Quero meu corpo de volta!
22 de outubro de 2010
A fórmula dos seios perfeitos
25 de outubro de 2010
Mostrar Todos

20 maneiras para exterminar a barriga (e 5 para disfarçá-la)

Tem medo de cirurgia plástica? Aposte em cremes e tratamentos estéticos. Exercício físico não cabe na sua agenda? Controle a alimentação. De um jeito ou de outro, você consegue eliminar a barriguinha saliente. Descubra aqui qual vai ser a sua maneira

Por Lara Martins

Plásticas
1 – Aspire fundo

Se a barriga não está muito saliente, mas o pneuzinho está insistente na região – daqueles que resistem a horas na academia, parta para a lipoaspiração. Existem vários tipos de lipo – pode ser a laser, ultrassônica, vibrolipo, circunferencial, hidrolipo ou minilipo, cada uma indicada para um perfil de paciente. Algumas possuem artifícios que facilitam a aspiração da gordura e provocam menos traumas pós-operatórios, outras são indicadas para áreas menores, mas o princípio é sempre o mesmo: uma cânula fina é introduzida na região desejada (abdômen, no caso) e aspira o excesso de gordura acumulado.

2 – Tudo resolvido
Agora, se o problema for maior, literalmente, a cirurgia indicada é Dermolipectomia (ou abdominoplastia). A partir de uma incisão similar à da cesárea, o profissional tem acesso a todos os tecidos internos para corrigir a flacidez muscular, o excesso de pele e a gordura – para tanto, o médico retira o excesso de gordura e pele e reposiciona o restante. “A abdominoplastia clássica pode ser associada à lipoaspiração. E em presença de flacidez muscular ou excesso de pele e gordura abaixo do umbigo realiza-se a miniabdominoplastia”, explica a cirurgiã plástica Lívia Ugarte Torrico, da Clínica e Spa Harmonya (RJ).

Tratamentos
3 – Fórmula poderosa

Abdoliance é o nome de um gel de manipulação que traz a tecnologia Spherulites, que encapsula os ativos para que eles sejam orientados diretamente aos adipócitos. O sucesso está nos ativos: flavonóides da Laranja Amarga, rico em hesperidina, que inibe a Aromatase, que interfere no processo de lipólise; e extrato de Guaraná, rico em cafeína. O produto deve ser aplicado duas vezes ao dia, e após uma semana de uso já se percebe a diminuição da cintura, “mas resultados bem mais visíveis aparecem em 28 dias de aplicação”, afirma o farmacêutico Jamar Tejada, da Farmácia Anjo da Guarda (SP). O creme custa R$120.

4 – Mais que drenagem
Estamos todas convencidas de que drenagem linfática é importante para saúde, beleza, boa forma… Mas para quem deseja um resultado mais poderoso, uma indicação é a Drenagem Turbinada, que é realizada na região abdominal com o auxílio de produtos à base de cafeína. Ela é turbinada porque além dos ativos, a sessão é finalizada com uma massagem modeladora. De acordo com a fisioterapeuta dermatofuncional Fátima Pazos, geralmente, são indicadas dez sessão, no mínimo, sendo uma por semana, e é possível perder de dois e cinco centímetros. Cada sessão custa R$ 89, em média.

5 – Dupla indicação
Além de perder a indesejada barriguinha, é preciso também firmar a região. O Transion ajuda a perder medidas e tonifica a musculatura. Isso é possível porque o aparelho estimula um movimento de torção e contração muscular, eliminando o excesso de líquidos e substâncias solúveis dos tecidos adiposos, enrijecendo a região. São indicadas 20 sessões, de duas a três por semana. De acordo com a esteticista Nilza Bittencourt, da Biomatrix (SP), na primeira aplicação você já vê resultado, mas o ideal é fazer 20 delas. A sessão custa R$ 100, em média.

6 – Pílula (quase) milagrosa
O Phase 2 é um produto natural à base de Faseolamina, extrato de feijão branco. Esse ativo atua no organismo reduzindo a absorção de carboidratos e, assim, diminui o armazenamento de gordura localizada. Ou seja, é tudo aquilo que a gente busca em apenas uma pequena cápsula. Mas, para surtir efeito, os especialistas recomendam a ingestão de dois tabletes, três vezes ao dia. O preço dessa maravilha, para a nossa alegria, tem um ótimo custo-benefício: 120 tabletes custam R$ 120, em média.

7 – Power creme
Existem alguns ativos que são tiro e queda para a gordura localizada, como a cafeína, principal ativo presente em cremes que combatem à gordura localizada. O importante é aplicar fazendo massagem circular até a completa absorção do produto.
1) Sculpting And Firming Lotion For The Stomach And Waist, Biotherm, R$ 169.
2) Soin Remodelant Ventre Taille, Clarins, R$ 336.
3) No Complex Sculpting and Firming Lotion for the Stomach and Waist. Givenchy, R$ 169.
4) Redutor Abdominal Spécial Ventre Lipo-Redutor, Elancyl, R$ 140.

8 – Good vibration
O Physioplate é uma plataforma vibratória que contribui consideravelmente para a perda de medidas e gordura localizada. De acordo com a fisioterapeuta dermatofuncional Fátima Pazos, da Clínica Pazos (RJ), para realizar o tratamento você fica em cima do aparelho em diferentes posições e as ondas vibratórias produzidas por ele atingem as estruturas musculares e ativam a circulação local. São indicadas de uma a cinco sessões por semana (varia de acordo com o objetivo desejado), com resultados visíveis a partir da quarta semana. Cada sessão custa de R$ 60 a R$ 90.

9 – Com jeitinho de plástica
Quer uma opção poderosa como plástica, mas não invasivo como um tratamento estético? Então, aposte no Ultracontour, que promete eliminar 2 cm por sessão. O aparelho utiliza o ultrassom e alta corrente elétrica, para estourar e eliminar as células adiposas. “O diferencial deste tratamento é que se trata do primeiro a fazer a lipólise profundamente, quebrando a célula de gordura para que ela seja eliminada”, afirma a fisioterapeuta Wilamar Arrais Dutra, da Clínica Suprema (SP). São indicadas de quatro a seis sessões, em média, e cada uma custa R$ 680.

10 – Efeito tanquinho
A biomodulação corporal é uma técnica que une os benefícios da lipoaspiração com os do preenchimento corporal para deixar o abdômen sequinho e aumentar a musculatura, desenhando a região como se a pessoa tivesse passado horas malhando. Na primeira etapa do procedimento, é feita a lipoaspiração para retirar o excesso de gordura localizada. Em seguida, a paciente precisa fazer sessões de drenagem linfática e massagem modeladora durante três semanas e somente após esse período é realizado o implante de biomateriais, feito com substâncias compatíveis ao organismo. Com a ajuda desse preenchimento, o médico consegue moldar os gominhos abdominais, dando o aspecto malhado.

Nutrição
11 – Água sempre

Uma das inúmeras funções da água é hidratar o bolo fecal e facilitar a ida ao banheiro. “Ela ajuda a eliminar as toxinas tanto pela urina quanto pelas fezes e evita o inchaço”, explica a nutricionista Fernanda Basso (SP).

12 – Libere os líquidos
A retenção de líquidos é uma grande responsável pela saliente barriguinha. Para evitar esse problema, faça sessões regulares de drenagem linfática (o ideal são duas vezes por semana) e ingira alimentos diuréticos, como erva doce, salsão, berinjela, alho, limão, cebola, salsa, hortelã, abacaxi, melancia e maracujá.

13 – Mais levinha
Nem excesso de gordura, nem postura errada. A barriguinha pode estar na região abdominal por fruto de gases. Para reverter o quadro, vale tirar do menu alimentos responsáveis pelo efeito estufa, como refrigerante, água com gás, fritura, repolho, rabanete, pão branco e embutidos.

14 – Passe a seco
Evite, ao máximo, beber líquidos durante as refeições (até mesmo água!), já que eles dilatam as paredes do estômago, deixando a região abdominal estufada.

15 – Dê fibra para seu corpo
Alimentar-se com muitas fibras ao longo do dia é uma medida que funciona. O segredo é que elas dão a sensação de saciedade por mais tempo (e assim você come menos). Além disso, elas melhoram o funcionamento do intestino, evitando o efeito estufa. As fi bras estão em frutas, saladas e cereais integrais.

16 – Abstenha-se
Pode parecer difícil, mas fuja da cerveja a toda custo. Nada pior do que uma mulher com aquela barriguinha típica de cerveja… A bebida e outros alimentos fermentados, como pães e vinagres, produzem fungos ou bactérias fermentadoras que provocam gases e estufam a barriga.

Fitness
17 – Pilates antibarriga

Segundo a fisioterapeuta Daisy Chaves, da D&D Pilates (RJ), o Pilates condiciona, treina força, tônus e realinha o corpo. De quebra, o abdômen fica chapado. Para as iniciantes, seguem dicas para entrar nessa prática.

The hundred > Apoie a região lombar no chão, as pernas esticadas e elevadas e segure a barriga para dentro. Leve o queixo até o peito e olhe para o umbigo sem relaxar os músculos. Inspire e expire pelo nariz contando até cinco ao mesmo tempo em que mexe os braços com movimentos rápidos e curtos pra cima e para baixo. Expire pela boca e continue o movimento.

Roll up > Sente com as pernas estendidas e desça as costas com os abdominais contraídos e pernas no chão. Desça vértebra por vértebra e suba lentamente. Faça de cinco a oito repetições.

Single leg circles > Mantenha os quadris no chão e uma das pernas bem esticadas para cima. Com ela, faça cinco círculos no sentido horário e mais cinco no sentido anti-horário. Inspire na metade do círculo e expire na outra metade. Controle cada movimento contraindo o abdômen e não permita que o seu tronco e os quadris oscilem de um lado para outro. Faça de cinco a oito repetições com cada perna.

18 – Corra da Barriga
Os melhores exercícios para eliminar a barriga são os aeróbios, que reduzem o percentual de gordura. A professora Fernanda Lopes Borges, da Competition (SP), indica aulas de bicicleta, step, body jump e boxe. Mas também vale associar aos anaeróbicos, como ginástica localizada. Faça os exercícios aeróbios três vezes por semana de 30 a 60 minutos.

19 – Malhação também vale
Para quem não abre mão da musculação, é possível continuar nessa rotina e ainda assim perder barriga. Os exercícios para os grandes grupos musculares, como agachamentos, leg press, supinos e puxadas são intensos e vão exigir mais energia, fazendo o corpo sofrer um enorme déficit calórico. Na prática, menos barriga.

20 – Muita postura
Sabia que a sua barriguinha pode ser fruto de postura errada – e não de excesso de gordura localizada, como você imagina? Experimente colocar tudo no lugar – ombros abertos e a coluna reta – e verá que a barriga vai diminuir.

HORA DE CAMUFLAR
Perder a barriga é tudo o que qualquer mulher deseja. Só que isso exige tempo para conseguir alcançar o resultado desejado. Mas, o que fazer quando temos aquela festa de arrasar e o nosso tratamento ainda não surtiu efeito? Sentar e chorar? Que nada! existem maneiras ultrarrápidas de dar aquele truque na saliência abdominal e garantir (ao menos!) um visual chapado. Confira!
1) Evite alimentos gordurosos, porque a digestão deles é mais lenta e, assim, permanecem mais tempo na região intestinal, aumentando seu volume.
2) Invista em uma alimentação rica em frutas, já que elas são leves, contém fibras e ajudam a limpar o organismo. Essa desintoxicação ajuda a reduzir o inchaço provocado pela retenção de líquidos, assim como ajuda a eliminar aquela sensação de estufamento abdominal.
3) Na hora de montar a produção, escolha uma calcinha modeladora, daquelas altas que pressionam e escondem a barriga.
4) Fuja das peças muito justas e coladas ao corpo, pois elas marcam e ressaltam o problema. Prefira vestidos mais soltinhos como os modelos evasês, e tecidos molengas e fluidos. Eles disfarçam que é uma maravilha!
5) Procure valorizar outra região com lenços descolados ou colares exuberantes, assim a atenção é desviada para outra parte do corpo – nesse caso, uma área bem longe da barriga.