Karen Junqueira, 100% Sexy
10 de outubro de 2014
Juliana Silveira, Um desafio e tanto…
13 de outubro de 2014

Com a proximidade da temporada do sol, começa a corrida feminina em busca do corpo perfeito, a boa notícia é que se você sonha em se submeter a uma cirurgia plástica, ainda dá tempo de se planejar com calma e conquistar o shape sob medida para qualquer biquíni.

Por Cibele Carbone

O mês de outubro está batendo na porta e com ele a lembrança de que falta só mais um pouquinho para o verão chegar com tudo. Mas em vez de sonhar com os dias à beira-mar tomando água de coco você está é tendo pesadelos por causa do visual do seu corpo, que não está lá essas coisas, é chegada a hora de respirar fundo e decidir o que deseja fazer: assumir suas curvas ou ir em busca das curvas que sempre quis ter. Se a sua resposta for essa última, saiba que ainda dá tempo de marcar uma consulta com o cirurgião plástico e fazer o pré e pós-operatório com todo o cuidado merecido.

 

Pre-pa-ra!

 

Depois de ter escolhido seu cirurgião plástico, checado se ele pertence à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP – e ter passado pelas primeiras consultas, é chegada a hora de fazer os exames pré-operatórios para checar suas condições de saúde. “Geralmente, solicitamos os exames de sangue, eletrocardiograma, radiografia de tórax e avaliação cardiológica. Isso sem falar dos exames específicos para cada cirurgia como ultrassom de parede abdominal nos casos de lipoaspiração e abdominoplastia; e mamografia para a realização das plásticas de seios”, explica o cirurgião plástico Rodrigo Otávio Carbone (SP).

Estando tudo certo, agende a cirurgia para um período em que possa seguir o pós-operatório certinho, ou seja, respeitando os períodos de repouso e sem dirigir, trabalhar e praticar atividade física. Durante essa fase, lembre-se ainda de que irá precisar submeter-se a sessões de drenagem linfática para ajudar a recuperação e deverá se manter longe do sol para não ganhar manchas no lugar das cicatrizes.
Agora que você já sabe como proceder antes da cirurgia, confira abaixo as principais características das plásticas mais procuradas pela ala feminina nesta época do ano:

 

Lipoaspiração

Curvas de Verão

Como é feita: após anestesia geral ou local associada com sedação, são feitas pequenas incisões próximo da área que será lipoaspirada, por onde o médico insere as cânulas e, com movimentos de vai-e-vem, aspira as células adiposas. Ao final, as incisões são suturadas, resultando em cicatrizes milimétricas.

Cuidados no pós-operatório: para evitarque o resultado da lipo fique ondulado, evidenciando as temíveis fibroses, é essencial seguir as recomendações do médico. “A fibrose é uma reação cicatricial interna intensa do tecido lesado e causa ‘repuxamento’, dor e ondulações inestéticas. A realização de sessões de drenagem linfática acompanhada de ultrassom, o uso de cintas compressoras e o repouso pós-cirúrgico são fatores essenciais para minimizar os efeitos da fibrose. Vale ressaltar que a realização de drenagens linfáticas deve somente ser realizada por uma profissional certificada e devidamente qualificada em dermatofuncional, caso contrário poderá comprometer seriamente o resultado da cirurgia”, explica o médico Fabrício Veloso, diretor clínico da Dream Plastic (SP). A cinta compressiva deverá ser usada por cerca de 45 dias. Nesse mesmo período, você deverá se submeter a sessões de drenagem linfática – três vezes por semana.
Resultados: começam a aparecer após trinta dias, mas somente depois de seis meses que é possível notar a silhueta totalmente livre de inchaço.

 

Abdominoplastia

Curvas de Verão

Como é feita: após anestesia geral ou local associada com sedação, é feita uma incisão na parte inferior do abdômen, próximo à virilha. Em seguida, o cirurgião plástico traciona e remove o excesso de pele e gordura e fecha a incisão com pontos internos absorvíveis e externos. Se existir uma flacidez abdominal muito grande, o médico pode realizar a plicatura do músculo dessa região, deixando-o mais firme.
A cicatriz, apesar de ficar com cerca de 10 centímetros, fica escondida na região pubiana, mesma região onde é feita a incisão da cesárea.

Cuidados no pós-operatório: durante a primeira semana você deverá andar curvada e evitar esticar completamente a coluna para não correr o risco de soltar os pontos e alargar a cicatriz. A cinta cirúrgica deve ser utilizada durante 45 dias, em média, mesmo período em que precisará dormir com as pernas sobre dois travesseiros e as costas ligeiramente levantadas. Para amenizar o inchaço e as manchas roxas, são recomendadas cerca de 15 sessões de drenagem linfática, que devem ser feitas em dias alternados.

Resultados: no final do primeiro mês já é possível notar a barriga mais lisinha, mas o efeito final – sem resquício algum de inchaço – aparece depois de seis meses.

 

Implante de silicone nos seios

Implante de Silicone

Como é feita: “depois de aplicarmos anestesia geral, peridural ou local associada com sedação, fazemos uma incisão por onde introduzimos a prótese de silicone. O corte pode ser na axila, no sulco submamário ou na aréola, e o que irá determinar isso será o tamanho da prótese e o local onde ela será alojada – atrás da glândula mamária ou atrás do músculo peitoral”, explica o Dr. Rodrigo Otávio Carbone. No final da cirurgia, é feita a sutura do corte, que irá originar em uma cicatriz com cerca de cinco centímetros.

Cuidados no pós-operatório: após a cirurgia, você deverá usar um sutiã cirúrgico por cerca de 45 dias para evitar o deslocamento da prótese e também auxiliar na redução do inchaço, bastante comum na fase de recuperação. Após a primeira semana da cirurgia, lembre-se de massagear as mamas durante o banho para prevenir a formação de fibroses e o encapsulamento do implante.

Resultados: no dia da cirurgia você já notará os seios maiores, mas eles também estarão bastante inchados. Após três meses os edemas terão desaparecido quase que por completo e o efeito estará bem próximo do final.