Farinha de linhaça é aliada no processo de emagrecimento
20 de agosto de 2012
Quanto pesa seu brinco?
22 de agosto de 2012
Mostrar Todos

Musa platinada

Ser loira se tornou item obrigatório entre as mulheres que querem um visual mais sexy. Ainda mais quando tabus foram quebrados, permitindo que negras e orientais também possam aderir aos fios claros. Veja aqui como se tornar uma verdadeira diva blonde e aprenda a cuidar diretinho das suas madeixas

 

Por Fernanda Dragone

Quase todas as mulheres já pararam alguns segundos para se imaginarem loiras fatais. Daí, para saciar tal curiosidade, fazem algumas mechas fininhas apenas para iluminar o visual ou pontas mais claras para dar o efeito de fios queimados pelo sol. E quando se dão conta, não passam mais do que vinte dias sem visitar seu cabeleireiro. O motivo? O vício de querer ser uma verdadeira blond, afinal, ser loira não é apenas uma opção de cor, mas sim uma escolha por um estilo de vida. Por ser uma nuance que exige atenção redobrada e manutenção constante, ser loira pede que a mulher seja vaidosa e sem preguiça, já que os cuidados com as madeixas devem ser diários. Com tendência de tonalidades cada vez mais claras, as hidratações frequentes e o uso de bons produtos são essenciais para garantir uma vida saudável aos cabelos. Desejo de quase todas as mulheres e sinônimo de sensualidade, os pedidos para se tornar loiras encabeçam os pedidos dos salões, ainda mais em tempos em que é possível aliar as diferentes tonalidades a todos os tipos de pele, incluindo as mais morenas e até mesmo orientais. “Além de conciliar a cor dos fios com a da pele, é bom lembrar que para ser totalmente loira é preciso ter estilo, por isso, conversar com um profissional é essencial para não errar”, afirma a hair stylist Carol Funaki, do Homa Elite Salon (SP). Outro quesito que deve ser analisado antes de entregar as madeixas ao descolorante é contar ao cabeleireiro todo o histórico do que já foi feito nas melenas, pois fios com alisamento à base de guanidina, por exemplo, devem passar longe das nuances de loiro. Com análise dos fios em dia, teste de mecha aprovado e com o arsenal de loira, basta escolher a nuance que melhor combina com você.

Barbies modernas

Antigamente era assim. Uma mulher era morena ou era loira. Simples assim. Dourado, mel, caramelo, bege, platinado, acizentado, entre outras tonalidades começaram a ganhar espaço, não apenas na cartela de cores, mas também nas cabeças femininas, derrubando o mito de que apenas as donas de pele mais branquinha é que podiam desfilar lindas e loiras. Agora, os fi os claros são permitidos para todas as mulheres, inclusive as negras. “O grande segredo é que o tom loiro está associado à sensualidade, por isso o grande interesse das mulheres. Mas a mudança deve ser na medida certa e sem vulgaridade, buscando-se o tom ideal para cada mulher”, sentencia o cabeleireiro Viktor I, do salão Vimax (SP). Mas não foi somente a ideia do loiro-para-todas que animou a mulherada a colorir as madeixas. Muito mais modernas e antenadas com as tendências, a ala feminina passou a ficar muito mais exigente com o próprio visual e sabe falar direitinho para o profissional o look que ela quer ostentar. Aí, só resta que o cabeleireiro concilie o desejo da cliente com a técnica mais adequada para realizar tal desejo. Assim como a maquiagem, não são todas as mulheres que podem usar as nuances mais claras para conquistar um look chique. Dependendo da escolha da nuance que será usada par colorir a cabeleira, o resultado pode ficar desastroso. Se você duvida dessa informação, visualize a imagem da Donatella Versace com sua pele bronzeada e madeixas ultra-amarelas. A escolha da cor só ajudou a realçar o tom alaranjado da cútis da fashionista. Se ela tivesse optado por uma cor ligeiramente mais escura, como o loiro-mel, o resultado seria completamente diferente e bem mais natural. Veja a seguir quais os tons ideais para cada tipo de pele:

Branquinhas: as donas de uma pele bem clarinha ou rosada, como a da Christine Fernandes, ficam ótimas com qualquer tom de loiro, mas o ideal é o platinado.

Morenas oliva: as mulheres com a pele igual a da Giovana Antonelli devem investir nas nuances de mel escuro, mantendo sempre o fundo natural do cabelo.

Orientais: aposte nos tons de mel, tonalidade escolhida pela Sabrina Sato.

Mulatas e negras: as donas de uma pele igual a da Beyoncé podem optar pelas cores de loiro-acobreados, como chocolate claro aplicado em mechas. O principal segredo aqui é evitar qualquer tonalidade de loiro usado de forma chapada.

Além de todas essas dicas, os experts avisam ainda que a nova cor pode seguir a tendência de cada estação. Nesse inverno, os tons de loiro dourado, acobreado e caramelo ganham espaço. “Para as mulheres mais descoladas e sempre antenadas com o mundo da moda, eu sugiro o Strawberry Blond, que nos remete a cor de um conhaque aquecido. Para as donas de pele clara ou bronzeada, eu indico o Blond Hollywood ou Malibu, que une quatro tons de loiro, mas sempre mantendo o fundo natural, de preferência em loiro acinzentado, que nos remete a um resultado mais sensual e de muita atitude. Já as mulheres morenas oliva, o Blond Glam contrasta mechas fininhas da raiz as pontas, nos tons de caramelo claro e crème brulée”, indica Viktor I.

Fios saudáveis e brilhantes

Ao entrar para o time das loiras, as visitas ao salão devem acontecer para retocar a tonalidade e garantir que os fios se mantenham saudáveis e bonitos. Conheça os tratamentos mais bacanas para suas madeixas:

Fiberceutic > age com preenchimento celular, desde o córtex do fio recuperando matéria interna perdida por processos químicos. Possui uma tecnologia conhecida como intracylane, que tem como função preencher os espaços danificados da fibra capilar. A recomendação é fazer a hidratação, pelo menos a cada 20 dias ou conforme os retoques.

Shake de Brilho All Soft > enriquecido com óleo de argan, o tratamento garante fios 15 vezes mais hidratados, já que sua aplicação devolve a elasticidade, hidratação e brilho. Sua fórmula também contém um complexo nutritivo de arginina que protege a estrutura capilar, mantendo a maciez por muito mais tempo no interior do fio. O processo pode ser feito uma vez por mês ou quando o cabelo estiver mais danificado.

Chronologiste > o procedimento consiste em um concentrado de mimétique de caviar, rico em proteínas restauradoras intensivas que, além de tratar os fios, também contém enzimas que tratam o couro cabeludo, deixando as madeixas macias e com muito mais brilho. Cada aplicação dura, em média, dez lavagens.

Ritual Diamante > o tratamento Lumino reparador, protege a cor e revela brilho único e multidimensional do diamante nos cabelos coloridos e danificados. A tecnologia Syséme Fribrionic Micro-Difuseé, tece uma malha ao redor da fibra inserindo ativos micro luminescentes criando um filme para selagem da cor. O indicado é aderir à técnica a cada 15 dias.

Reconstrução ácida > para eliminar o ressecamento e devolver o brilho, essa técnica utiliza em sua formulação o vinagre de maçã, que por ser ácido ajuda a fechar as escamas dos fios, mantendo a cor bonita por mais tempo. As aplicações podem ser feitas quinzenalmente ou uma vez por mês, dependendo dos danos apresentados pelas madeixas.

 

Leia essa e outras matérias na Plástica & Beleza n° 128.