tem sido aperfeiçoada e conquistando casa vez mais adeptas

Por Malu Bonetto

A criolipólise é uma alternativa para quem busca uma técnica não-invasiva para reduzir medidas de forma significativa, sem a necessidade de repouso. Através de uma ponteira, é formado um vácuo que suga a região com gordura localizada em excesso, possibilitando que apenas essa região sofra o choque de temperatura e consequentemente as células de gordura sejam destruídas. Mas que tal aperfeiçoar uma técnica que já é sucesso? Fabricado pela HTM Eletrônica, o Beauty Shape é indicado para amenizar a gordura localizada em geral já que une os benefícios da criolipólise convencional com a de contraste. “Enquanto na criolipólise conseguimos matar as células de gordura localizada, pois os adipócitos são mais susceptíveis ao arrefecimento do que outras células da pele. A técnica de contraste prepara a região para a eliminação das células de gordura, aquecendo a área de tratamento antes do seu resfriamento. Após o processo de resfriamento do tecido, a temperatura pré-tratamento é reestabelecida de forma rápida, aumentando a reperfusão tecidual e, após a reperfusão, inicia-se uma resposta celular às mudanças ambientais, semelhante ao processo de morte programada (apoptose)”, explica a fisioterapeuta Aline Marques Pereira, Consultora Científica da HTM Eletrônica. Enquanto a criolipólise convencional chega a reduzir de 20% a 25% da gordura na área tratada, a criolipólise de contraste obtém até 42% de redução em alguns casos, em apenas uma sessão já podemos alcançar os resultados esperados. Lembrando que este número pode variar conforme quadro clínico e evolução de cada paciente. Após o segundo dia do procedimento inicia-se um processo inflamatório que perdura por 30 dias. A partir do 14º dia até 30º dia, ocorre a resposta natural do corpo à lesão, resultando na eliminação dos adipócitos, que geram o resultado estético. E, lembrando esse tratamento não é indicado para as pessoas que tem obesidade, diabetes, gravidez, amamentação, lipoaspiração ou qualquer outro procedimento cirúrgico na área nos últimos seis meses.